Saiba tudo sobre a queda de cabelos pelo câncer infantil

Para crianças com câncer, a perda de cabelo pode ser um processo traumático – embora para as mais novas, talvez não tenha tanta importância. No caso dos adolescentes, a queda de cabelo pode ser devastadora e você precisará fazer tudo o que estiver ao seu alcance para ajudá-los a lidar com essa situação da melhor maneira possível. O seu filho precisará saber se o tratamento causará ou não a queda de cabelo, e será necessário pensar em como lidar com isso de maneira que não afete o bem-estar do jovem. A boa notícia é que há vários jeitos de lidar com a perda de cabelos, caso o paciente queira disfarçar a condição.

Nem todos os medicamentos quimioterápicos causam a perda ou afinamento de cabelo, então pergunte à equipe médica que cuida do seu filho qual o tratamento recomendado e se a queda de cabelo é ou não um efeito colateral. Se a radiação for utilizada na cabeça, os cabelos localizados na área onde a radiação é direcionada cairão. Em muitos casos, o cabelo pode não crescer novamente nesse local; fale com os médicos responsáveis para mais informações.

Por que há queda de cabelo no câncer infantil?

No caso da quimioterapia, a queda de cabelo ocorre porque algumas drogas anticâncer são feitas para matar células cancerosas em crescimento. No entanto, algumas células normais – como as células ciliadas, responsáveis pelo crescimento do cabelo – são igualmente afetadas por essas drogas, já que também são células em crescimento. Para quase todos os pacientes, o cabelo começa a crescer após alguns meses do fim da quimioterapia. Os novos fios podem apresentar uma textura e até uma cor diferente do cabelo original, mas essa diferença é geralmente temporária.

Sintomas do câncer infantil

A perda de cabelo começa semanas depois do primeiro ou segundo tratamento quimioterápico – mas isso varia de indivíduo para indivíduo. O cabelo do seu filho pode começar a afinar gradualmente antes de começar a cair mais rápido e em grandes quantidades.

Tratamento do câncer infantil

Uma vez que você e seu filho saibam que a queda de cabelo é esperada, podem começar a planejar o próximo passo:

  • Tire uma foto do seu filho com o cabelo do jeito que ele usa. Se ele desejar uma peruca, o cabelereiro terá um modelo com o qual trabalhar. Também guarde uma mecha de cabelo, para ajudar a encontrar a textura e a cor mais parecidas;
  • Faça com que seu filho corte o cabelo. Uma vez feito isso, vocês podem começar a experimentar chapéus (ou lenços, no caso das garotas) que o agradem. Sentir-se confortável com a própria aparência é muito importante para jovens que estão passando por um tratamento de câncer;
  • Caso o seu filho esteja interessado em usar uma peruca, você pode conseguir uma prescrição médica. Muitos planos de saúde cobrem o custo da peruca. Se o seu plano não cobrir, existem organizações que realizam doações de perucas para pacientes de câncer;
  • Para se encaixar confortavelmente e ter uma boa aparência, as perucas precisam ter estilo, estar aparadas e outros ajustes feitos por profissionais. Também precisam estar no tamanho ideal para o seu filho. Converse com o seu cabelereiro para discutir se serão usados cabelos sintéticos ou naturais; os sintéticos mantém a forma e exigem menos cuidados que os cabelos naturais, além de custarem menos. Ambos vêm em grande variedade de cor e textura;
  • Conversar com outros jovens pode ajudar o seu filho a passar por essa experiência difícil, além de aprender o que deu e o que não deu certo com eles. A assistente social do hospital pode ajudá-los com isso.

 câncer infantil

O que fazer quando o cabelo do seu começar a cair

  • Informe o professor do seu filho que ele perderá o cabelo. Assim, ele pode informar a classe e minimizar a reação das outras crianças ou jovens. Além disso, algumas escolas têm proibições quanto ao uso de chapéus e/ou lenços; converse com a administração para garantir uma permissão especial ao seu filho;
  • Lave o cabelo com menos frequência quando o cabelo começar a cair, e apenas com xampus suaves;
  • Se o seu filho adolescente tem o cabelo colorido, isso deve parar agora. Processos químicos não são recomendados em cabelos que já estão frágeis por causa da quimioterapia;
  • Se possível, evite usar secadores, chapinhas e modeladores de cabelo, já que eles vão acelerar a queda de cabelo e poderão machucar o couro cabeludo;
  • Evite o sol! Se o seu filho não estiver usando peruca, passe protetor solar e, se possível, use um chapéu ou lenço;
  • Em geral, tente minimizar o trauma da perda de cabelo. Encoraje o seu filho a tentar diferentes perucas e se divertir no processo – e lembre-o que o cabelo voltará assim que o tratamento terminar.

Se você ainda tiver dúvidas, não hesite em conversar com os médicos do seu filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close