Tricologista: conheça esse profissional dos cabelos

A calvície é algo que afeta diversas pessoas e o tratamento dessa doença tem grande importância hoje em dia; e a análise é feita por profissionais que avaliam e indicam o tratamento adequado, e o tricologista é um dos profissionais mais procurados para isso. Você conhece a tricologia? Sabe o que um profissional tricologista faz? Quando se deve consultar um tricologista? Nesse artigo iremos falar tudo sobre a tricologia e sobre o profissional dos cabelos.

Tricologista conheça esse profissional dos cabelos

Tricologia

A tricologia é um ramo da medicina, que trata de cabelos ou pelos, que surgiu na Inglaterra em 1902. O seu estudo possui a função de solucionar diversos problemas capilares. No Brasil existe um grande interesse pelos tratamentos preventivos e alternativos. A tricologia reúne profissionais relacionados à esta ciência (biólogos, químicos, farmacêuticos, cosmetólogos, médicos e nutricionistas) e possui como objetivo o de agregar as áreas da saúde e estética, como cabeleireiros, esteticistas, terapeutas capilares e demais que trabalham com spas, clínicas e salões.

Para se ter uma ideia dos detalhes abordados ao longo da formação de um tricologista, há 18 disciplinas obrigatórias. Torna-se mais evidente ainda o quanto essa especialização deve ser assimilada e procurada como um importante diferencial pelo público interessado. A tricologia é uma área de estudo que vem ganhando cada vez mais conhecimento no Brasil, despertando grande interesse e procura por parte de outros profissionais.

Hoje em dia, pode-se contar com um curso de pós-graduação em Tricologia Cosmética, da qual essa oferta se estende para além dos médicos, seguindo o interesse de farmacêuticos, esteticistas, químicos industriais, biomédicos, engenheiros químicos, tecnólogos, entre outros profissionais afins, cuja atuação esteja associada a tratamentos capilares.

A estética é muito valorizada por diversas pessoas e por conta disso, apesar de não apresentarem uma importância maior para a sobrevivência de um individuo, os cabelos possuem um valor indiscutível como um adereço pessoal. Em algumas culturas, a aparência dos cabelos assinala diferenças profissionais ou sociais, já em outras atende a condições religiosas ou até mesmo políticas.

Pentear, cortar, pintar conforme os próprios desejos são formas que cada um tem de demarcar a sua individualidade. Colaborando para uma imagem radical ou clássica, os cabelos possuem diversos significados ligados aos conceitos de liberdade, juventude, ousadia, poder e sedução. Integram-se no atributo mais marcante e variável dos humanos, tornando-se ingredientes essenciais da identidade pessoal. Para muitas pessoas que perdem os cabelos, significa que tudo está perdido, que é um desfiguramento grave.

Por mais que a queda de cabelos não cause nenhum risco à vida da pessoa, muitos sentem insegurança emocional e até mesmo perdem a autoestima, o que pode comprometer a qualidade das suas vidas. Em mulheres, que são cobradas no seu dia a dia a terem beleza física, as apreensões são maiores, e os homens não sofrem com a pressão de estar sempre bonitos, mas também sofrem.

O tricologista

A tricologia é uma subdivisão da Dermatologia. O dermatologista é um profissional que é capacitado para tratar de todos os problemas que estão relacionados à pele (o couro cabeludo é uma pele que reveste o nosso crânio e ajuda a proteger-se contra traumatismos e radiações solares). Ou seja, todo dermatologista pode tratar a calvície.

Além disso, tal médico normalmente é consultado também para diagnosticar o seu tipo de cabelo, se é fino, grosso, ressecado, entre outros, e prescrever o uso de determinados produtos para diminuir ou sanar problemas no couro cabeludo ou melhorar a aparência dos fios etc.. O tricologista possui conhecimentos mais aprofundados para tratar todas essas questões.

Quando consultar um tricologista?

Alguns sintomas e sinais podem aparecer e neste caso, o tricologista é o profissional que irá lhe ajudar a distinguir o que é fisiológico, isto é o esperado em condições normais do que é patológico. Há diversos fatores que podem apontar se há problemas capilares, são eles: queda capilar difusa excessiva, queda capilar local, oleosidade em excesso com ou sem surgimento de caspas, inflamações com prurido, vermelhidão, desconforto, dor ou até mesmo assintomáticas do couro cabeludo, descamação do couro, fragilidade e enfraquecimento dos fios, afinamento gradual dos fios, redução do volume, resistência e elasticidade, espinhas, aumento da porosidade, espessamento do couro cabeludo, infecções, mudança da cor ou formato do fio e a perda precoce dos fios capilares novos ou pequenos.

Durante a consulta, o tricologista irá fazer uma análise completa antes de indicar um tratamento adequado. Por mais que o diagnóstico seja o mesmo é preciso levar em consideração as indicações, perfil do paciente e contraindicações. Após a coleta de dados, é realizado um exame físico para analisar o couro cabeludo e os fios por meio de um microscópio digital em que o paciente acompanha recebendo as informações sobre o seu caso.

Indivíduos que possuem quedas capilares podem ter o quadro revertido em qualquer idade desde que o bulbo capilar esteja vivo. Há tratamentos não invasivos assim como a infusão transiônica e o laser com baixa penetração que ocorre a aplicação de substâncias ativadoras do bulbo sem a utilização de aplicações e agulhas.

Gostou do artigo? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close