Fitoterapia contra calvície

A luta contra a calvície está crescendo e ficando cada vez mais eficaz, felizmente. Esse combate conta, tanto com os medicamentos tradicionais, porém com formulação melhorada e também com novos procedimentos contra a calvície, como indicações de testes de DNA, ou aplicações de substâncias estimulantes, que entraram para ajudar no tratamento antiqueda.

O que é calvície?

A calvície é um quadro que se origina a partir de um quadro de ordem genética associado à presença do hormônio masculino: a testosterona. Isso provoca um afinamento de boa parte dos fios de cabelo e, além disso, causa atrofia dos bulbos capilares, causando a calvície. Como o fator da queda de cabelo é ligado diretamente com a testosterona, a maior parte das pessoas atingidas por esse problema são os homens, mas mulheres também são atingidas por esse problema.

Tipos de tratamentos: Medicamento oral

Existem inúmeros tipos de tratamentos para tentar conter ou até mesmo extinguir a calvície e um dos métodos que ainda está na ativa é o método oral. Esse tipo de tratamento é aquele no qual a pessoa toma remédios, como Finasterida,  e ativa o estimulante do crescimento capilar. Com esse método, os pacientes apresentaram até 70% na redução da queda e com engrossamento dos fios.

Segundo especialistas, 90% dos pacientes conseguem ter resultados com os tratamentos em geral, incluindo o método oral, fitoterapias, xampus que combatem a oleosidade do cabelo, sem contar com anti-inflamatórios que combatem a dermatite seborreica etc.

Fitoterapia

Pode se dizer que a fitoterapia é um dos métodos mais naturais no combate contra a calvície. A fitoterapia tem as plantas como base no tratamento e uma delas é a Serenoa Repens.

Essa planta é aplicada em substituição à Finasterida, que é a droga mais frequentemente receitada para o combate da calvície e que impede a formação do hormônio DHT, derivado da testosterona e relacionado diretamente como um dos causadores da calvície. A Serenoa tem os mesmos efeitos que a Finasterida traz, porém não apresenta os efeitos colaterais do medicamento.

Fitoterapia contra calvície

Denise Steiner, que ocupa a presidência da SBD(Sociedade Brasileira de Dermatologia), diz que os estudos com a planta não são 100% conclusivos, mas a sua efetividade no tratamento faz com que essa alternativa fitoterápica seja uma forte alternativa para aqueles que querem acabar com a calvície.

Segundo Steiner, o modo fitoterápico tem uma efetividade no crescimento que é comprovada através de pequenas observações, sem ser preciso vários testes científicos para provar que a fitoterapia funciona com qualquer paciente.

Como a fitoterapia funciona?

Os modos fitoterápicos possuem o mesmo modus operandi. As substancias presente nas plantas, principalmente da Serenoa, conseguem agir nas células-tronco do bulbo capilar e, com isso, estimulam o crescimento dos fios. Esse processo é similar à proposta de várias outras terapias testadas na Europa, mas essas agem diretamente nas plaquetas presentes no sangue do indivíduo, para ajudar em seu crescimento.

Solução do problema

Mas existe uma fórmula que resolve o problema de uma vez? A resposta é: Não. Segundo a dermatologista Karla Assed, nenhum dos tratamentos vai resolver o problema se forem utilizados isolados de outros.

A calvície tem inúmeras causas, como a genética, estresse do cotidiano e oleosidade da área do couro cabeludo; e como são causas variadas, nada melhor que vários tratamentos, em conjunto. A forma para ter uma efetividade boa na luta contra a queda de cabelo e abranger todas as causas da calvície seria fazer um combo de terapias, que nada mais é do que utilizar vários métodos para um fim, abrangendo diversas das causas do problema e fazendo com que um tratamento complemente o outro, fazendo com que assim o problema seja solucionado de maneira eficaz e mais rápida.

Como diagnosticar preventivamente a calvície

O diagnóstico para ver se uma pessoa é ou não suscetível em ter calvície. O processo é simples, basta coletar uma amostra da saliva do indivíduo. Desse modo, o teste vai mostrar se ele tem baixo, médio ou alto índice de desenvolver calvície com uma origem genética. Mas o preço da análise não é tão simples assim. A análise custa R$ 1300e não é unanimidade ,na comunidade clínica.

Mas em um ponto, os especialistas são unânimes: quanto mais cedo a pessoa procurar tratamento, melhor. Quanto mais tempo se passa sem a pessoa se dar conta de que está com um problema capilar, mais difícil fica a recuperação dos fios. Mas existem muitos casos avançados de calvície que nenhum dos tratamentos parece dar conta, nesse caso só existe uma solução: o transplante capilar.

O transplante capilar deve ser utilizado em ultimo caso para combater a calvície, pois é o único trunfo quando não se tem mais jeito, mas quando se descobre o problema cedo, é preferível que a pessoa se utilize de vários tratamentos, principalmente os naturais, como a fitoterapia, já que o tratamento vai agir diretamente no problema e ainda por cima não apresenta efeitos colaterais como os remédios que são considerados extremamente químicos, sendo seguro e eficaz no tratamento e devolvendo os cabelos.

Com essas dicas acima, você pode utilizar medicamentos fitoterápicos, como ponto de partida para seu tratamento contra calvície. Essa é a melhor forma de começar, sem agredir o organismo. Mais opções de produtos de qualidade, você encontra aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close