Por que há mais homens com calvície do que mulheres?

A calvície é um problema muito conhecido por enfraquecer os fios de cabelo. Pode acontecer por conta de inúmeras causas, desde herança genética até mesmo por motivos de saúde, como problemas hormonais, abuso de compostos químicos, deficiência de certos nutrientes na alimentação e até mesmo por conta de tratamentos capilares que podem afetar diretamente no couro cabeludo.

Mas, pelo que se podemos identificar, é mais fácil os homens terem mais problemas de calvície do que as mulheres. Mas por que isso acontece? Vamos saber mais sobre isso a seguir:

Por que há mais homens com calvície do que mulheres?

  1. Cerca de 60% dos homens não podem fazer implantes

Implante de cabelo é uma das formas de tratamento mais eficazes para disfarçar problemas de perda de cabelo. Contudo, cerca de 60% dos homens não podem fazer implantes, ou os efeitos não ficam como o desejado nas cabeças. Tanto que é fácil de notar os implantes de cabelos em atores famosos do cinema e da televisão.

Contudo, o tratamento progrediu bastante nos últimos anos, segundo uma pesquisa feita pela Sociedade Internacional de Cirurgia da Restauração Capilar, em que cerca de três quintos dos homens conseguiram identificar que passaram por implantes.

  1. A calvície masculina começa antes dos 21 anos

O problema da queda de cabelos pode ser notado no momento em que o sujeito se encontra por volta de 30 anos. E por conta disso, surge a famosa crise, cuja perda de cabelos é um dos primeiros sinais que muitas pessoas identificam. Mas é possível que homens que tenham por volta de 21 anos acabem também tendo esse mesmo problema.

A calvície nos homens é condição genética, conhecida como alopecia androgenética. As mulheres, apesar de raros, os casos de perda de pelos cabelos também são influenciados por hormônios masculinos, presente em pequenas quantidades no organismo feminino.

  1. A calvície é a principal preocupação dos homens

De uma forma geral, quando há uma pequena queda de cabelos, não há muito com o que se preocupar. Entretanto, a queda excessiva de fios pode causar certa insegurança à pessoa, especialmente por conta do estigma social entre todos ao seu redor. Por causa disso, as relações intrapessoais, a imagem e a autoestima acabam afetados. É importante perceber que todos os cuidados são importantes quando acontece a perda de cabelos.

  1. Não há muita informação sobre como a calvície acontece entre os homens

Pode não parecer, mas cerca de 40% dos homens não têm muita informação sobre como a calvície pode aparecer no seu corpo. A causa genética é também sim o fator mais popular, mas o que muitos também não sabem é que ele pode ser transmitido também a partir dos genes da mãe. Por isso, manter-se informado faz toda a diferença.

  1. O consumo de álcool e fumo entre os homens é maior se comparado ao das mulheres

Por não ser de conhecimento geral entre os homens, a calvície pode acontecer entre a população masculina por conta do abuso de álcool e tabaco. É comprovado que alterações no organismo podem afetar diversos problemas que envolvem circulação de vitaminas e nutrientes nos fios de cabelo. O fumo, assim como o álcool, dificultam na nutrição dos fios de cabelo, deixando-os mais fracos e desnutridos. Por isso, manter uma vida mais saudável ajuda bastante na hora de controlar a queda de cabelo.

  1. A queda de cabelos pode acontecer da forma mais inesperada possível

A queda de cabelos acontece forma gradual, o que significa que muitos só notam que estão com calvície quando o problema está no seu nível mais avançado. Nesse caso, o tratamento contra a queda de cabelo se torna mais difícil. Por esse motivo, é importante fazer exames de rotina para um melhor cuidado nos seus cabelos.

  1. Uso exagerado de estimulantes e de crescimento de músculos

Algo que homens consomem com muita frequência são os hormônios e estimulantes para o crescimento estético de músculos. O que ajuda a dar mais massa muscular, pode também ter efeitos colaterais. Um dos hormônios presentes nele é a testosterona, que, em grandes quantidades, pode causar de forma severa enfraquecimento de fios pelo corpo, especialmente na parte onde fica o couro cabeludo.

Por causa disso, aconselhamos a usar esses produtos sempre com o auxílio do seu treinador ou médico, nunca se automedicar.

Ressaltamos que independente do tratamento que executem é importantíssimo passar por avaliação médica, com exames específicos para vermos se o organismo está.  Após esse cuidado, com certeza o médico indicará a reposição de vitaminas importantes para a qualidade dos fios capilares.

O artigo deixa claro todos os cuidados necessários para que tenhamos uma saúde equilibrada, livre de possíveis agressões ao organismo que irão repercutir em problemas já citados em outros artigos do blog.
E aí, o que você achou do nosso artigo? Tem como melhorar? Escreva, envie seu comentário!  Até breve com mais informações.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close