Calvície por tintura: é fato ou mito?

Quais os danos que as tinturas trazem para os cabelos?

Para responder a este questionamento devemos primeiramente entender que existem várias situações ou motivos para que ocorra a queda dos fios, mas será que o uso de tinturas de cabelo seria um deles?

Calvície por tintura: é fato ou mito?

Cor natural dos cabelos

Pesquisas mostraram algo interessante sobre eles; todas as cores naturais possíveis de cabelo derivam de apenas dois pigmentos: eumelanina e feomelanina.

A eumelanina é responsável pelo surgimento das cores marrom (castanho), escuro e preto. Já a feomelanina dá origem a cor amarela ou vermelha – originando a cor ruiva dos fios.

A cor dos cabelos é determinada geneticamente, porém as variações de cores surgem a partir desses dois pigmentos.

Durante a vida de uma pessoa, essa pigmentação dos fios pode variar, seja por causa da alimentação, exposição solar, entre outras causas.

E na velhice, ou não, essa pigmentação vai diminuindo gradativamente dando origem aos fios de cor branca pela produção de melanócitos.

Como agem as tintas de cabelo?

Tipos de tintura

Existem dois possíveis mecanismos de ação desses produtos. Um deles é o depósito de um pigmento artificial sobre os cabelos, mas para que isso aconteça são utilizados vários compostos químicos para que a tintura permaneça por mais tempo.

Outros produtos contêm outros agentes químicos que fazem com que as moléculas penetrem nas escamas dos cabelos se alojando no interior dos fios.

Na maioria das vezes, essas substâncias não interagem com os pigmentos naturais dos cabelos e não clareiam os fios. Dessa forma, por serem moléculas que costumam se alojar na superfície dos cabelos, com o tempo, elas vão saindo fazendo com que volte a sua cor natural, principalmente após o uso de shampoos e condicionadores em geral.

Tinturas permanentes

Assim são chamadas as mechas, luzes, reflexos, dentre outras. Tinturas permanentes são tipos de tinturas que são usadas quando se quer resultados mais intensos de cores.

Então, para que esse processo seja feito de maneira correta e para que a cor fique mais viva é necessário que seja feita a descoloração dos fios que se pretende tingir com a nova cor.

O processo de descoloração é considerado muito agressivo aos fios, pois nele a ação química que acontece faz com que a cor natural dos fios seja alterada, ou seja, são retiradas as moléculas da cor natural existentes nas cutículas dos fios que fica na camada superficial deles.

O fechamento ou a abertura das moléculas dos fios é feita através do ph. O Ph se trata de uma escala que mede a acidez de uma solução e é medida dos números 1 ao 14.

Em tinturas para cabelo a substância mais usada é a amônia. Além de abrir as cutículas, ela atua acelerando o processo químico que dá origem a nova cor.

Existe também outra substância que é muito usada, a saber, a água oxigenada (peróxido de hidrogênio). Ela é responsável por oxidar a melanina natural dos fios, fazendo com que a cor natural seja removida.

Ao reagir com a melanina dá-se origem à cor amarelada aos fios ou transparente, correspondente à queratina, principal proteína dos cabelos.

Com as cutículas dos cabelos abertas, pode-se fixar a nova cor desejada permanentemente de forma definitiva. Por ficarem maior as moléculas da nova cor, ela tende a ficar por muito mais tempo no interior dos fios.

E esse processo pode ser finalizado utilizando shampoos e condicionadores que vão fechar as moléculas para que a nova cor permaneça por muito mais tempo nos fios.

Danos da tinta para os cabelos

Todos os processos que envolvem a pigmentação capilar podem acarretar na queda dos fios, o que poderíamos considerar como calvície por tintura. Pois, tanto na oxidação, abertura das moléculas ou no fechamento delas, o cabelo é de certa forma agredido.

Não somente isto, a calvície por tintura pode ser ocasionada pela finalização do processo de tingimento, no que diz respeito ao uso da própria tintura em si e o uso de shampoos e condicionadores.

Pois, todas essas substâncias contêm químicas que podem ser extremamente agressivas ao couro cabeludo e aos fios ocasionando a calvície por tintura.

Há vários fatores para que a calvície por tintura aconteça. Um deles é o cabelo maltratado ou com falta de vitaminas, ocasionado por uma alimentação mal balanceada, exposição ao sol etc. Fazendo assim, com que os cabelos se tornem mais fracos e quebradiços. E quando ele é exposto à química citadas acima pode ocorrer à calvície por tintura.

Além dessas situações citadas, as tinturas podem ser as responsáveis pela calvície por tintura por provocar alergia no couro cabeludo.

Segundo estudos, o PABA (substância associada à dermatite ou alergia) é responsável pela alergia em 0,1% a 2,3% das pessoas que usam tintura para cabelos.

É importante ressaltar, que não há estudos científicos que comprovem que a calvície por tintura esteja relacionada. Trata-se de algo improvável, uma vez que a tintura atinge apenas a parte da superfície dos cabelos.

Então, a teoria mais aceitável é a própria dermatite (alergia) que faz com que haja queda de cabelo temporária.

Muito obrigado por ler este texto sobre calvície por tintura: é fato ou mito? Deixe sua mensagem para os nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close