Cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia?

Você tem cabelos do tipo afro ou crespos e andou notando a queda excessiva dos fios? Anda preocupado com isso, mas não sabe o que fazer? Nesse texto falaremos tudo sobre calvície e se os cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia.Cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia?

Cabelos afro

Também conhecidos como cabelos crespos, eles são um tipo de cabelo que é semelhante aos cabelos cacheados, apresentando como aspecto a torção dos fios mais intensa, tendendo assim a apresentarem menor grau de hidratação natural.

Além de todos os penteados comuns das demais diversidades de cabelo, desde a década de 1950, as pessoas de cabelo crespo usam penteados conhecidos como Black Power como um encontro com a resistência ao racismo, identidade e uma ferramenta de afirmação.

Existem três principais tipos de cabelo segundo a raça: afro, asiático, caucasiano ou europeu. Todos os tipos de cabelos, independentemente de seu formato, são feitos dos mesmos componentes, sendo que a queratina é a principal constituinte deles. O formato do fio varia entre os tipos de cabelos, fazendo com que apresentem diversos graus de ondulação.

Os cabelos afro são elípticos ou ovais, favorecendo o formato em espiral. Já os asiáticos são bem arredondados quando observados após corte seccional, conferindo fios lisos.

A produção de sebo no couro cabeludo pode também variar conforme a raça. Portanto, os cabelos afros possuem menos oleosidade nas pontas do que o restante do cabelo. A conformação do fio bloqueia a distribuição do óleo, chegando em menor quantidade nas pontas.

Apesar das diferenças entre eles, as causas de queda capilar costumam ser similares.

O que é calvície?

Normalmente, perdemos cerca de 100 a 120 fios capilares diariamente, e quando um fio cai, logo é substituído por outro no mesmo folículo, dando início a um novo ciclo de crescimento. Com o avanço de idade, os fios ficam cada vez mais fracos e o seu crescimento tende a ficar mais lento, podendo até mesmo resultar em calvície.

Também conhecida pelo termo médico como alopécia, a calvície é caracterizada pela redução parcial ou total dos fios, podendo atingir até mesmo outras áreas do corpo que possuam pelos.

Os tipos e as causas da calvície são diversos, podendo ser desde hereditariedade, estresse, medicamentos, cuidados impróprios com os cabelos, mudança na alimentação, distúrbios hormonais, e até mesmo certas doenças podem causar a queda.

Cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia?

Existem várias causas que levam os cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia. São elas:

Alopécia androgenética

Assim como em outros tipos de cabelo, a alopécia androgenética é uma das principais causas de que os cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia.

Esse tipo de calvície afeta tanto os homens quanto as mulheres e nessa condição ocorre à miniaturização dos fios em pessoas geneticamente predispostas por atuação do hormônio masculino dihidrotestosterona. Resultando em fios que ficam progressivamente mais curtos e finos até não serem mais visíveis.

Quando chega a esse ponto, a alopécia androgenética se torna irreversível até mesmo com o tratamento clínico.

Alopécia cicatricial

Também conhecida como síndrome da degeneração folicular, trata-se de uma das condições em que pessoas que possuem cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia, principalmente mulheres.

Em geral, o quadro começa na região do vértex (ou coroa), expandindo-se centrifugamente para o restante do couro cabeludo. Acredita-se que a causa da alopécia cicatricial seja multifatorial.

Trauma, produtos para alisamento, genética, tração e características dos fios são alguns dos possíveis fatores relacionados à esse tipo de calvície.

Alopécia por tração

Os cabelos afros têm inúmeras possibilidades quanto a estilos e penteados, muitos deles passados até como herança cultural. Portanto, alguns acessórios usados para compor alguns estilos podem causar grandes prejuízos aos fios. Rastafari, apliques, cornrows e certos tipos de penteados podem causar tensão nos fios, causando a alopécia por tração.

O padrão da rarefação no caso da calvície por tração está relacionado aos locais de maior tensão. Se a tração excessiva for mantida por um longo período, pode ocorrer perda definitiva dos fios capilares.

Tricorrexe nodosa

Os cabelos afros possuem a tendência de serem mais ressecados e quebradiços. A utilização frequente de produtos e procedimentos para moldar e alisar os cabelos pode aumentar mais ainda essa fragilidade dos fios.

Uma das possíveis mudanças estruturais do fio submetidos a esses métodos é conhecida como tricorrexe nodosa que é caracterizada pela formação de nódulos de maior fragilidade e tendência a quebra. Uma vez formados, os nódulos se tornam permanentes, acompanhando o crescimento dos fios.

O tratamento para esse tipo de condição é a interrupção dos fatores que causaram a tricorrexe nodosa e o corte dos cabelos.

Além de que os cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia, eles também estão sujeitos a certos problemas de couro cabeludo como a foliculite queloidiana da nuca, alopécia areata e cicatriciais, como o lúpus.

Provavelmente, os cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia por estar relacionados à genética. Portanto, há medidas que podem ser tomadas para reduzir os danos aos fios, a queda e a progressão da calvície e quebra dos fios.

Consultar um profissional é importante para que ele possa diagnosticar e orientar sobre quais procedimentos e produtos são indicados para o seu caso.

Gostou do texto falando sobre se os cabelos afro sofrem mais com calvície e alopécia? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close