3 tipos de implante capilar contra calvície

Existem inúmeros métodos para combater a calvície, como medicamentos que são os preferidos por todos, pois as pessoas alegam que apresentam resultados mais significativos e mais reais, sem aparentar que seja um cabelo ‘‘falso’’.

Mas existe também aqueles que optam por fazer de um jeito conhecido, os famosos implantes capilares, muitos adotam pois dizem que são mais eficientes e seguros do que os métodos farmacológicos, mas quais são as diferenças reais dos métodos e quais são os tipos de implantes que estão presentes no mercado?

Transplante Capilar de Unidade Folicular( FUT )

Primeiramente, vamos falar dos tipos de implantes, para depois avaliar as diferenças entre esse método e os farmacológicos. Vamos começar com o método de implante FUT. Trata-se da base de qualquer técnica de transplante capilar.

O método FUT foi criado no Texas em 1988 e se tornou um pré-requisito mínimo para qualquer clinica que queira ter alta qualidade em transplantes de cabelo, e com isso, a FUT mudou todo o curso de implantes da época, de tão importante que foi.

A FUT se resume na utilização de microscópios para a produção e a colocação dos fios que serão transplantados e, sem o uso desse equipamento, até 50% dos fios poderiam ser perdidos durante o processo. Segundo especialistas, a FUT tornou-se a cirurgia mais eficiente e com os resultados mais produtivos do mercado, sendo o carro-chefe do transplante de cabelo no mundo, hoje em dia.

Follicular Unit Extraction( FUE )

Esta técnica é uma das mais conhecidas nos Estados Unidos e chegou no Brasil há apenas 3 anos; Está sendo mais utilizada de um ano para cá, e ficou conhecida por ter sido usada pelo jogador Wayne Rooney, que ficou bastante satisfeito e mostrou os resultados do tratamento no seu microblog.

Segundo as pessoas que se utilizaram dessa técnica, o resultado máximo acontece depois de seis a nove meses após o começo do tratamento, pois é nessa época que os fios implantados caem e nasce os fios novos, que são definitivos.

O FUE consiste em uma técnica de reimplantação, pois os médicos pegam os fios do próprio corpo do paciente e implantam no couro cabeludo. As regiões nas quais os médicos mais procuram para a retirada de fios são a região da nuca e a região occipital, que é a parte de trás da cabeça. É retirado cerca de 1,5 cm de fios de cabelo no qual são separados por bulbos microscópios com cerca de um até quatro fios. A cirurgia é delicada, minuciosa e demorada, levando cerca de seis horas. O custo de uma cirurgia desse tipo é cerca de R$ 12 mil e é referente a uma seção, no qual uma vez implantado, o cabelo não cai, oferecendo segurança e efetividade.

Preview Long Hair

Essa técnica foi desenvolvida no ano de 2004 e promete precisão e qualidade. Foi apresentada em inúmeros congressos internacionais, com demonstrações ao vivo feitas por equipes mineiras.

Foi uma técnica bastante bem recebida, pois é como se o médico fosse o arquiteto do projeto. Em comparação aos antigos procedimentos, o médico tinha um poder limitado. Nessa técnica, os fios também são extraídos principalmente da região occipital, só que eles não são cortados.

3 tipos de implante capilar contra calvície

A vantagem é que o paciente pode sair da mesa com a segurança de que não vai ter cicatrizes causadas pelo procedimento, pois o tamanho dos fios é totalmente suficiente para tampá-las. Comparando aos outros tipos de procedimentos, esse oferece grandes vantagens, pois a recuperação do paciente é muito rápida, sem marcas e alta qualidade estética. É importante lembrar que esses fios vão cair para nascer os definitivos, coisa que ainda deixa muitas pessoas bastante confusas, mas não tem nada com que se preocupar.

Pós-operatório de implantes capilares

O pós-operatório de pacientes submetidos a implantes capilares é muito tranquilo. O indivíduo quase não sente dores e nem incômodos, sendo mandado para casa no mesmo dia. Após o procedimento, é proibido tomar Sol por volta de um mês e em uma semana já se pode voltar a trabalhar normalmente.

Se a pessoa for daquelas que pratica atividade física, é importante esperar até três dias no caso de uma caminhada e até uma semana para aqueles que correm em uma esteira.

Diferenças

Existem inúmeras diferenças para aqueles que optam por remédios ao invés do método cirúrgico. Como já foi dito, o método cirúrgico apresenta eficiência e resultados seguros.

Alguns alegam que o cirúrgico é muito mais seguro do que o farmacológico, já que esse ultimo é algo químico. Já os farmacológicos também apresentam eficiência, porém alguns produzem efeitos colaterais que podem ser nocivos e permanentes para o corpo humano, sendo uma das alternativas para que as pessoas procurem o implante em vez dos comprimidos e produtos químicos, colocando a segurança e eficiência em primeiro lugar.

Se você desejar auxiliar os implantes a cosméticos, há uma ótima gama de produtos no mercado. Aproveite essa chance de cuidar de sua beleza!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close