Qual a ligação entre calvície e câncer de próstata?

Grande parte dos homens ao redor do mundo sofre diariamente com a queda de cabelos. Além de ser vista como algo desagradável, é uma das situações que mais baixam a autoestima dos que sofrem com isso. Hoje existem diversos métodos que ajudam a combater este problema – sejam homeopáticos, medicinais ou cirúrgicos. Mas há um grande e preocupante problema relacionado à queda de cabelo que não pode ser resolvido com remédios, pomadas ou implantes de folículos capilares: o câncer de próstata.

Não se sabia até pouco tempo atrás que a calvície também pode ser um indicativo de propensão ao desenvolvimento de câncer de próstata. Ainda assim, se ocorrer antes de uma determinada idade, a queda dos cabelos também pode indicar uma propensão menor a desenvolver o câncer.

Em homens com mais de 40

Um estudo recente que foi publicado na Journal of Clinical Oncology (JCO) – uma revista médica americana – lançou à comunidade médica dados muito interessantes e que geraram debates. A doutora Cindy Ke Zhou, autora do estudo, e sua equipe avaliaram quais eram os riscos de desenvolvimento de câncer de próstata em homens com 45 anos que também sofriam de algum tipo de perda dos fios de cabelo.

Utilizaram mais de 39 mil voluntários, tendo por base um programa intensivo que diagnosticava tumores malignos. Nenhum destes voluntários possuía qualquer diagnóstico de câncer ao iniciarem o estudo.

Surpreendentemente, nos anos que se seguiram, foram constatados 1.138 novos casos de um tipo específico de câncer: o de próstata.

Foram avaliadas muitas características que tinham possibilidades de serem correlacionadas à propensão de desenvolver ou não o câncer de próstata. Porém, quando os tipos de perda de cabelo dos voluntários foram analisados, foi constatado que quem não tinha cabelo nenhum não apresentava maiores chances de desenvolver tumores na próstata. Ainda assim, separando tumores mais agressivos, a possível correlação entre o câncer e a perda de cabelo ficou mais clara.

Observou-se que pacientes que possuíam uma perda de cabelo maior no topo da cabeça e na região frontal apresentavam muito mais chances (39%) de desenvolver tipos mais graves de câncer na próstata. Os outros tipos de queda de cabelo analisados não tiveram impacto direto na probabilidade de desenvolver tumores na região.

Porém, é necessária cautela: os autores do estudo chamam a atenção para o fato de serem resultados ainda um pouco rasos e que ainda serão realizadas mais pesquisas para esclarecer o fenômeno que esta correlação representa na medicina. Uma das maiores suspeitas da doutora Zhou são as influências hormonais que possam ter um elo em comum com ambos os problemas de queda de cabelo e o desenvolvimento do câncer de próstata.

A perda de cabelo masculina já foi anteriormente relacionada em outras pesquisas com enfermidades como o infarto e o derrame.

O doutor C. J. Ryan, da Universidade da Califórnia, prevê que se os resultados desta pesquisa forem confirmados, toda a indicação de exames profiláticos e de detecção do câncer será modificada em homens com idade entre 40 e 45 anos. Isso evitará muitas mortes advindas de tumores agressivos.

Enquanto o estudo e seus dados não são confirmados, é recomendada muita cautela na hora de fazer uma interpretação e indicações baseadas neles.

Qual a ligação entre calvície e câncer de próstata

Em homens com menos de 30

Um estudo publicado na revista especializada Cancer Epidemiology há alguns anos, pela Escola de Medicina da Universidade de Washington mostrou que homens na faixa etária até trinta anos e que possuem sinais de calvície têm menos chance de desenvolver câncer de próstata.

Para realizar a pesquisa foram estudados dois mil homens com idades entre 40 e 47 anos. Neste estudo, notou-se uma ligação muito aparente entre o alto nível de testosterona (que estava presente nos homens que disseram ter ficado calvos mais cedo) e uma propensão menor a desenvolver câncer de próstata. Metade dos participantes estudados já havia sofrido de câncer de próstata anteriormente.

Foi comparada a incidência de tumores entre os homens que perderam cabelo antes dos trinta anos e os homens que disseram não ter tido sinais de queda antes desta idade. Foi constatado que os voluntários que ficaram calvos até os trinta anos apresentaram entre 29% e 45% menos riscos de desenvolver um câncer de próstata futuramente.

É muito comum a terapia para reduzir os níveis da testosterona entre pacientes com câncer de próstata, já que o hormônio tende a acelerar o crescimento de alguns tumores;

Ainda assim, ironicamente, o estudo constata que altos níveis deste hormônio desde uma idade precoce, podem proteger os homens contra o câncer.

Se os resultados desta pesquisa forem confirmados, a sua utilidade será muito grande, uma vez que aumentará a compreensão da medicina sobre o comportamento da testosterona no corpo humano e o modo como ela afeta os nossos tecidos.

Por fim, conheça os produtos do JetHair e veja onde encontrá-los, clicando aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close