É possível prevenir a calvície?

A maioria das pessoas, quando percebe que o cabelo está caindo, acaba entrando em pânico. Porém, por mais que seja um problema, não quer dizer que não tenha solução. A calvície pode ocorrer tanto em homens quanto em mulheres, por isso o alerta vem de ambas as partes.

Além disso, hoje em dia existem diferentes medidas que podem ser tomadas por aqueles que acham que podem ter calvície ou por aqueles que, por causa do fator genético, já tenham predisposição para ter o problema. Por isso, é importante prestar atenção se há casos na família de calvície.

Como ocorre a calvície

Sabe-se que as manifestações clínicas da calvície masculina podem dar os primeiros sinais na adolescência, com alguns padrões característicos da perda de cabelo, como o aparecimento das entradas – normalmente sua manifestação inicial.

Para a prevenção da calvície é necessário que a pessoa preste atenção nos seus familiares, uma vez que se algum tiver as características da calvície, há sim chance de você também ter. Para ter certeza é preciso procurar um profissional para começar um tratamento de forma preventiva, pois assim é possível retardar qualquer problema futuro ou, até mesmo, acabar com as chances e vir a ter calvície.

É preciso salientar que há dois tipos de tratamentos: os preventivos e os para depois que a calvície já esteja em andamento.

. A calvície pode ocorrer por outros motivos, como estresse, uso de químicas fortes no cabelo etc.

É possível prevenir a calvície?

Como prevenir a calvície

1.    Consultar um dermatologista

É preciso se certificar de que não esteja sofrendo de algum tipo de problema capilar. Para isso, é importante se consultar com um dermatologista, pois ele realizará o diagnóstico correto a respeito do que pode estar causando a perda dos fios e indicará qual o melhor tratamento a ser feito.

2.    Diferentes quadros clínicos

Há alguns quadros clínicos, como algum problema no sistema imunológico, alto nível de estresse, doenças autoimune que é muito importante ser levado em conta, uma vez que quando se está doente a primeira coisa que o corpo faz para se defender é parar o crescimento do cabelo. Por isso, o aconselhamento médico especializado vai servir para tirar as dúvidas sobre a atuação dos medicamentos no organismo, entre eles remédios antidepressivos, anfetaminas e medicações para emagrecimento e tratamento de acne.

3.    Alimentação saudável

Ter uma alimentação saudável enriquecida em nutrientes é fundamental para prevenir a calvície. Pois, a formação e a manutenção de um cabelo saudável dependem do fornecimento correto de algumas substâncias que são essenciais para que o cabelo cresça de forma saudável. Entre essas substâncias, temos as proteínas, as vitaminas, o ferro, o cobre, o zinco, entre outros minerais importantes.

Por isso, a necessidade de se ter uma alimentação balanceada e correta, pois essa também é uma forma de combater a calvície e a queda de cabelo.

4.    Sem estresse

Ouvir que pessoas estão estressadas é muito comum. O estresse pode acarretar em várias consequências, entre elas  a queda de cabelo, levando a calvície em alguns casos mais sérios. Isso ocorre por causa das altas taxas do hormônio cortisol no organismo ao longo de um período contínuo de estresse, tendo muita influência na queda de cabelos. Por isso, livre-se do estresse.

5.    Exercícios físicos

Uma forma de se livrar do estresse é fazer exercícios físicos regularmente. Por isso, a atividade física é uma grande aliada. Os exercícios além de diminuir as taxas de cortisol, também aumentam a liberação de endorfinas, também conhecidas como hormônios do prazer, causando uma sensação de bem-estar.

Além disso, a movimentação do corpo facilita a circulação sanguínea, melhorando a nutrição e a absorção dos elementos ativos pelos fios.

6.    Evitar consumos de algumas substâncias

É importante salientar que há substâncias que são nocivas à saúde, entre eles o álcool, o cigarro e os anabolizantes.

O álcool, em excesso, traz várias consequências ruins para o organismo, podendo afetar a capacidade que o organismo tem de absorver e de distribuir os nutrientes necessários para o cabelo. O cigarro além de diminuir a circulação sanguínea do couro cabeludo, impedindo assim que os nutrientes essenciais cheguem a raiz, ainda traz outros problemas à saúde em geral. Já os anabolizantes podem acelerar o problema da calvície nas pessoas geneticamente predispostas.

7.    Cabelos limpos

É essencial manter os cabelos sempre limpos, principalmente o couro cabeludo,. uma vez que a sujeira propicia o agravamento da perda dos fios. Lavar o cabelo dia sim, dia não é a opção que a maioria das pessoas encontra. Porém, dar um espaço maior de tempo para quem tem os cabelos mais secos não é problema. Por exemplo, de dois em dois dias.

8.    Produtos químicos

É importante salientar que o uso excessivo de produtos químicos no cabelo por causar calvície. Alisamentos, relaxamentos e tintas agridem muito o cabelo, por isso é importante utilizar com cuidado e sempre com um bom profissional, assim, os riscos de ter algum problema são menores. O ideal é não utilizá-los, mas se você não pode viver sem eles, use com moderação e cuidado.

Continue com o Blog, deixe logo abaixo o seu comentário. Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close