Criança Com Calvície

Por mais estranho que pareça, esse problema não escolhe sexo, idade e classe social. Recentemente ficamos espantados com uma criança com calvície nos Estados Unidos.

Um assunto que causou polémica não só pelo problema, mas, por sua suspensão desse menino da escola por estar infligindo as regras da instituição.

Na realidade, a criança em questão, Zion Williams, com apenas 8 anos de idades, sofria de Alopecia na parte detrás da cabeça.

Esse problema é grave e causa queda capilar em determinadas regiões do couro cabeludo.

Um problema que afeta não só adultos mais também crianças em plena fase de desenvolvimento.

Os médicos da criança americana recomendaram que o mesmo deixasse os cabelos fortes crescerem para disfarçar a região afetada pela Alopecia. No entanto, as regras da escola são rígidas e não aceitam rapazes com cabelos compridos.

O Que é Alopecia Ariata e Suas Causas

Alopecia infantil

Alopecia Ariata é uma doença grave que causa queda em formato arredondado em determinadas regiões do couro cabeludo, de forma repentina.

Criança com calvície certamente foi afetado por alopecia.

As formas principais são:

Perdas em determinadas regiões do couro cabeludo

Perda total no couro cabeludo

Perda total no corpo

Uma doença mais comum do que imaginamos e suas principais causas são:

Doença autoimune

Quando o sistema está fraco

Pode ocorrer depois da gravidez

Por traumas e stress

Eventos marcantes na vida da pessoas

Tratamento Adequados

Como age rapidamente, assim que detectar o problema procure imediatamente um médico.

Geralmente os tratamentos utilizados são:

Injeção

Tratamento ultravioleta

Medicamentos

Caso note a perda dos fios, procure um médico dermatologista imediatamente para evitar maiores problemas como depressão, isolamento ou até mesmo queda em outras regiões.

Recomendamos o tratamento natural Jet Hair que disfarça totalmente a região afetada de forma segura e sem contra indicações.

Autorizado pela ANVISA, Jet Hair tem ajudado pessoas por todo país a lidar com esse problema gravíssimo que afeta também as crianças.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close