Queda de cabelo feminina: quais as 4 principais razões para ocorrer

A queda de cabelo feminina ainda é um tabu par você? Então uma boa ideia é desmitificar o assunto e, em vez de se amedrontar, saber quais são as principais razões para que as mulheres percam cabelos?

Queda de cabelo feminina: quais as 4 principais razões para ocorrer

Queda de cabelo feminina x Perda de cabelo: diferenças

Ainda é grande o número de mulheres e homens que não sabem as seguintes diferenças:

  • a palavra “queda” quer dizer “que algo ou alguém caiu”.
  • a palavra “perda” quer dizer outra coisa, que algo se perdeu, ou seja, algo se foi para sempre.
  • queda de cabelo feminina: acontece de modo comum, e em alguns períodos os fios tendem a cair mais, como na fase de amamentação.
  • perda de cabelo masculina: trata-se de casos quando o cabelo é perdido, portanto sua recuperação é nula. 

Logo, quando se fala em “perda de cabelo”, trata-se de um cabelo que caiu e que se perdeu definitivamente. Embora haja tratamentos cada vez mais avançados para a calvície, conseguir evitar a perda de fios depende, sobretudo, de um tratamento adequado que, quanto mais cedo iniciado, maiores são as chances de evitar o avanço da calvície. 

Agora que você sabe qual é a diferença entre queda e perda de cabelo, veja o que mais causa queda de cabelo feminina:

1.    Queda de cabelo feminina causada pelo estresse

O hormônio di-hidrotestosterona é um grande agente causador de alteração de aspecto dos fios e de calvície– – tanto em homens quanto em mulheres. Trata-se do tipo de calvície em geral e de queda de cabelo femininaem particular.

A alopecia feminina, nome técnico para perda de cabelo, por muitas vezes é provocada pelo estresse, que faz com que o corpo feminino fabrique hormônios masculinos prejudiciais à saúde capilar.

Tais hormônios são responsáveis por comprometerem o desenvolvimento dos fios de cabelo. Trata-se do já mencionado di-hidrotestosterona. Em quadro de estresse, uma mulher pode ter muita sensibilidade diante de episódios-limite e, dessa forma, aumentar o número de di-hidrotestosterona em seu organismo.

Problemas de queda de cabelo devido a fatores hormonais, em especial quando diz respeito aos hormônios masculinos, estão fortemente atreladas à alopecia androgenética. O que precisa ser analisado é o quanto esses hormônios se alteram por estresse ou por questões genéticas.

Além do mais, quadros de estresse mais severos, como traumas graves, acabam causando a alopecia areata, que é uma perda de cabelo em que tufos caem de uma só vez, deixando áreas calvas arredondadas calvas na cabeça.

2.    Seborreia

Quem tem seborreia tem que tomar cuidado!

Às vezes, a mulher não sabe que a grande quantidade de caspa na verdade pode causar uma queda de cabelo feminina. Quando não tratada adequadamente, o desenvolvimento de uma seborreia causa tanta crosta no couro cabeludo, que os poros ficam sufocados, prejudicando o trabalho dos bulbos e folículos pilosos.

Isso é o que popularmente chamamos de raízes entupidas. A seborreia faz com que haja um aumento de sebo nos fios e, consequentemente, no couro cabeludo.

Com todo o sebo atrapalhando bulbo e folículos pilosos, eles não podem exercer o seu papel, que é o de ser o ponto de nascimento do fio e, também, dar força para que cada fio cresça ao longo do tempo.

Tanto que há cabelos que têm dificuldade de crescimento justamente porque os folículos pilosos estão enfraquecidos.

Então fica a dica: couro limpinho para manter a seborreia bem longe!

Se mesmo assim as caspas excessivas persistirem, aconselha-se que um clínico capilar seja procurado para que seja dado início a um tratamento adequado.

3.    Gravidez

A queda de cabelo feminina ocorre em muitas mulheres durante a gravidez.

Entretanto, os nove meses de gestação são conhecidos como os meses em que a mulher tem seus cabelos no auge da força, vitalidade e beleza.

Isso porque durante a gravidez o cabelo fica mais brilhante e sedoso do que antes da gestação. Entretanto, após o parto, o corpo da mãe sofre uma queda no nível de progesterona e estrógeno, ambos hormônios responsáveis por toda beleza dos cabelos da mulher quando gestante.

Dessa forma, a queda de progesterona e estrógeno também significa a queda dos cabelos de uma mulher que recentemente deu à luz.

4.    Coques e rabos de cavalo

Sabe aqueles coques extremamente apertados que chegam a dar dor de cabeça, mas que mesmo assim, muitas mulheres insistem em deixá-los?

Pois eles não são nada bons para a raiz, o couro cabeludo e os fios.  

Não vamos nos esquecer do rabo de cavalo, que muitas vezes tem o elástico passado com tantas voltas e força ao redor do maço de cabelo, que os fios são puxados fortemente, resultando em queda fora de época ou se arrebentando, deixando o cabelo cheio de frizz.

Prende-se tanto o cabelo como se houvesse um medo de que os fios fossem fugir da cabeça. Está tudo errado!

Apertar o cabelo provoca queda de fios por tração e não é nada legal continuar a praticar esse hábito.

Já sendo agredidos por serem puxados com muita força na hora de fazer o coque ou o rabo de cavalo, se esses penteados forem feitos com o cabelo úmido, além de os fios serem arrancados por tração, cria-se um ambiente tão úmido, que se torna um ambiente irresistível para  a proliferação de fungos.

Quando manifestados em densa caspa, às vezes chegando a causar inflamações, impedem a respiração do couro cabeludo, enfraquecem bulbos e folículos pilosos, podendo até mesmo, em casos mais graves, fazer com que os fios se percam definitivamente.

Por isso, para evitar a perda dos fios de cabelo, o conselho é manter a higiene capilar e dar a devida atenção a anormalidades em seus cabelos.

Procurar um especialista em tratamento capilar é uma opção que, em hipótese alguma, dever ser descartada.

Conte para nós o que achou do artigo sobre queda de cabelo feminina. Não deixe de tirar suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close