Como saber se sua queda de cabelo representa começo de calvície

Será que tenho calvície? Essa pergunta é repetida por muita gente todos os dias. A calvície afeta mais de 42 milhões de brasileiros homens, geralmente os com mais de 50 anos de idade. Pode ter tanto uma causa genética quanto ser causada por excesso de hormônios, como a diidrotestosterona (DHT), que regula o crescimento dos pêlos.

A queda de cabelo pode ocorrer aos poucos ou de uma vez, mas geralmente segue um padrão, sendo esse nos homens a queda na frente ou no topo da cabeça. Ficar de olho nesse padrão e nos fatores de risco pode ajudar a saber se você está ficando careca ou não. Quer entender se você deve ter atenção se está com calvície ou não? Leia nosso post de hoje.

Fatores que propiciam ocorrência de calvície

Idade

Leve sua idade em consideração. Quanto mais velho o homem, maior o risco de calvície (de uns 10% até os 30 anos pode aumentar para 80% para aqueles que tem mais de 50 anos). A queda de cabelo antes desse período é mais rara, mas pode ocorrer por conta de doenças, tratamentos médicos ou toxinas no corpo.

Verifique os parentes do sexo masculino tanto da família do seu pai quanto da sua mãe. Quanto mais parentes próximos (pai, avôs, tios e primos de 1° e 2° grau) forem calvos, maior é a chance de você também ser.

Como saber se sua queda de cabelo representa começo de calvície

Hormônios

Anabolizantes baseados em hormônios masculinos também podem causar a calvície, com os folículos convertendo esse excesso de testosterona em DHT, estreitando os fios de cabelo e impedindo que eles cresçam saudavelmente. Anabolizantes aumentam muito o risco de queda de cabelo, podendo chegar a até 100% de risco em caso de uso prolongado.

Doenças

O crescimento benigno da próstata, que pode levar a aumento da vontade de urinar e dor ao fazer isso, pode ser um sinal de calvície hormonal, já que é causado pelo mesmo hormônio que citamos antes, o DHT.

Doenças como câncer de próstata, doenças coronárias, diabetes e hipertensão também podem ser causas de calvície.

Visual

Os sinais de que a pessoa está ficando calva podem ser examinados se olhando num espelho. A calvície ataca a parte frontal da cabeça primeiro, então um sinal de “M” nessa parte, especialmente nas têmporas, formado por falhas capilares. Se o formato das falhas for uma ferradura, é sinal de calvície avançada, mas alguns homens ficam totalmente carecas nesse estágio.

Alguns homens sofrem de uma calvície uniforme na parte frontal, o que pode levar a uma falha em formato de “V” em vez de “M”.

Outro lugar em que a queda de cabelo pode acontecer é o topo da cabeça, o popularmente chamado “cocoruto”. Para checar essa parte segure um espelho de mão na frente de um espelho grande, ou peça para outra pessoa tirar uma foto e compare com fotos mais antigas.

Outro sinal é quando o cabelo nos lados ou no meio da cabeça fica mais largo quando você olha a parte da frente, o que mostra que o cabelo no topo da cabeça está caindo também.

A queda de cabelo na parte de cima da cabeça pode acontecer antes da queda dos cabelos da frente, ou ao mesmo tempo.

Outro sinal da queda de cabelo é o excesso de fios no travesseiro ou pente. Uma pessoa normalmente perde 50 fios ao longo do dia, então é normal achar alguns fios no travesseiro. Porém, achar mais de uma dúzia de fios nele logo ao acordar pode ser sinal de calvície.

O mesmo acontece quando se penteia com pente ou escova de cabelo, já que sempre caem alguns fios a mais quando penteamos. Porém, também ter mais de 12 fios na escova ou pente logo depois de usá-los é um sinal de que você está ficando careca.

Para checar, limpe a escova ou pente antes de escovar, e use uma capa branca (se seu cabelo for escuro) ou de cor escura (se tiver cabelo loiro ou branco) no seu travesseiro para identificar melhor os cabelos que caíram nele durante a noite.

Lavar o cabelo com condicionador o deixa menos enrolado, o que diminui o número de cabelos que caem com a escova, o que pode descartar ou provar que você está mesmo ficando careca.

Caso use um rabo de cavalo, solte-o antes de dormir, pois o cabelo preso aumenta a queda durante o sono, quando você rola a cabeça de um lado para o outro.

E lembre-se que o cabelo no início da calvície fica mais fino e curto, mas nem sempre cai.

Enfim, é importante destacar que nem sempre a queda de cabelo é sinal de calvície. Problemas na tireoide, má nutrição (principalmente a falta de proteínas), infecções de fungos, falta de ferro, excesso de vitamina A ou selênio, medicação sem controle (como anticoagulantes e retinoides), e tratamentos contra câncer, como quimioterapia e radioterapia, também podem causar a queda de cabelo.

A queda repentina em todo o couro cabeludo não é sinal de calvície, e sim por excesso de toxinas no corpo (como chumbo), excesso de uso de remédios, ou trauma emocional.

O que você achou de avaliar a calvície após as dicas de nosso artigo ? Mais fácil? Comente abaixo sobre sua experiência. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close