O Que é Foliculite Capilar e Como Tratar?

Já ouviu falar em foliculite capilar? Foi indicado que possui esse problema?

Entenda em detalhes o assunto e saiba como tratar adequadamente do seu couro cabeludo.

Foliculite capilar nada mais é do que uma irritação no couro cabeludo, no folículo piloso de forma que irrita a região, tornando-a sensível, com bolhas parecidas a espinha, causando coceira frequente.

Porque Acontece a Foliculite Capilar?

Foliculite capilar

Pode ser causada principalmente porque questões ligadas aos fungos, vírus, excesso de suor,humidade e bactérias.

Geralmente somos acometidos na face, couro cabeludo, coxas, bumbum e outras regiões do corpo.

No couro cabeludo é extremamente desagradável devido ficar coberta pelos cabelos, e também devido à dificuldade em aplicar produtos na região.

A região afetada geralmente apresenta vermelhidão e muita coceira, o que pode causar transtornos.

Qual o Tratamento Para Foliculite Capilar?

A foliculite capilar pode ser tratada através antibióticos que devem ser ingeridos ou mesmo medicamentos que são aplicados diretamente na região afetada.

Os médicos recomendam que proceda a limpeza da região afetada com sabonetes que eliminam as bactérias e fungos.

Caso esteja com o problema consulte um dermatologista para saber qual o melhor tratamento em seu caso.

Evite também consumir alimentos gordurosos, ante opte por:

  • Legumes
  • Frutas
  • Verduras
  • Vitaminas

Como Prevenir a Foliculite?

Como esse problema é mais comum do que imagina, exige-se várias formas de prevenir:

  • Evite dormir com cabelos húmidos
  • No caso de foliculite na região do corpo evite tomar banho em piscinas públicas;
  • Se for na barba, evite usar lâminas repetidas;
  • Evite secar os cabelos com toalhas repetidas;
  • Consulte um médico para saber as medidas preventivas em seu caso;

Há diversas soluções no mercado no tratamento contra foliculite capilar, e dentre eles são receitados vacinas, pomadas, shampoos, dentre outros.

Cada paciente tem uma sensibilidade diferente em relação aos tratamentos.

Portanto, procure um médico e saiba qual o tratamento mais adequando em seu caso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close