Conheça os tratamentos modernos contra calvície

Nos últimos anos, a gigante empresa cosmética Shiseido anunciou que descobriu definitivamente a cura para a calvície: a utilização de células embrionárias (também conhecidas como células tronco). A previsão para o lançamento de tal tratamento está prevista para 2018. Enquanto ainda não existe uma cura definitiva para tal problema, que tal ler um pouco sobre os tratamentos mais modernos e populares hoje em dia?

O que é calvície

De acordo com o American Hair Loss Council, entidade de renome norteamericana que investiga e estuda as questões ligadas à queda de cabelo, as causas relacionadas à perda capilar e a calvície conhecidas são:

  • Predisposição genética ligada ao fator paterno;
  • Herança genética materna;
  • Alopecia (em suas várias formas de manifestação);
  • Estresse e problemas de ansiedade;
  • Dieta e nutrição inadequadas, principalmente quando carente em vitaminas e minerais;
  • Utilização de medicamentos que prejudicam o crescimento e favorecem a queda (incluindo a quimioterapia);
  • Tricotilomania (desordem de caráter psicológico que faz com que o indivíduo arranque seus cabelos voluntariamente);
  • Utilização inapropriada de produtos e tratamentos capilares, como os alisamentos e tinturas;
  • Effluvium (tipo de doença que atinge os folículos capilares);
  • Problemas hormonais, que envolvem o desbalanceamento da produção de hormônios.

Com os avanços da ciência e das indústrias farmacêutica e cosmética, podemos citar um grande número de tratamentos e produtos que podem ser realizados para remediar e evitar tal problema. Quer conhecer um pouco mais?

Conheça os tratamentos modernos contra calvície

Identificando a origem

Antes de discutirmos a respeito de alguns tratamentos hoje disponíveis no mercado, cabe salientar que, como demonstrado acima, a calvície pode ser causada por uma série de fatores diferentes. Dessa forma, ao se iniciar o tratamento, pondere quais fatores estão desencadeando o quadro de calvície ou queda de cabelo para se buscar um tratamento adequado:

  • Casos de insuficiência vitamínica, por exemplo, podem ser resolvido com a administração de suplementos e complexos;
  • Quadros de calvície e queda de cabelo desencadeados por estresse e problemas de ansiedade muitas vezes são desencadeados por fatores psicológicos a serem tratados;
  • Predisposições genéticas devem ser consideradas;
  • Sempre procure a opinião de especialistas.

Tratamentos modernos

Existem alguns tratamentos tradicionais, como a finasterida e a dutasterida, que são indicados principalmente para prevenir a queda do cabelo. Tais tratamentos já estão no mercado há muito tempo e muitas vezes são considerados ultrapassados. Veja a seguir alguns tratamentos mais modernos e que têm apontado melhores resultados:

Cortisona

É um dos tratamentos mais utilizados até hoje, que consiste na aplicação de injeções locais nas “manchas” de calvície no couro cabeludo. A aplicação local da substância inibe o crescimento das falhas no cabelo. A aplicação geralmente é feita a cada quatro semanas e é indicada em casos em que a queda é gradual, não se mostrando muito eficaz em casos de queda capilar brusca. Ainda há casos em que há a indicação da substância a ser utilizada como loção tópica, também a ser aplicada na área e também por via oral.

Minoxidil

O tratamento à base dessa substância é muito popular e disseminado hoje em dia. A utilização da substância é feita por via local (loção), a ser aplicada pelo paciente. Nesse caso, a indicação é feita para quadros relacionados à queda de cabelo, pois o medicamento age como bloqueador da produção de hormônios masculinos. A concentração da substância utilizada também deverá ser decidida por meio de critério médico.

O tratamento à base de Minoxidil deve ser feito com cuidado, por trata-se de uma substância vasodilatadora, que pode ter alguns efeitos colaterais.

Imunoterapia

Utiliza principalmente duas substâncias, a difenilciclopropenona (também conhecida como difenciprona) ou o ácido éster escuárico dibutilo. O tratamento imunoterapêutico é indicado principalmente em quadros de calvície provocada por inflamações foliculares e irritações do couro cabeludo, bem como em quadros de perda de cabelo e calvície ocasionados por síndromes de imunidade. A ação das substâncias é no sentido de inibir quadros de irritação e desordem imunológica.

Laser de baixa fluência

O tratamento da base do laser de baixa fluência (ou LLLT ­– Low Level Laser Therapy) é um tratamento que vêm sido utilizado para tentar amenizar casos de calvície e de queda de cabelo. A utilização do laser nos folículos capilares estimula o aumento da multiplicação celular das células da raiz do cabelo e faz com que o cabelo cresça em maior quantidade e com maior velocidade.

Fototerapia

A utilização de fototerapia hoje em dia se popularizou no mercado, e consiste na aplicação de feixes de luz ultravioleta e de psoraleno. A sua função é de tratar os fios enfraquecidos e também de agir estimulando o couro cabeludo, evitando a queda e outros problemas dermatológicos.

Transplante capilar

Muito popular em casos em que não há resposta para o tratamento das “manchas de calvície”, o transplante capilar pode ser feito por intermédio de enxertos de várias partes do corpo da pessoa, desde que esses tenham áreas com maior incidência capilar. É muito comum a retirada de células foliculares das áreas posteriores da nuca e até mesmo de partes da coxa. O tratamento ainda é caro e pouco acessível em nosso país, chegando a custar 20 mil reais.

Caso você esteja pensando em realizar algum tipo de tratamento ou intervenção para evitar ou combater um eventual problema de calvície, não se esqueça de procurar um médico especializado na área.  Qualquer tipo de tratamento deve ter sua causa detectada para que seja adequado a seu caso, bem como deve ter o aval de um especialista, para que não represente risco à sua saúde.

Células tronco

A empresa japonesa gigante dos cosméticos Shiseido, anunciou nos últimos anos que encontrou uma solução definitiva para a questão da calvície: a utilização de células-tronco.  A empresa garante que até 2018 seu novo produto será trazido ao mercado e consiste na utilização de célular que induzem o crescimento capilar no couro cabeludo, o que faria com que novos fios começassem a crescer. Mesmo que a notícia seja de certa forma polêmica, se for verdade, representará um enorme avanço no combate à calvície e a outros problemas com queda de cabelo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close