Como estresse provoca calvície

Uma queixa que se repete com frequência em consultórios dermatológicos, é a queda de cabelo difusa. Isso ocorre tanto com homens como com mulheres. Uma das principais questões que envolvem a queda de cabelo difusa é estresse provoca calvície.

As causas para a queda de cabelo difusa, que também é chamada de eflúvio telógeno, no sexo masculino a causa hereditária é a mais comum, já no feminino apenas 5% das mulheres sofrem de calvície devido ao gene hereditário, o que demonstra que esse mal assola homens e mulheres de maneira distinta.  Acompanhe a seguir.

Calvície Hereditária

Quando ocorre com uma mulher, a calvície hereditária provavelmente é herdada de outra mulher na família, eliminando a ideia de que o pai ou o avô sejam os culpados. Mas em ambos os sexos, a calvície ocorre de maneira precoce, com sinais aparentes antes dos vinte anos de idade.

O estresse realmente causa calvície?

Como stress pode fazer você ter calvície

A cada dia um grande número de pessoas tem se declarado como muito estressados. A frequência desse problema emocional traz à tona a seguinte pergunta: o estresse pode ser o causador da queda de cabelos?

Há evidências que apontam que sim, com muitos estudiosos acreditando nisso. Por essa razão, é grande o número de pacientes que justificam a sua queda de cabelos como resultado de algum momento estressante que tenham passado recentemente.

Mulheres, sobretudo, creditam a queda de cabelos ao estresse, por momentos difíceis que atravessam todos os dias.

Para comprovação da relação entre estresse e calvície foi comprovada em um estudo científico realizado em uma escola de medicina em Berlim, capital da Alemanha. E para tanto, utilizou ratos com idades que variavam de 6 a 8 semanas.

A escolha dos ratos nessa faixa etária se deu,  por se mostrarem mais confiáveis  em relação às respostas ao estresse e por se encontrarem na fase telógena, fase em que nós, que sofremos de calvície, estamos quando o problema começa a ocorrer conosco.

Os pesquisadores expuseram ratos ao estresse causado por som e rasparam o pelo para induzir a fase de crescimento de pelos (catágena).

O que observaram iluminou quem achava que o estresse não era tudo isso:

  • Ratos ficaram estressados e, consequentemente, tiveram um fim prematuro no crescimento dos seus pelos;
  • Reações inflamatórias sobre o bulbo capilar, o que demonstrou que o sistema imunológico começou a combater os pelos.

Esse trabalho foi a primeira comprovação em forma de experimento de que o estresse tem influência sobre o ciclo de vida do folículo capilar e, sim, pode causar a queda de cabelos.

Isso justifica, principalmente, o uso de medidas antiestresse para o tratamento da queda de cabelos difusa  desde que sejam excluídos quaisquer outros fatores que possam também estar causando a queda capilar.

Medidas antiestresse

O que pode ajudar efetivamente contra o estresse é, além de tentar se manter calmo e desencanar um pouco, terapias como acupuntura, homeopatia e massoterapia, que também são ótimas opções contra esse inimigo do cabelo que é o estresse.

Como stress pode fazer você ter calvície.

Até a próxima postagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close