Minoxidil para calvície feminina: uma boa opção?

Se você é mulher e vítima de quadro de calvície, já deve ter se deparado com inúmeras alternativas para o tratamento dessa condição. Sabemos que, dentre os tantos produtos e procedimentos capazes de minimizar ou até mesmo reverter os casos de calvície, o minoxidil se destaca por sua praticidade de aplicação e eficácia. Porém, será que esses mesmos resultados são obtidos na utilização do minoxidil para calvície feminina?

Se você ficou curiosa e deseja saber mais sobre o uso do minoxidil para calvície feminina, acompanhe nosso artigo. Boa leitura!

Minoxidil para calvície feminina

O que é minoxidil?

Tradicionalmente prescrito para o tratamento de casos de hipertensão arterial, com o tempo percebeu-se que o uso desse medicamento era capaz de maximizar o crescimento dos cabelos.

Desse modo, o minoxidil foi adaptado para uso cosmético e vem se mostrando altamente eficaz para o cuidado de casos de calvície. É um dos principais medicamentos indicados por profissionais de todo o mundo.

Embora a bula do medicamento indique sua eficácia somente para o tratamento da queda dos fios na região da “coroa” da cabeça, minoxidil revela-se como um aliado para o tratamento da queda de modo geral, em especial nas chamadas “entradas” dos cabelos.

No Brasil, esse medicamento pode ser encontrado em versões tanto industrializadas quanto manipuladas, para uso tópico ou oral. Geralmente, a concentração do minoxidil nessas soluções corresponde de 2 até 5%.

Minoxidil para calvície feminina: dicas e informações

Se sua dúvida é sobre a eficácia do minoxidil para calvície feminina, temos uma ótima notícia: a aplicação é recomendada também nesses casos e mostra-se bastante eficaz.

Entretanto, você deve tomar alguns cuidados.

Como já mencionado, minoxidil pode ser encontrado pelo consumidor nas concentrações entre 2% e 5%. A bula do produto que contém 5% do medicamento orienta que este é indicado somente para o tratamento da calvície em homens.

Isso se dá, pois esse medicamento é considerado vasodilatador, isto é, com alta capacidade de ampliar fluxo dos vasos sanguíneos e isso tem como resultado redução de pressão.

Portanto, como as mulheres costumam apresentar pressão mais baixa que homens, indica-se a versão menos concentrada para esse público. Mesmo que estudos recentes mostrem que ambas as concentrações de minoxidil são eficazes para o tratamento da calvície feminina.

Para o uso do minoxidil para calvície feminina, recomenda-se a versão manipulada, que suas necessidades e propriedades de seus fios sejam levadas em consideração.

Se você dá preferência para a medicação via oral, o medicamento de referência é o Loniten, que pode ser encontrado principalmente como comprimidos.

Entretanto, a dose da substância nesses comprimidos é bastante alta e utilizada exclusivamente para o tratamento de casos de pressão alta. Outras versões de Minoxidil são spray, gel e líquido.

Os estudos que testam e comprovam a eficácia do minoxidil para calvície feminina em sua versão oral contam, geralmente, com cerca de 0,25 mg à 2,5 mg por aplicação diária.

É importante lembrar que o minoxidil para calvície feminina ainda é considerado uma indicação informal, ainda em fase de testes e sem devida regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Minoxidil 5% para o tratamento da calvície feminina: funciona?

Com o tempo e a realização de estudos mais aprofundados, descobriu-se que o uso do minoxidil em concentração 5% não é nocivo à saúde do público feminino.

Entretanto, essa regulamentação ainda não ocorreu em solo brasileiro. Nos Estados Unidos, por exemplo, o minoxidil 2% foi inteiramente retirado do mercado, encontrando-se apenas nas versões de 5%.

As principais alternativas de minoxidil tópico disponíveis no mercado brasileiro são Aloxidil e Pant.

Minoxidil para calvície feminina: informações importantes

  • O medicamento não deve ser utilizado por crianças, adolescentes e gestantes;
  • Realize a aplicação do produto tópico com as pontas dos dedos, em todas as regiões onde os fios se apresentam mais rarefeitos. O couro cabeludo deve estar limpo;
  • Aguarde a absorção do produto antes de realizar atividades mais intensas;
  • É comum que os primeiros resultados apareçam em torno de 2 meses após o início da aplicação;
  • Não utilize minoxidil em casos de ferimentos, lesões ou irritações no couro cabeludo;
  • Caso o produto atinja partes do corpo, como a pele do rosto, esta área deve ser enxaguada imediatamente;
  • Pode ser utilizado também para corrigir falhas em sobrancelhas e, nos homens, na barba;
  • Associar a aplicação do Minoxidil a outras práticas de cuidado capilar, como o uso de óleos essenciais, manter uma dieta saudável e balanceada, entre outras.

Conclusão sobre Minoxidil para calvície feminina: uma boa opção?

Neste artigo, abordamos algumas curiosidades sobre o uso de Minoxidil para calvície feminina. Trata-se de um medicamento bastante potente para o tratamento tanto da calvície masculina como da calvície feminina.

Embora Minoxidil se destaque por sua praticidade e eficácia comprovada, recomendamos que não utilize o produto sem a orientação de um profissional dermatologista. Esperamos que tenham gostado de nosso artigo com dicas sobre Minoxidil para calvície feminina. Não se esqueça de deixar seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close