Piolhos em adultos: qual o melhor tratamento?

Até hoje, muitos pensam que esse problema só pode ocorrer em crianças, mas não é bem assim que acontece. A presença de coceira no couro cabeludo de alguém, independentemente da idade, pode estar associada à ocorrência de piolhos.

Por isso, no texto de hoje saberemos mais profundamente sobre piolhos em adultos. Confira:

Piolhos em adultos: qual o melhor tratamento?

Pediculose

Pediculose é o nome que se dá à infestação ocorrida por piolhos. Essa nomenclatura deriva do nome científico Pediculus humanus capitis.

Problemas com piolhos estão sempre ligados às crianças na idade escolar. Então, sua ocorrência em adultos acontece esporadicamente. Então, qual seria a razão que levaria os piolhos  a aparecerem em uma pessoa adulta ou em qualquer outra? Seria por má higiene? Má alimentação?

Engana-se quem pensa que esse problema pode está associado às respostas positivas dos questionamentos acima, pois diferente do que pensam os piolhos não preferem cabelos sujos, por exemplo.

Eles também não são transmitidos através de cachorros, pássaros ou outros animais. São transmitidos somente de pessoa para pessoa.

Pois, eles não saltam como pulgas ou voam. São insetos que somente se locomovem por suas pequenas patas, apenas quando entram em contato com alguém. Podem ser transmitidos também por bonés, capacetes, pentes de cabelo etc..

Eles não se restringem apenas ao couro cabeludo, também se aglomeram na nuca e atrás das orelhas. São perceptíveis a olho nu, podendo medir de 3 a 4 milímetros na fase adulta.

A reprodução desses pequenos insetos acontece através da forma sexuada, onde a fêmea deposita os ovos, também conhecidos como lêndeas, nos fios de cabelo próximo ao couro cabeludo (podem ser vistas como pequenos pontos brancos no couro cabeludo), é o lugar ideal e com uma temperatura favorável para seu desenvolvimento.

A queixa de coceira é a principal característica quando alguém está infectado. Isso pode ser facilmente perceptível nos primeiros dias após o contágio. A coceira causada por este inseto ocorre porque ele se alimenta de sangue humano sendo um verdadeiro incomodo suas pequenas picadas em busca de sangue.

Piolhos em adultos

Como já foi dito, a coceira causada por este pequeno inseto se dá por causa de sua sede por sangue, pois depende dele para sobreviver.

Mas a cabeça coça pela perturbação e pela alergia que a saliva do piolho causa no couro cabeludo. Por isso, algumas pessoas que nunca tiveram piolhos na vida podem começar a sentir pequenas coceiras na cabeça apenas após quatro a seis semanas após o contágio.

Quando o indivíduo coça a cabeça o problema só tende a piorar. Pois neste momento é que começa os problemas.

Quando alguém começa a coçar com frequência o couro cabeludo, ele pode ficar ferido e inflamar dando origem a bactérias ou fungos causando uma contaminação secundária.

Piolhos podem causar queda de cabelo?

Se observar bem de perto uma determinada infestação causada por piolhos dá para perceber que eles não afetam diretamente o couro cabeludo, ou seja, nem eles nem as lêndeas podem causar a queda de cabelo.

Mas esta informação não pode ser considerada como uma regra, pois há relatos de pessoas que em após um mês de infestação pode-se observar falhas de cabelos em determinada regiões do couro cabeludo.

Mas o mais comum sobre piolhos em adultos é o que isso ocorre quando o infectado coça de forma rigorosa a cabeça, pois dependendo da força e da frequência exercida pode acarretar no aparecimento da queda de cabelos, esta causada não diretamente pelo inseto, mas sim devido aos ferimentos provocados por essa ação. O aparecimento de infecções por fungos ou bactérias que, por sua vez, podem até causar quebra dos fios ou perda de grandes números dos fios.

Piolhos em adultos: como tratar?

Quando se trata de piolhos em adultos é importante investigar de onde surgiu esta infecção, observando primeiramente o convívio íntimo, ou seja, na sua própria casa.

O tratamento pode ser feito através de medicamentos tópicos, orais e através da remoção de lêndeas.

Alguns tratamentos podem não resolver completamente o problema, pois as lêndeas mais recentes não morrem com os remédios, pois são extremamente resistentes a eles. Então, sugere-se que o tratamento seja feito novamente após nove dias após o primeiro ciclo de tratamento, para matar os piolhos que acabaram de eclodir. Assim, eles não vão se reproduzir.

Outra forma de retirar as lêndeas é passar o pente fino com vinagre branco, pois o vinagre impede que as fêmeas colem seus ovos nos fios, facilitando assim a sua remoção.

Considerações finais

Existem muitas outras causas de coceira no couro cabeludo, não só por piolhos.

Piolhos em adultos são comuns, mas devem ser tratados com seriedade e com um diagnóstico correto. Pois, mesmo o problema sendo diagnosticado, ele deve levar em consideração os casos onde há quedas de cabelo, pois esta pode não estar associada ao inseto.

Pois, sabe-se que existem muitas outras possíveis causas da queda de cabelo. Por isso, é preciso que outras condições sejam investigadas. Para isso, um médico especializado no assunto deve ser procurado assim que for detectado o problema. Jamais pratique a automedicação, pois isso pode causar muitos outros problemas.

Obrigado por ler este texto sobre piolhos em adultos: qual o melhor tratamento?. Deixe sua pergunta para nossos especialistas. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close