Minoxidil: dez efeitos colaterais do uso da substância

A queda de cabelo em homens tem se tornado uma preocupação maior a cada ano que passa. Inúmeros tratamentos prometem reverter ou controlar a queda de cabelo causada por vários fatores, que vai desde questões genéticas a estresses do dia a dia.

Dentre esses tratamentos está o uso do medicamento chamado Minoxidil, e, como já era de se esperar, todo medicamento tem seus prós e contras. Neste texto falaremos exatamente disto:  quais são os possíveis efeitos colaterais do uso desse medicamento? Ficou interessado no nosso tema de hoje? Então, vamos descobrir juntos.

Minoxidil: dez efeitos colaterais do uso da substância

Medicamentos para queda de cabelo

Hoje, já é possível encontrar  diversos tipos de medicamentos para cuidar da saúde capilar, e um deles é o Minoxidil.

Este medicamento consiste em uma loção capilar que ajuda a retardar a queda de cabelo e é utilizado também em outros problemas que envolvam falta de cabelo ou pelos.

Curiosidade sobre Minoxidil

Antes de o Minoxidil ser usado no tratamento de queda de cabelo, ele era utilizado primeiramente em tratamento de pessoas que sofriam com pressão alta. Porém, durante sua utilização, percebeu-se o aumento do crescimento de pelos e cabelo no corpo do paciente. Com isso, vários estudos foram realizados e o medicamento começou a ser aperfeiçoado para que sua eficácia no tratamento da queda de cabelo se tornasse maior.

Para que serve o medicamento Minoxidil?

Como foi dito acima, o Minoxidil foi desenvolvido para o tratamento de queda de cabelo. Hoje, tanto homens quanto mulheres fazem uso dele. Ele também é aplicado em barbas falhadas, sobrancelhas, cílios e outros problemas relacionados a pelos no corpo.

Minoxidil funciona?

Minoxidil funciona, na maioria dos casos, tanto em homens quanto em mulheres. Porém, como qualquer outro tipo de medicamento também não é nenhuma fórmula mágica e também estre medicamento jamais lhe trará, por exemplo, o cabelo que você tinha quando era adolescente.

Para que o tratamento com Minoxidil traga resultados em pelo menos 90% dos casos, é necessário que, ao perceber que a queda de cabelo está se acentuando numa determinada área de maneira descontrolada, um médico especialista seja consultado para examinar e indicar o melhor tratamento, pois quanto mais cedo o tratamento começar, melhores os resultados.

Isso implica dizer que, quanto mais tempo a pessoa adiar a procura por um bom profissional da área de dermatologia, menos resultados positivos terá.

Como exemplo, podemos citar alguém que está com a calvície avançada a tal ponto de que seus bulbos ou raízes capilares não produzem mais fios. Nesse caso, não é possível fazer com que esses bulbos capilares voltem a produzir os fios, pois já estão fechados ou até mesmo mortos. Portanto, esse local não produzirá cabelos renovados – e então, mesmo com intervenção médica, o problema não poderá ser revertido.

O que acontece nesse caso é que onde ainda há raízes, mesmo que em pouca quantidade ou que produzam fios finos ou ralos, os cabelos voltam a engrossar e deixam a área com uma aparência de cabelos mais densos.

Possíveis resultados com Minoxidil

Minoxidil pode ser usado de várias formas, até mesmo porque existem várias versões desse medicamento como: xampus, condicionadores, loções para barba etc.

Os resultados vão depender de cada indivíduo, pois cada organismo responde diferentemente, quando comparado a outros. Porém, em médio prazo, Minoxodil é eficiente – podendo começar a apresentar resultados a partir do sexto mês de utilização.

Exatamente por não ter efeitos tão rápidos, é preciso insistir no tratamento. Em algumas pessoas, no começo do Minoxidil, a queda de cabelo pode se intensificar, o que pode causar espanto da parte de quem utiliza. Fazendo, assim, muito desistirem do tratamento.

Contudo, isso não deve ocorrer, pois se trata apenas de uma renovação natural dos fios – os mais fracos se vão, para abrir caminho para novos.

Minoxidil e seus possíveis efeitos colaterais

Minoxidil, assim como qualquer outra substância que promete alterar uma característica que vem se apresentando no organismo, apresenta possíveis efeitos indesejáveis. Confira:

  1. Pele ressecada;
  2. Comichão;
  3. Crescimento de pelos indesejáveis em certas partes do corpo;
  4. Enxaqueca;
  5. Perda de pelos na barba nas primeiras semanas de tratamento;
  6. Palpitações;
  7. Dores no peito;
  8. Fraquezas;
  9. Vertigens;
  10. Suor nas mãos e nos pés.

Os efeitos colaterais citados podem ocorrer principalmente em pessoas que têm sensibilidade a algumas substâncias químicas, portanto este medicamento é contraindicado para estas pessoas.

É importante lembrar também que alguns efeitos colaterais só surge quando o indivíduo exagera da dosagem, por isso, se torna importante que o paciente procure um bom profissional para que a chance de desses efeitos  seja remota.

Observando todos os tratamentos disponíveis no mercado, não podemos sugerir este ou aquele tratamento específico para seu problema, pois até os médicos aconselham pacientes a jamais fazerem uso de substâncias que não se sabe a procedência, pois, muitos com o intuito de economizar, acabam enveredando para tratamentos alternativos que podem trazer malefícios à saúde.

Muito grato por ter lido nosso texto de hoje, que abordou o tema “Minoxidil: dez efeitos colaterais do uso da substância”. Deixe sua pergunta aos nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close