Robô contra calvície? Saiba tudo aqui

É cada vez mais comum o uso da tecnologia para a realização de tratamentos médicos. Se antes os aparatos tecnológicos eram usados somente como uma ferramenta para auxiliar as intervenções realizadas pelos profissionais da área de saúde, como exames de Raios-X e mamografia, hoje as máquinas são as protagonistas dessas operações. O uso de equipamentos tecnológicos para procedimentos estéticos ultrapassa as câmaras de bronzeamento das clínicas estéticas e passam a atuar também com interferências cutâneas, ou seja, a máquina perfurando a pele do paciente.

Uma das novidades no segmento é o robô que realiza o tratamento para a calvície. Você conhece? Então acompanhe o artigo a seguir!

Os homens e tratamentos estéticos

Quando se fala em tratamento estético, a primeira imagem que vem à cabeça é a de que o tratamento seria destinado ao público feminino. Engana-se quem ainda carrega esse tipo de pensamento conservador. Segundo um levantamento do Instituto Gallup/ Allergan, os homens estão ganhando mais espaço nas salas de espera das clínicas especializadas em tratamentos estéticos.

Hoje em dia, 75% dos homens brasileiros se preocupam com sua aparência e estética. Esse comportamento tem levado, cada vez mais, os homens a buscar novas alternativas e tecnologias para cuidar da saúde e do bem-estar físico.

A diferença em relação ao comportamento feminino é que, enquanto as mulheres focam no resultado, os homens procuram informações mais técnicas sobre os benefícios dos procedimentos.

Novas técnicas e novos procedimentos no tratamento da calvície

 Um dos procedimentos estéticos que sempre chama a atenção do sexo masculino nos consultórios é o tratamento voltado para a prevenção e redução da calvície.

Além dos tradicionais tratamentos feitos por via oral, com ingestão de medicamentos e acompanhamento de um especialista, há também a alternativa de se realizar o implante de fios na área afetada pela queda de cabelos. A grande novidade nesse tipo de tratamento é o uso da tecnologia para a realização do implante.

Robô contra calvície

O novo queridinho no combate à calvície atende pelo nome de Artas, um robô que realiza implantes capilares de maneira mais eficiente e menos dolorosa. Se em um procedimento comum é preciso uma equipe de cerca de 10 profissionais, o Artas é capaz de realizar o implante com mais precisão e menos interferência cirúrgica. Isso porque o equipamento possui um “laser guia” que sabe, precisamente, onde fazer o implante dos novos fios no couro cabeludo.

A técnica é muito simples: O Artas implanta no couro cabeludo do paciente, fios que, ao longo de 15 a 20 dias, cairão da cabeça. Toda a intervenção é realizada pelo médico, por meio de um controle remoto. Essa estratégia poupa o desgaste manual do profissional e garante mais exatidão técnica durante a operação, já que o Artas é capaz de realizar o mesmo movimento por diversas vezes sem prejuízo da precisão dos movimentos.

Resultados e consequências do uso do Artas

O processo de queda do cabelo por volta de 15 a 20 dias após o implante é normal, pois, após esse tempo a raiz já se fixou e dará origem a um novo fio, saudável e duradouro. A grande vantagem do uso do robô-cirurgião é que todo o procedimento é realizado com menos dor, mais rapidamente e sem cortes, evitando, assim, a ocorrência de cicatrizes, que são normais nesse tipo de intervenção cirúrgica. Até o momento, os resultados com o robô, fabricado em 2011 nos Estados Unidos, têm sido proveitosos e satisfatórios. O único ponto negativo do tratamento é o alto custo do procedimento.

Cada sessão de implante capilar usando a nova tecnologia gira em torno de R$ 1.500,00 a R$ 2.000,00, podendo chegar ao custo total de cerca de 30.000 reais. A vantagem no procedimento também está na quantidade de fios retirados. O Artas é capaz de remover até mil folículos capilares por hora.

Artas, o robô que conquistou os homens

O resultado do tratamento é visto em menos de um ano após o implante dos folículos capilares no couro cabeludo. Nos primeiros dias é preciso um pouco mais de cuidado, como fazer a higiene da cabeça somente depois de 5 dias após o tratamento com o Artas. Passada a fase inicial, na qual os médicos exigem certa cautela com a região, a fim de evitar, principalmente o desconforto e a dor oriundos do processo, o pós-tratamento não exige maiores cuidados. Depois de um ano após realizado o procedimento estético no couro cabeludo, já é possível ver o resultado com mais nitidez.

A grande expectativa agora é a chegada da máquina ao Brasil, primeiro país na América Latina a importá-la. A entrada dessa tecnologia nas clínicas voltadas para a saúde do couro cabeludo é vista com bons olhos. Isso porque trará aos brasileiros uma inovação tecnológica no tratamento da calvície com todos os benefícios necessários: sem cicatrizes, de forma menos invasiva, menos dolorosa, mais precisa e mais confortável.

Enquanto você não tem acesso a essa altíssima tecnologia, que tal buscar no mercado alguns dos produtos estéticos e dermatológicos mais bem elaborados para você cuidar de seus cabelos e minimizar os efeitos da calvície? Saiba mais aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close