A cura da calvície pode estar próxima?

A calvície, denominada cientificamente como alopecia, é a redução total ou parcial dos folículos capilares. Ainda não é possível prever o perídio exato de quando a calvície inicia seus sintomas, porém, ela aparece de maneira mais agressiva a partir dos 30 anos. É um problema que afeta principalmente o público masculino.

A cura da calvície pode estar próxima?

 

Faz com que a pessoa tenha problemas na autoestima, dificultando sua rotina e a qualidade de vida. Muitas delas procuram tratamentos e a cura desse problema. Mas a cura da calvície pode estar próxima? Vejamos mais detalhes no post de hoje.

As causas para a calvície são problemas nos hormônios denominados andrógenos que regulam o crescimento dos cabelos, sobretudo no caso de homens e a predisposição genética, no entanto, o fator estresse pode acelerar. Outras causas da calvície são a oleosidade, o uso de produtos químicos, má alimentação, distúrbios da tireoide, carência de vitaminas e uso de medicamentos em excesso.

Apesar de ser um problema considerado comum e aceito socialmente, é inegável os transtornos que traz. Por ser uma doença que afeta um bom número da população, cientistas buscam incessantemente a cura da calvície que, sem dúvidas, melhoraria a vida de muitas pessoas.

Existem tratamentos comuns para a calvície, eles aliviam a situação quando não está crítica. Por exemplo, os medicamento finasterida e  minoxidil, que estão no mercado faz tempo. As injeções de corticoides mostram-se eficazes em apenas um tipo de calvície, a aerata, para os demais tipos, não surtem resultados tão positivos.

Existe também o implante de cabelo, que é um procedimento cirúrgico, porém com valor elevado, ou seja, e nada acessível.

Mas estaria a ciência próxima de encontrar da real cura da calvície?

Diferentes tipos de calvície

Abaixo, fizemos uma lista dos tipos de alopecia mais comuns e que atingem principalmente o público masculino. Como ainda não existe um tratamento eficaz para a cura da calvície, é importante buscar um dermatologista para identificar o melhor para o seu caso:

1.      Calvície de padrão masculino

Tem esse nome por ser evidentemente relacionada a homens, é chamada também de alopecia androgenética por ser causada pela transformação da testosterona, hormônio andrógeno, em di-hidrotestosterona, fazendo com que a produção dos fios de cabelo diminua, além de torná-los mais finos até que enfraqueçam, podendo cair por completo.

A calvície padrão masculino pode ser causada por fatores de predisposição genética, suas principais características são a perda de cabelo na região da coroa do couro cabeludo e da fronte.

1.     Alopecia aerata:

A alopecia aerata é um caso raro de calvície, que ocorre quando partes do corpo ou o corpo inteiro sofre com a falta de pelos. A queda capilar ocorre bruscamente, a pele se torna brilhante e suas causas ainda são desconhecidas, porém, acredita-se que está associada a fatores genéticos.

O problema geralmente está associado a doenças como lúpus, problemas na tireoide, diabetes e vitiligo. O maior fator é o estresse, os dermatologistas pedem que as pessoas que apresentam e/ou apresentem esse problema evitem o estresse, uma vez que o folículo piloso é sensível aos hormônios que causam esse mal.

2.     Alopecia tóxica:

Ocorre principalmente quando se utiliza uma alta dosagem de medicamento, entretanto, a perda de cabelo é temporária.

3.     Alopecia seborreica:

Acontece quando a glândula sebácea produz mais sebo, decorrente do suor, fazendo com que o cabelo tenha um aspecto gorduroso, em alguns casos causando a queda dos fios. O principal fator é o estresse, além de uma alimentação rica em gordura e produtos industrializados.

4.     Alopecia cicatrizal:

Esse tipo de alopecia é presente em ferimentos e queimaduras que sofreram infecções por fungos e impedem o crescimento dos fios de cabelo. As zonas capilares são danificadas devido à má-formação ou a total ruptura da estrutura dos folículos.   

Cientistas acreditam ter encontrado a cura da calvície

Nunca houve um ano tão promissor para a busca da cura da calvície como 2017. Um grupo de cientistas pode ter descoberto a cura da calvície, o primeiro de Indiana, nos Estados Unidos, realizou um experimento em ratos utilizando células-tronco. Durante a pesquisa, eles perceberam que essas células formaram a pele e a epiderme nos animais, ou seja, uma pele completa, fazendo com que nascessem folículos capilares nos ratos. As células-tronco se regeneraram fazendo o cabelo crescer Apesar de já existirem outros tratamentos para a calvície com células-tronco, nenhum conseguiu gerar tecido epitelial completo como este.

Outro ponto que acelera as descobertas para a cura da calvície é a descoberta de uma nova causa. Especialistas da Universidade da Califórnia pesquisavam as funções das células T reguladoras, associadas normalmente ao controle de inflamações, quando descobriram que essas células ajudavam na ativação das células-tronco presentes na pele.

Achou interessante as pesquisas em busca da cura da calvície? Deixe seu comentário e continue acompanhando o blog para muito mais novidades sobre o universo da calvície e queda de cabelo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close