Calvície: como começa a ocorrer?

Você já parou pra pensar como começa a ocorrer a calvície? Bom, sabemos que o problema da calvície afeta ambos os sexos, porém há mais incidência em pessoas do sexo masculino. E o motivo é a testosterona, principal hormônio dos homens. Isso não significa dizer que em algum momento todos os homens serão carecas.

Hoje, com o avanço da medicina moderna foi possível descobrir as principais causas que levam ao aparecimento da calvície. Quer saber mais sobre este assunto? Então, não deixe de nos acompanhar neste texto. Boa leitura.

Calvície: como começa a ocorrer?

Principais causas da calvície

A medicina afirma que não existe um único motivo para a calvície acontecer, pois vários fatores podem levar a esse acontecimento. Tais causas podem estar associadas ao fumo, falta de descanso, falta de vitaminas e minerais, vida sedentária, entre outras.

Porém, um dos motivos principais para a ocorrência da calvície é a herança genética, chamada pelos especialistas de alopecia androgenética, a principal causa da calvície na maioria dos homens. E esta calvície começa a se manifestar em homens jovens, podendo chegar ao seu auge aos 60 anos.

Como já citado, não é apenas a calvície hereditária que pode ser considerada a única responsável pela causa da calvície. Outros fatores como os citados acima podem afetar a saúde dos fios, mas a notícia boa é que quando o problema é tratado com especialistas da área, o problema pode ser solucionado e os fios podem voltar a crescer como antes.

Contudo, casos como queimaduras no couro cabeludo é um processo irreversível, uma vez que os folículos, pelos quais nascem os fios de cabelo, morrem, tornando impossível seu crescimento.

Como ocorre a calvície?

A calvície pode ser provocada por diversos problemas como questões genéticas, alteração na produção do hormônio da tireoide, doenças que afetam o couro cabeludo, queimaduras, entre outros.

Mas, afinal, como acontece o processo da calvície? A calvície começa a ocorrer quando os fios, por algum dos motivos citados acima, se tornam mais finos e seu bulbo começa a produzir os fios mais lentamente, dando a aparência de cabelos ralos e menos espessos. Durante esse processo é comum perceber a frequência de queda de cabelo.

É importante salientar que a calvície não ocorre de um dia para a noite, exceto em casos de queimaduras e acidentes que podem causar lesões irreversíveis na pele do couro cabeludo. Três tipos de calvície são responsáveis pela perda de cabelo:

Alopecia androgenética

Se tratando do termo calvície que ocorre de forma natural, temos a alopecia androgenética, qual é uma calvície hereditária. Este tipo de calvície atinge 70% dos homens em todo o mundo. E ela acontece porque está diretamente ligada ao hormônio da testosterona, quando esta se transforma no hormônio denominado DHT, portanto, a pessoa que apresentar o gene da alopecia androgenética cria certa sensibilidade à testosterona e começará a perder seus fios por volta dos 23 anos de idade.

O motivo pelo qual isso acontece é que essa sensibilidade é o fator principal para que o bulbo capilar, com o tempo, atrofie e logo após pare de produzir os fios de cabelo para sempre, ou seja, a raiz do cabelo morre definitivamente.

Alopecia areata

Alopecia areata é uma doença autoimune afetando todo o corpo  e atacando o bulbo capilar. Esse problema pode estar relacionado a problemas psicossomáticos, e sua característica principal são espaços calvos na cabeça ou em partes do corpo.

Alopecia difusa

Este tipo de alopecia ocorre mais em mulheres e pode estar associado à falta de vitaminas e minerais, assim como questões hormonais. O tipo de queda ou característica que este problema traz é percebido quando os fios se soltam facilmente do bulbo capilar, por qualquer motivo.

Estes foram apenas alguns dos problemas mais comuns que podem afetar diretamente a produção de cabelos no bulbo capilar, localizado principalmente no couro cabeludo. Os outros tipos de calvície são: alopecia por tração (que é o ato de puxar excessivamente os fios), alopecia cicatricial (aquela que é causada por queimaduras), eflúvio anágeno (calvície que é causada por drogas utilizadas no tratamento de doenças como o câncer) e eflúvio telógeno (causada por alterações nos hormônios em grávidas por exemplo).

Perda de cabelo: o que fazer?

Não importa se você é homem ou mulher, ao perceber qualquer alteração que vá desde a velocidade do crescimento dos fios, cor dos cabelos e até mesmo a espessura, o importante neste momento é não entrar em desespero.

Médicos especialistas orientam que quanto mais cedo um paciente procurar atendimento especializado para seu problema, melhor e mais eficaz será o tratamento.

Então, em vez de perder tempo com conselhos de amigos, em relação à sua queda de cabelo, vá a um médico especialista para que este faça os devidos exames e, por fim, o diagnóstico.

A partir daí, o mesmo direcionará o melhor tratamento para o seu problema, uma vez um para cada problema específico, ou seja, o tratamento que serviu para seu amigo ou conhecido, provavelmente não servirá para você. O importante é procurar orientação médica sempre.

Agradecemos sua leitura sobre “calvície: como começa a ocorrer?”. Ficou com dúvidas sobre o assunto? Então deixe sua pergunta para nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close