Quais as diferenças entre caspa seca e caspa oleosa

Um dos problemas mais presentes em consultórios dermatológicos de todo o mundo é o da caspa. Conhecidos como os “floquinhos” brancos, que caem em nossa roupa e que causam coceira no couro cabeludo, esse famoso transtorno capilar afeta e incomoda tanto a homens quanto mulheres.

No entanto, há uma informação que é desconhecida por boa parte da massa popular: a caspa não é somente um problema de descamação que deixa algumas sujeiras em nossa roupa. Existem dois tipos dela, que causam diferentes consequências em nosso couro cabeludo, e também em outras partes da cabeça. Veja, a seguir, quais as diferenças entre caspa seca e caspa oleosa.

Quais as diferenças entre caspa seca e caspa oleosa

 

Entenda o que é caspa

Antes de iniciarmos os tipos existentes dessa doença, precisamos entendê-la. A pele de nosso couro cabeludo elimina células velhas e se regenera em células novas.  Elas são de tamanho tão pequeno, que passam despercebidas aos nossos olhos durante o dia a dia.

Porém, quando existe algum tipo de inflamação da pele, o corpo produz escamas em forma de flocos brancos, que são chamados de caspa. Esse problema é comum ser chamado de “dermatite seborreica” ou apenas “dermatite”. No entanto, existe outra denominação e distinção. Veja as diferenças entre caspa seca e caspa oleosa a seguir.

Tipos de caspa

Caspa seca

Esse é o tipo mais comum e que dá o estereótipo de todo o problema em si. A caspa seca é conhecida por aqueles flocos brancos, que sujam as nossas roupas e causam coceira no couro cabeludo.

A descamação ocorre em cor branca ou acinzentada e são pequenas, causando um desconforto menor em quem as possui. No entanto, a coceira também é presente e incomoda boa parcela das pessoas que tem esse problema.

Caspa oleosa

As diferenças entre caspa seca e caspa oleosa ficam mais evidentes nesse tipo. Com o nome científico de Dermatite Seborreica, essa variação é um pouco mais grave e exige o acompanhamento de médicos especialistas na área.

De tom amarelado e um pouco mais volumoso, ela fica aglomerada no couro cabeludo de quem tem cabelo oleoso e causa bastante coceira. Além disso, o problema não se limita apenas ao cabelo, mas também surge em partes do rosto, como sobrancelhas, canto do nariz, boca, etc.

Causas para a caspa

Há diferenças entre caspa seca e caspa oleosa, no entanto, muitas causas ainda são desconhecidas por estudiosos. Entre os motivos descobertos para pessoas que possuem esse problema, temos a pré-disposição genética. Se um membro da família tem, há chances de outro com ligação direta ou indireta também ter. Existe também a alteração hormonal, que afeta diretamente o couro cabeludo.

Porém, além do fator genético e de hormônios, há outros externos à pessoa. Um clima seco, uma mudança brusca no tempo ou até mesmo excesso de estresse pode levar ao surgimento da caspa. Vale ressaltar que tudo isso é mais comum nos casos de caspa oleosa, devido a Dermatite Seborreica não ter cura.

Evolução da caspa

A caspa torna-se recorrente se não for tratada da devida maneira. Quando não é dada atenção a esse incômodo, ele pode gerar uma queda brusca de cabelos e até mesmo causar calvície na pessoa que a possui.

Interromper o uso de xampus e remédios específicos prejudica o tratamento e faz a caspa voltar ao cabelo. E, nas diferenças entre caspa seca e caspa oleosa, é preciso lembrar que a oleosa, ou Dermatite Seborreica, não tem cura. O tratamento é diário, continuo e de grande relevância para a saúde do couro cabeludo.

Tratamento da caspa

O tratamento para esse problema é subjetivo e varia de acordo com a gravidade de cada paciente. Como existem dois tipos, deve ser avaliado qual é o que está em questão, não esquecendo de verificar a necessidade que ele possui. Depois de analisado, o recurso terapêutico deve ser iniciado e mantido sem pausa até o tempo indicado.

Porém, como há diferenças entre caspa seca e caspa oleosa, é de suma importância uma avaliação de um médico dermatologista. Só ele poderá indicar um remédio adaptável ao problema e que possa tratar de forma eficaz a caspa no couro cabeludo do paciente para que o incômodo não se torne frequente.

Produtos vendidos em mercados

Existem alguns xampus e condicionadores vendidos em supermercados que fazem o controle da caspa, e que podem de alguma forma colaborar com o tratamento. No entanto, é imprescindível o conhecimento das diferenças entre caspa seca e caspa oleosa antes de comprar qualquer produto.

Algumas marcas vendidas em mercados são mais conhecidas na venda de produtos do tipo, inclusive, mais comercializadas que marcas mais caras e importadas, por exemplo. Há linhas completas para o fim da caspa e que podem ajudar no combate desse problema tão frequente na população mundial. No entanto, não se limite a elas, pois existem marcas específicas que podem trazer outros resultados também.

Gostou da nossa matéria? Conhecia as diferenças entre caspa seca e caspa oleosa? Deixe abaixo sua opinião sobre esse problema tão incômodo e que atinge a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close