2 tratamentos para calvície masculina que você precisa conhecer

A medicina vem avançando e muito nos últimos anos, em todos os quesitos, e não é diferente quando o assunto é o avanço quanto ao tratamento de calvície masculina. Com o advento dos inibidores da 5-alfa-redutase, como Propecia e da evolução da restauração através da cirurgia como o implante do cabelo. Pois, para muitas pessoas, viver com a perda de cabelo é difícil e, infelizmente, inevitável.

Porém, agora já é possível parar ou retardar a evolução da queda de cabelo, substituindo o cabelo perdido por meio de cirurgia com resultados bem naturais. No entanto, ainda existem muitos produtos que prometem milagres, convencendo a todos que irão resolver todo o seu problema de calvície.

É impossível nunca ter ouvido ou visto nenhuma propaganda desses produtos milagrosos, principalmente nas revistas masculinas, além de ouvir diferentes comerciais no rádio e na internet que promovem tratamentos milagrosos para a queda de cabelo. A principal questão é que a grande maioria desses “tratamentos” anunciados não funciona para a prevenção e nem para tratamento de queda de cabelo.

É importante deixar claro se um tratamento de queda de cabelo não é aprovado pela FDA ou recomendado pela American Association, existe uma grande chance de você estar desperdiçando seu tempo e dinheiro. Lembre-se de que o sucesso do tratamento para calvície masculina é muito dependente da intervenção precoce. Por isso, é fundamental começar o tratamento com um produto eficaz, assim que você perceber o aparecimento de queda de cabelo.

Nesse artigo, falaremos sobre dois tratamentos específicos que são comprovados para tratar com sucesso a calvície masculina em diferentes graus.

2 tratamentos para calvície masculina que você precisa conhecer

Finasterida, Proscar / Propecia

A Finasterida é o nome genérico para os medicamentos de marcas como Proscar e Propecia. Finasterida foi originalmente desenvolvido pela Merck como uma droga para tratar a próstata (Proscar). Durante as pesquisas sobre os homens com problemas de próstata foi observado um efeito colateral intrigante do crescimento do cabelo.

Como a Finasterida já tinha sido aprovada pela FDA para tratar a próstata aumentada em homens, a Merck and Company decidiu prosseguir com a possibilidade de desenvolver a Finasterida como a primeira pílula para tratar o problema de calvície masculina.

Em 22 de dezembro de 1997, a FDA aprovou uma dose de 1 mg de Finasterida para o tratamento da alopecia androgenética em homens – a famosa calvície masculina – Propecia é o primeiro medicamento na história que trata com total eficácia a calvície masculina, na grande maioria dos homens que o usam.

Como Propecia / Finesterida funciona

O sucesso da Finasterida é devido à sua capacidade para inibir especificamente o Tipo II 5-alfa-reductace, a enzima que converte a testosterona em

di-hidrotestosterona um androgénio que é mais potente (DHT). 1 mg de dose de Propecia de finasterida pode diminuir os níveis de DHT em até 60% quando tomado diariamente. É o DHT que encolhe ou diminui o folículo piloso, que pode levar à calvície. Esta redução de 60% em DHT faz com que a perda de cabelo nos homens chegue em 86% , isso naqueles que tomaram a droga durante os ensaios clínicos. 65% dos participantes do ensaio experimentou o que foi considerado um aumento substancial no crescimento do cabelo.

A única maneira verdadeiramente eficaz e clinicamente comprovado para deter o processo de queda de cabelo é reduzir os níveis de DHT. A Associação American Hair Loss recomenda a Finasterida como principal tratamento para todos os homens interessados em tratar sua calvície masculina.

Minoxidil

Minoxidil (Loniten) foi o primeiro fármaco aprovado pela FDA para o tratamento da calvície masculina. Por muitos anos, o Minoxidill, em forma de pílula, foi muito utilizado no tratamento para pressão arterial elevada. Assim como a Finasterida os pesquisadores descobriram um efeito secundário muito interessante do fármaco. As pessoas que estavam tomando a medicação estavam crescendo cabelo em lugares inesperados, lugares como suas bochechas e na parte de trás de suas mãos, em algumas pessoas cresceu também cabelo na testa.

Alguns pesquisadores empreendedores tinham a noção de que a aplicação tópica de Minoxidil, diretamente na cabeça, pode fazer crescer o cabelo em áreas que tinha calvície.

Embora o Minoxidil tem sido clinicamente comprovado para retardar a progressão da queda de cabelo e voltar a crescer um pouco de cabelo, os especialistas mais informados veem esse medicamento como uma droga relativamente eficaz na luta contra a perda de cabelo. Uma vez que o Minoxidil não tem nenhum efeito sobre o processo de queda de cabelo com causa hormonal, seus efeitos positivos são na melhor das hipóteses temporária e geralmente, produz resultados decepcionantes a longo prazo.

Portanto, a Associação American Hair Loss ainda recomenda a droga para aqueles que não responderam favoravelmente ao tratamento Finasterida. O Minoxidil não é recomendado como principal tratamento para os homens que sofrem com a calvície masculina, mas não é reconhecido como um tratamento eficaz para uma pequena porcentagem de seus usuários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close