5 dicas para tratamento de alopecia aerata

Você sabe o que é alopecia areata? É uma doença autoimune que afeta o couro cabeludo ou outras regiões do corpo com pelos e o resultado. Mesmo não tão falada, ataca em torno de 2% da população e não tem uma idade mínima para acontecer, podendo inclusive ocorrer em crianças e adolescentes. Aparecem falhas redondas no lugar onde deveria existir cabelo, barba, sobrancelha etc. Outro sintoma é o aparecimento de pequenos furos nas unhas, chamados de pitting.

A alopecia areata ainda não tem uma cura exata, porém o tratamento, quando feito com atenção, reduz bastante seu efeito. Dependendo do caso do paciente, será receitado por um dermatologista ou tricologista, um tipo diferente de tratamento de alopecia areata. Vejamos agora cinco dicas para o tratamento de alopecia areata!

5 dicas para tratamento de alopecia areata

1-     Procure dermatologista ou tricologista

Em grande parte dos casos, o tratamento de alopecia areata tem mais eficácia quando o diagnóstico da doença é definido cedo. Assim, a doença pode ser controlada e seus efeitos diminuídos. Lembrando que por ser uma doença autoimune, ela pode aparecer em qualquer momento da vida, então caso apareça, procure urgente um especialista no assunto e não perca seus cabelos por isso.

2-     Mantenha-se calmo

O principal motivo para a agravação dos casos de alopecia areata é o estresse. Vida corrida, trabalho, estudos e má alimentação podem acarretar no surgimento da doença. Uma grande recomendação para quem deseja buscar o tratamento de alopecia areata é investir na sua saúde mental. Relaxe, descanse e tente deixar um pouco os problemas de lado. Além de ser uma boa dica para o tratamento de alopecia areata, é uma dica para a vida toda!

3-     Siga as orientações médicas

Seguir as orientações médicas à risca é extremamente necessário! O tratamento de alopecia areata não pode ser deixado de lado ou esquecido. Deixe lembretes pela casa, trabalho ou até mesmo alarmes no celular para não esquecer de realizar todos os procedimentos receitados pelo dermatologista ou tricologista. Assim, o tratamento será realizado de maneira correta e eficaz, aumentando as chances de melhora e do surgimento de cabelo nos locais afetados pela alopecia areata.

4-     Tratamentos naturais

Diversos alimentos e plantas de efeito medicinal podem auxiliar no tratamento de alopecia areata. Uma dica para quem busca o tratamento de forma natural é utilizar plantas como o agrião, que tem efeito reparador no cabelo. Para utilizar esta planta, esfregue-a no local, fazendo uma massagem por alguns minutos. Você estará estimulando a área e ajudará no crescimento de novos fios no local. Lembrando que realizar um tratamento de alopecia areata de forma natural não exclui a necessidade de procurar um profissional da área e, muitas vezes, não exclui o tratamento com os remédios prescritos.

5-     Os remédios

Atentos ao fato de que cada caso é um caso e de que cada tipo de tratamento abrangerá um tipo diferente de pessoa, vamos falar um pouco sobre os remédios mais utilizados no tratamento de alopecia areata. A duração do tratamento será definida pela reação do paciente aos remédios e a dosagem será definida pelo dermatologista ou tricologista. Os remédios mais utilizados para o tratamento de alopecia areata são antralina, solução tópica de minoxidil e cortisona.

·         Anitralina

A anitralina é um remédio que altera a função imunológica da pele afetada pela alopecia areata. Sua indicação é de que seja aplicada por cerca de uma hora no couro cabeludo e depois lavado, para evitar irritações na pele.

·         Solução tópica de minoxidil

Um dos principais remédios para o tratamento de alopecia areata. É uma substância que estimula o folículo piloso e aplicada diretamente no couro cabeludo em forma de loção líquida. Ela é bastante eficaz quando utilizada não couro cabeludo , porém não tanto em outras áreas do corpo.

·         Cortisona

Cortisona é um remédio tomado via oral que tem sido o menos utilizado no tratamento de alopecia areata. Trata-se de uma substância que apresenta muitos efeitos colaterais, como aumento da pressão e risco de diabetes. Inclusive, hoje é destinada apenas aos casos em que os outros tratamentos não foram tão eficazes e quando a doença tem grande resistência.

Não podemos nos esquecer de que existem outras formas de tratamento de alopecia areata, como a injeção de cortisona e vitaminas. Nunca se automedique! Sempre procure um especialista que irá receitar a dosagem e o tratamento certo para você. Tomar remédios sem receita pode acarretar até mesmo numa piora, então não arrisque!

Seguindo as dicas e o tratamento de alopecia areata de forma correta, o cabelo poderá voltar a crescer novamente e até mesmo não voltar mais a cair. Mas não esqueca de um conselho importante: Siga exatamente o que seu médico receitar.

Enquanto não tiver recuperado seus cabelos, não deixe de conhecer uma ótima linha de produtos para dar uma aparência bem natural a seus cabelos, sem qualquer complicação!

Ficou com alguma dúvida obre tratamento de alopecia aerata? Conte para a gente nos comentários e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close