Quais os primeiros sinais da calvície feminina?

Importante característica das mulheres, o cabelo pode ser considerado um dos símbolos da vaidade feminina. A queda dos fios pode ser o pesadelo de muitas delas. O que poucas sabem é que a calvície, problema tipicamente masculino, atinge uma grande parcela de mulheres que sofrem com a queda acentuada de cabelo.

De acordo com a pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Cabelo, metade das mulheres apresentam algum problema relacionado à queda dos cabelos. E que a calvície atinge 5% da população feminina.

Para Luciano Barsanti, presidente da Sociedade Brasileira de Tricologia (ciência que estuda os pelos), os problemas hormonais, seguidos pela genética são os principais fatores para ocasionar a queda de cabelo nas mulheres. Bresanti afirma ter “observado que o número de mulheres com calvície genética vem subindo consideravelmente, por fatores associados como o estresse, depressão e cansaço, que desencadeiam o processo genético”.

O uso excessivo de produtos químicos no cabelo também pode ocasionar problemas de queda de cabelos. A química, em contato com o couro cabelo pode acarretar agressões físicas na pele da cabeça.

Bresanti reforça que “os alisamentos também podem causar lesões irreversíveis, e, por isso, as mulheres só devem fazer tratamentos com produtos aprovados pelo Ministério da Saúde e por profissionais treinados e especializados”. E acrescenta que “35% das mulheres já não possuem mais cutícula do cabelo, que foi completamente destruída pelos procedimentos químicos. Mas, hoje, dispomos de recursos técnicos não invasivos que promovem diagnóstico seguro do couro cabeludo, levando a tratamentos específicos para cada um ”.

Como descobrir a queda de cabelo pode ser calvície

É importante ressaltar que nem toda queda dos fios de cabelo pode ser considerada calvície. Existe uma diferença entre queda excessiva e a calvície. Para determinar qual dos tipos de problema você possui, é necessário visitar um dermatologista ou especialista em cabelos para realizar alguns teste e exames. O médico Valcir Bedin da Sociedade Brasileira de cabelo explica que “A queda comum se evidencia com a perda de mais de 120 fios por dia.

Isso pode ser perceptível quando a pessoa encontra mais de seis fios no travesseiro ou começa a ver fios sobre o computador ou na comida, por exemplo”. E considera que ” a calvície é progressiva, começa normalmente na adolescência ou no começo da fase adulta [por volta dos 20 anos] e se manifesta com uma rarefação no topo da cabeça, sem fios visíveis caindo”.

O que pode ocasionar a calvície?

Quais os primeiros sinais da calvície feminina

Para facilitar a compreensão dos fatores que levam uma mulher a apresentar sinais de calvície, separamos algumas informações sobre o assunto:

– Fatores genéticos e alterações hormonais são determinantes para propiciar a perda de fio de cabelo nas mulheres. Em especial, quando a mulher possui cistos no ovário ou problemas com a tireoide. Em ambos os casos, o aumento da produção do hormônio da testosterona, pode provocar o mesmo efeito que ocorre nos homens. Quando a testosterona entra em contato com uma enzima produzida pelo corpo faz com que as duas substancias ajam e provoquem a redução da velocidade e capacidade de multiplicação das células capilares. O pior caso ocorre quando essa reação provoca a morte das células. A consequência é que o cabelo pode afinar ou demorar mais para crescer.

– Tratamentos de beleza em que contato excessivo do cabelo com o calor da chapinha e secador, ou uso de produtos químicos como alisamentos a base de formol tendem a fragilizar o fio do cabelo que pode cair mais rápido do que crescer.

– Dietas loucas podem trazer sérios problemas a saúde dos seus cabelos. Como todo o corpo, os fios de cabelo também precisam de vitaminas e nutrientes para se manterem saudáveis. Então, se você decide por conta própria fazer corte radicais na sua dieta, está automaticamente arriscando a beleza das suas madeixas, uma vez que a deficiência de nutrientes como proteínas, vitaminas do complexo B, ferro e sais minerais, tipo cálcio e magnésio, pode motivar o enfraquecimento e queda dos fios.

– A saúde psicológica também é fundamental. O estresses, ansiedade, cansaço e depressão podem ajudar a aumentar a queda de cabelo nas mulheres. E pior, esses podem ser fatores capazes de ativar os genes da calvície feminina.

– Usar o cabelo preso frequentemente pode enfraquecer e romper o músculo responsável por prender cada fio de cabelo. Assim, com a tração do fio seja com rabo de cavalo, faixas ou apliques pode ocasionar o problema.

Existe tratamento para queda de cabelos feminina!

A boa notícia é que existem alternativas de tratamento, por exemplo, remédios por via oral ou injetáveis, como suplementos nutricionais ou bloqueadores de enzimas; sessões de lasers que estimulam o crescimento do fio e em último caso, ainda existe a opção de fazer transplante capilar.

Para o médico Valcir Bedin, é importante ressaltar que atualmente “existem métodos de cura eficazes e, quanto antes forem feitos, maior a possibilidade de êxito. A maioria das mulheres responde bem a tratamentos orais, um bom médico pode resolver 90% dos casos, sem transplante”.

E, além disso, tudo que apresentamos, se você estiver com desejo de, desde já, disfarçar as falhas do couro cabeludo, não deixe de procurar pelos produto de grande qualidade, à disposição, no mercado de cosmética atual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close