3 procedimentos que combatem a calvície: o guia completo

A calvície é uma doença que atinge metade da população masculina em todo o mundo, e cerca de 5% da feminina. A causa mais comum da perda de cabelo em homens e mulheres é a genética: a hereditariedade é responsável por 95% de todos os casos de alopecia (calvície), segundo pesquisa realizada nos Estados Unidos. Os casos restantes podem ser causados por uma série de fatores, como dieta, estresse, doenças e medicamentos.

O que pode causar a queda de cabelo?

  • Medicamentos, vitaminas ou minerais. Medicamentos usados ​​para tratar pressão alta, problemas cardíacos, depressão ou gota; quimioterapia ou tratamento com radiação para doentes com cancro; níveis anormalmente elevados de vitamina A ou baixos níveis de ferro ou de proteína; para as mulheres, pílulas anticoncepcionais podem causar perda de cabelo.
  • Doença. Doenças da tireoide, infecção grave, ou gripe; infecções por fungos, como micose no couro cabeludo.

Quais são os tratamentos disponíveis para quem quer se ver livre da calvície?

Até hoje, nenhum medicamento ou tratamento foi capaz de eliminar a calvície por completo, mas existem algumas opções que prometem diminuir a queda de cabelo. Vejamos a seguir quais as opções disponíveis no mercado.

3 procedimentos que combatem a calvície: o guia completo

1. Uso de medicamentos

Rogaine (Minoxidil) e Propecia (Finasterida) são as únicas drogas aprovadas pelo U.S Food And Drug Administration, ou FDA – o órgão responsável por fiscalizar produtos alimentícios e drogas nos EUA –, para tratar a calvície resultante de causas hereditárias.

Rogaine é uma solução tópica que é aplicada diretamente no couro cabeludo, na região afetada pela calvície. Apenas cerca de 10% a 14% das pessoas que o utilizam conseguem obter algum resultado. No entanto, a loção Rogaine pode ajudar a retardar a perda de cabelo.

Propecia é a primeira pílula que pode tratar a calvície de padrão masculino. Como todos os produtos prescritos, deve ser indicada por um médico. Embora seja eficaz, o tratamento deve ser contínuo, senão corre-se o risco de voltar ao estado anterior.

2. Transplante capilar

A calvície também pode ser tratada por processos de substituição de cabelo, tais como os transplantes capilares. O tipo de calvície, assim como as circunstâncias e desejos do paciente, determina quais os procedimentos mais adequados.

Quem pode realizar o transplante capilar?

  • Homens com calvície de padrão masculino;
  • Algumas mulheres com calvície de causa genética e
  • Pessoas que perderam cabelo como resultado de queimaduras ou outras lesões no couro cabeludo.

O que acontece durante e após o transplante de cabelo?

O transplante capilar é um procedimento cirúrgico de substituição dos fios de cabelo. Nesse tipo de procedimento, o cirurgião dermatológico primeiro remove uma porção do couro cabeludo da parte de trás da cabeça. Em seguida, corta o couro cabeludo removido em pequenos segmentos com diferentes quantidades de cabelo em cada enxerto, que, quando transplantadas para a área de calvície, produzem um espessamento muito sutil e uma aparência “natural”.

Um anestésico local é injetado no couro cabeludo, e a sedação está disponível, se necessário, para relaxamento e conforto.

A maioria dos efeitos colaterais que podem surgir desaparecem dentro de uma a três semanas. Os efeitos mais comuns são: inchaço, hematomas ao redor dos olhos, crostas sobre o local “doador”, assim como dormência e comichão.

Quanto tempo demora até os resultados aparecerem?

Podem ser necessárias várias sessões para se chegar a um resultado satisfatório. Após cada sessão, um processo de cura de dois a quatro meses é normalmente recomendado.

3. Redução de couro cabeludo

Uma redução de couro cabeludo remove a pele afetada pela calvície de modo que a pele com pelos restante pode ser esticada para preencher a área calva da cabeça. É um procedimento realizado para cobrir as áreas da parte superior e posterior da cabeça, não indicada para a parte da frente. Pode reduzir em até 50% a área afetada.

Como é a realizada a redução de couro cabeludo?

Um anestésico local é aplicado no couro cabeludo, e um pedaço de pele calva é removido. A pele ao redor é, então, solta e suavemente esticada de modo que possam ser fechadas com pontos. Esse procedimento também pode ser realizado juntamente com o transplante de cabelo.

Pode haver um pouco de dor após a cirurgia de redução do couro cabeludo, assim como dores de cabeça, que devem ser tratadas com analgésicos não baseados em aspirina. Por alguns meses, o paciente pode sentir uma espécie de aperto no couro cabeludo.

Vale lembrar que o melhor a se fazer em casos graves de calvície é buscar ajuda médica. Juntos, você e o médico podem pensar em qual é o melhor tratamento para você, levando em consideração qual o seu tipo de alopecia e o valor do investimento que o seu bolso pode pagar.

Muitos tratamentos encontrados na internet apenas iludem as pessoas que procuram uma solução simples e a curto prazo. Não caia nessa, escolha a melhor opção para a sua necessidade. Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close