Seborreia e psoríase: quais são as diferenças?

Em geral, seborreia e psoríase são semelhantes à caspa. Mas é importante saber identificá-las para que seja realizado o tratamento correto, mantendo a saúde capilar em dia.

Em algum momento, teremos problemas de pele. Podem ser graves ou não, causados por agentes externos ou patológicos. E os problemas de pele são particularmente problemáticos por serem visíveis e causarem irritação.    

Vamos acompanhar, no post de hoje, mais detalhes sobre aspectos de diferenciação entre seborreia e psoríase. Boa leitura!

Seborreia e psoríase: quais são as diferenças?

A caspa

A caspa mais comum costuma vir da pitiríase, devido a um fungo no couro cabeludo. Esse fungo interrompe a renovação celular e impede a renovação de células mortas. Isso dificulta a produção de células novas, que se prendem umas às outras e, por fim, grudam nos fios de cabelo.

Entretanto, existem outros tipos de caspa que precisam de uma atenção maior.

A seborreia, por exemplo, é uma infecção do couro cabeludo causada por outro fungo, o Malassezia, que se intensifica de forma demasiada e apresenta desde manchas a pele oleosa. O aspecto da caspa é gorduroso.

Já a psoríase resulta de uma atividade excessiva dos sistemas de defesa do corpo, ou seja, uma reação a agressões externas. Dessa forma, as células da epiderme, ao se renovarem, provocam descamação excessiva, fazendo com que o couro cabeludo apresente muita caspa.

Seborreia e psoríase:

O que é seborreia?

A seborreia é uma doença cutânea crônica. A dermatite seborreica do adulto corresponde ao aparecimento de manchas vermelhas, cobertas de películas brancas ou amareladas em áreas de pele oleosa (couro cabeludo, face), ocorrendo preferencialmente na pele seborreica.

O que é psoríase?

Psoríase é uma doença inflamatória da pele. Geralmente é caracterizada pelo aparecimento de manchas espessas de pele que se descolam, assemelhando-se a escamas brancas, por isso é confundida com caspas.

As manchas aparecem em diferentes partes do corpo, mais comumente nos cotovelos, joelhos e couro cabeludo. Essa é uma doença crônica que evolui em ciclos, com períodos de remissão. Não é contagiosa e pode ser bem controlada por tratamentos.

Como distinguir seborreia de psoríase?

O melhor a ser feito é procurar um dermatologista. Um especialista saberá diagnosticar o caso entre seborreia e psoríase, ou ainda uma outra doença. Um diagnóstico médico ajuda a cuidar corretamente da doença, com um tratamento adequado a ser administrado.

Identificar psoríase

Nos casos de psoríase, a localização de lesões no resto do corpo é um elemento importante para o diagnóstico.

Já a psoríase do couro cabeludo é frequentemente atrelada às unhas, que apresentam sinais de anormalidade de aspecto fragilizado. Esses aspectos variam de pequenos sinais como pontos em uma única unha, mas também há casos em que várias são afetadas.

Outros sinais podem aparecer, como uma separação de meia-lua ou hiperceratose (engrossamento da pele), levantando a parte superior da unha.

Embora haja uma ideia de que a psoríase seja única, a doença se apresenta em sete tipos: em placa, no couro cabeludo, gutata, pustulosa, inversa, eritrodérmica e artrite psoriásica.

Identificar seborreia

Uma dermatite seborreica geralmente atinge, também, os cílios e as sobrancelhas, podendo aparecer também no corpo, onde há muitas glândulas sebáceas. A parte superior das costas, o nariz e o couro cabeludo costumam ser as áreas mais afetadas. 

A causa específica da seborreia ainda é desconhecida, mas hormônios e genética já foram confirmados por médicos e cientistas como agentes que favorecem o seu surgimento. Quando aparece no couro cabeludo, a seborreia apresenta sintomas que variam de caspa a escamas amarelas e oleosas com pele avermelhada.

Não existem testes de diagnóstico para a seborreia. Eventualmente, raspa-se um pouco a pele afetada para verificar se há uma infecção fúngica. O médico provavelmente fará perguntas sobre o histórico médico do paciente e, caso seja necessário, pedirá uma biopsia a fim de descartar outras doenças.

Agentes que favorecem seborreia e psoríase

Doenças como seborreia e psoríase estão associadas a episódios de estresse. Por isso é importante identificar comportamentos diários que não estão trazendo qualidade de vida, pois viver de forma mais tranquila inibe também o surgimento de outras doenças.

A prática de esportes que sejam leves e ao mesmo tempo estimulantes são boas indicações para desestressar e melhorar o metabolismo do corpo. Caspas, seborreia e psoríase costumam dar uma trégua quando esportes são praticados.

Boas pedaladas de bicicleta é uma indicação que vale a pena experimentar.

Tratamento natural

Várias pessoas têm buscado na naturopatia e na terapia de luz soluções para seus problemas de pele, como exposição ao ultravioleta, que tem como um dos seus objetivos melhorar, entre várias doenças, seborreia e psoríase.

Terapias como a naturopatia, que envolve inclusive os hábitos alimentares, exigem um acompanhamento personalizado, com recomendação sobre plantas ou suplementos alimentares relevantes para cada caso. O uso de plantas na fitoterapia demonstra resultados para várias pessoas, mas optar pela fitoterapia não é unânime nem entre pacientes nem entre médicos. 

O que achou do texto sobre seborreia e psoríase? Esclareceu suas dúvidas? Comente abaixo e continue acompanhando nosso blog Jet Hair!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close