Quando a queda de cabelos se torna um problema? Parte 2

Continuando o assunto do post anterior, a queda de cabelos pode ser indício de problemas de saúde gravíssimos que devem ser diagnosticados imediatamente, principalmente se você ver grandes quantidades de fios de cabelo no chão diariamente. Caso você não saiba, a perda de fios pode estar relacionada a outros sintomas, como o lúpus ou a síndrome do ovário policístico. Conheça mais sobre os outros fatores:

5. Lúpus

O lúpus é uma doença autoimune crônica, em que o próprio sistema imunológico do corpo ataca os tecidos saudáveis. Quando a pessoa é diagnosticada com lúpus, é comum apresentarem sintomas de perda de cabelo, principalmente na hora de lavar e secar o cabelo, ou até erupções no couro cabeludo. Nesse caso, é indicado que você veja um reumatologista se sua perda de cabelo for acompanhada de dor nas articulações, fadiga e outros sintomas de lúpus, que é tratada com medicamentos orais como a prednisona.

6. Síndrome do ovário policístico

Outro fator que você deve prestar muita atenção caso tenha muita perda de cabelo é o fator da Síndrome do ovário policístico, em que atinge muitas mulheres atualmente. A condição, que pode começar tão cedo quanto aos 11 anos de idade, é causada por um desequilíbrio hormonal em que os ovários produzem mais hormônios masculinos. A Síndrome do Ovário Policístico muitas vezes provoca infertilidade. Sendo assim, os principais sintomas que acometem essa síndrome são: crescimento facial de cabelo, períodos irregulares de menstruação, acne, cistos nos ovários (causando muita cólica) e perda de cabelo.

7. Condições da pele do couro cabeludo

Quando a queda de cabelos se torna um problema? Parte 2

Mesmo um couro cabeludo saudável pode ser alvo de inflamação, como ocorre quando há caspa (dermatite seborreica), tornando extremamente difícil o cabelo crescer saudavelmente, inclusive tanto em homens quanto nas mulheres. As condições da pele que levam à perda de cabelo incluem ainda a psoríase e infecções fúngicas, como a micose. Por isso a importância de lavar bem os cabelos e enxaguar com água morna para que a temperatura da água não influencie no fortalecimento dos fios ou na circulação sanguínea da região.

A dermatite seborreica, mais conhecida como caspa, faz com que o couro cabeludo descasque, caindo pequenos “flocos de neve” sobre suas roupas, promovendo coceiras intensas na região e provocando constrangimento para com as pessoas ao seu redor. A condição pode ser o resultado de alterações hormonais, o excesso de óleo da pele ou a falta de lavagem correta no cabelo. Por outro lado, a psoríase é uma condição autoimune que provoca a renovação celular da pele, quando excessiva, produz uma camada branca grossa no couro cabeludo que pode sangrar se você cutucar ou tentar retirar.

Os tratamentos mais indicados para essas situações são os xampus anti-caspa, amplamente vendidos nos supermercados, medicamentoso de origem natural e terapêutica, e antifúngicos orais para micose.

8. Alopecia areata

Já ouviu falar da Alopecia areata? A condição é uma desordem autoimune em que o sistema imunitário ataca os folículos de cabelo, levando a queda capilar. A causa é desconhecida, mas pode ser desencadeada por stress ou doença. A alopecia areata pode deixar manchas de calvície no couro cabeludo, sobrancelhas ou pernas. E, é raro, mas pode acontecer, se você perder o cabelo total na cabeça é conhecido como alopecia total.

9. Procedimentos capilares excessivos

Escova, chapinha, tingimento, luzes, mechas, pranchas e outros procedimentos podem prejudicar seus fios de cabelo. O calor e produtos químicos enfraquecem o cabelo, fazendo com que ele quebre e caia frequentemente. Nesse caso, o que você deve fazer é diminuir a quantidade de procedimentos no cabelo para que os fios possam crescer saudavelmente. Fazer hidratações pode ajuda a selar as pontas duplas e até cortar os cabelos pode fortalecem os fios.

Então, evite o uso de aparelhos que aquecem o seu cabelo. Mas, caso precise utilizar o secador constantemente, mude a configuração para cool (como se fosse a temperatura fria). Não pinte o cabelo mais do que um ou dois tons da sua cor normal, uma vez que quanto mais cores você aplicar no cabelo, mais manutenção você terá de fazer. Se você usar o gel de cabelo ou spray de cabelo, não espere ele secar antes de penteá-lo, porque o cabelo vai endurecer e ser mais propenso a quebrar.

Lembre-se de que a condição de seu cabelo não afeta apenas a sua aparência, é um indicador importante de sua saúde. Agora que você já sabe as causas principais da queda de cabelo, fique de olho quando perceber que os fios estão quebradiços e a quantidade de fios que sair da sua escova de pentear. O primeiro passo é descobrir qual a causa e trata-la corretamente, por isso, vá a um dermatologista realizar alguns exames e jamais se automedique ou compre produtos milagrosos, uma vez que pode intensificar a perda dos fios. Continue acompanhando o blog teremos sempre boas dicas. Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close