Calvície causa depressão?

No mundo de hoje existem muitos problemas que causam depressão. A quantidade de estímulos que nosso cérebro recebe por dia pode estar associado também as possíveis causas da depressão. Mas, a calvície causa depressão ou seria o contrário?

É o que vamos descobrir no texto de hoje. Não deixe de nos acompanhar nesta jornada em busca dessas respostas.

Calvície causa depressão

A preocupação com a estética

Preocupar-se demasiadamente com algo em específico pode causar ansiedade, complexos e até mesmo depressão.

Revistas de modas, televisão, novelas e filmes vendem imagens do “ser humano perfeito” e são muitas as pessoas que seguem esse raciocínio e almejam isso para sua vida. Quando não conseguem, se sentem frustradas e desmotivadas.

Com os cabelos, isso não é diferente. Exemplo disso são os cortes ou penteados da moda do momento que todos, ou boa parte das pessoas, querem ter.

A calvície nesse cenário se torna, então, uma verdadeira vilã e, em casos extremos de preocupação com a queda de cabelo, pode se transformar em um complexo e, mais tarde, quem sabe, em uma depressão.

Depressão

Nos achados da medicina é possível observar vários tipos de depressão que variam desde as mais simples até as mais avançadas.

Acredita-se que boa parte das causas da depressão ainda não foi identificada e que o número de pessoas deprimidas varia entre 3% a 20% da população.

As pessoas do sexo feminino são as que mais sofrem com depressão e também idosos, os demais são pessoas que passaram por traumas na infância e etc.

Segundo a Associação Americana de Psiquiatria, os critérios diagnósticos de depressão incluem:

  • Desejo de morte;
  • Perda do prazer de viver;
  • Não há vontade de sair nem fazer amigos;
  • Perda de interesse pela família;
  • Sono desregulado;
  • Alteração do apetite.

Problemas como: tristeza, falta de ânimo e de apetite podem causar até mesmo a queda de cabelo. Nesse caso, por falta de nutrientes, decorrente de uma má alimentação, pode ser o fator determinante para a queda de cabelos.

Alopecia e depressão

Outro fator que pode determinar se calvície causa depressão é o estresse do dia a dia. Com a correria das cidades grandes, do trabalho, da escola, em casa, e a falta de descanso adequado podem ser os grandes causadores de estresse que vivenciamos.

Além do estresse, esse transtorno do humor, geralmente, provoca mudanças no estilo de vida que podem prejudicar os cabelos.

Como pontuamos acima alguns dos sintomas de quem sofre depressão, podemos, então, determinar quando a queda de cabelo causada por depressão poderá acontecer a partir do estresse.

Pessoas depressivas tendem a ter problemas de falta de apetite o que refletirá futuramente em seu corpo, pois esse necessita de vitaminas e minerais para que seu bom funcionamento aconteça.

E o couro cabeludo, bem como toda sua estrutura como: pele, bulbo capilar, cabelos, precisam de todos os nutrientes necessários para que possam produzir cabelos fortes e sedosos. Com a falta dessas substâncias, a raiz do cabelo se torna fraca e incapaz de mantê-los saudáveis, ocasionando assim na sua queda.

Porém, com o tratamento adequado, os cabelos podem voltar a se fortalecer e a crescer normalmente como antes.

Impacto da depressão

Calvície causa depressão ou somente se agrava quando o individuo já possui a doença? Essa é um pergunta bem pertinente.

Tanto uma quando a outra afirmação não está errada. Pois, existem sim casos em que pacientes alegaram possuir depressão quando perceberam que seus cabelos estavam caindo e não voltando a crescer de forma natural como antes; ou perceberam que os mesmos cresciam mais ralos e com o tempo perdiam a força, o que causava desânimo até mesmo para sair de casa, segundo relatos.

Já no caso de quem já sofreu com depressão, a queda de cabelo veio como uma resposta negativa do corpo a falta de nutrientes devido à falta de apetite. O que se observou foi que a depressão só aumentou quando o depressivo começou a perder os cabelos.

O que fazer?

A calvície causa depressão à medida que o paciente percebe que está perdendo os cabelos de maneira desenfreada por conta da própria doença. Então, quem vem primeiro, a depressão ou a calvície? Afirmar somente uma das causas está incorreto, pois ambas podem ocasionar uma ou outra, e isso depende de como cada pessoa responde aos problemas em questão.

Por outro lado, a procura por um profissional para tratar a depressão pode solucionar o problema da queda de cabelo, fazendo com que os sintomas dessa doença diminuam, pois ter os cabelos de volta pode influenciar diretamente na autoestima de forma positiva.

Então, quanto mais rápido uma pessoa procurar ajuda para tratar a depressão mais rápida será a sua recuperação.

Os sintomas da doença tendem a diminuir à medida que o tratamento avança. Porém, é importante ressaltar que existem remédios antidepressivos que podem causar a própria queda dos cabelos.

Então, o melhor a fazer é procurar por um médico especialista na área, que seja capaz de apontar o melhor tratamento para o seu caso.

Agradecemos muito pela leitura do texto sobre o tema “calvície causa depressão?”. Caso haja alguma dúvida, deixe-a nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close