Deficiência de vitamina D e calvície: qual a relação?

Você sabe o que é vitamina D? E o que é calvície? Será que a deficiência de vitamina D causa calvície? Nesse artigo falaremos tudo sobre a relação entre deficiência de vitamina D e calvície. Acompanhe em detalhes a partir de agora!

Vitamina D

A vitamina D é um hormônio esteróide lipossolúvel fundamental para o nosso corpo e a sua ausência pode causar diversas complicações. Afinal de contas, a vitamina D controla 270 genes, principalmente as células do sistema cardiovascular. Ou seja, pode-se ter uma pequena noção do quanto é importante para mantermos a saúde em dia.

Além disso, a vitamina D também previne doenças autoimunes como vitiligo, lúpus, diabetes tipo I, entre outras. A fonte principal de produção da vitamina D se dá através da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B são capazes de ativar a síntese dessa substância.

Segundo os estudos realizados, entre eles um da Universidade do Wisconsin (EUA) e da Universidade de Toronto (Canadá), a orientação para pessoas com mais de 50 kg é consumir entre 5.000 a 10.000 unidades de vitamina D por dia, o mesmo vale para lactantes e gestantes. Crianças devem ingerir até 1.000 unidades de vitamina D para cada 5 kg de peso.

Há duas formas básicas de vitamina D: vitamina D2 (colecalciferol) e vitamina D3 (ergocalciferol). Tanto a vitamina D2 quanto a D3 é produzida na pele, e ainda passam por duas etapas de processo para gerar a vitamina D ativa. São elas: no rim que é a conversão da 25-OH vitamina D em 1,25-OH vitamina D e no fígado que é a conversão das vitaminas D2 e D3 em 25-OH vitamina D.

Relação entre deficiência de vitamina D e calvície

Conhecida como alopecia, essa calvície é a queda parcial ou definitiva dos cabelos e até mesmo dos pelos de qualquer área do corpo. A queda de cabelos é normal, pois perdemos 50 a 100 fios diariamente. Mas, caso essa perda seja maior é muito importante consultar um médico dermatologista para realizar o diagnóstico para descobrir qual é a causa da calvície e o melhor tratamento a ser seguido.

Você já deve ter ouvido falar da relação entre a deficiência de vitamina D e calvície. De acordo com a dermatologista Danielle Aguiar, membro-titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, é difícil associar a deficiência de vitamina D e calvície como causa exclusiva.

Estudos demonstram uma possível relação entre a deficiência de vitamina D e calvície. Porém, faltam estudos que comprovem a relação direta entre a deficiência de vitamina D e calvície.

“Diversas investigações procuraram determinar se os níveis de vitamina D no sangue poderiam estar relacionados com a queda de cabelo e se a suplementação poderia representar uma forma de tratamento. Não há um consenso quanto à suplementação oral e por isso que é da escolha do médico indicar um medicamento suplementar ou não” explica Danielle Aguiar.

Nem sempre a deficiência de vitamina D e calvície pode estar relacionada, mas está relacionada a outros problemas de saúde. A falta de vitamina D leva a falta de cálcio e isso acaba prejudicando a formação de ossos. Seja qual for o problema, a vitamina D precisa ser reposta sempre com a orientação de um profissional.

“É preciso levar em consideração a idade, latitude, fototipo, poluição do ar, comorbidades, estilo de vida e histórico familiar. O consumo em excesso de vitamina D oral pode causar a toxicidade com hipercalcêmica e insuficiência renal” diz Danielle Aguiar.

A melhor forma para obter vitamina D é pegar sol sem filtro solar, mas lembre-se que o tempo de exposição é de 20 a 25 minutos, pois em excesso pode causar problemas na pele assim como o envelhecimento, vermelhidão, manchas e até mesmo câncer de pele.

É recomendado aplicar sempre o protetor solar em partes que são sensíveis, como o tronco, rosto e braços. Após 15 minutos de exposição solar, deve-se aplicar o protetor solar nos locais restantes, como o dorso dos pés e as pernas.

Queda de cabelo por causa de vitamina D: o que fazer?

Independentemente do método, a vitamina D está cada vez mais relacionada à manutenção da saúde capilar. Por isso, o exame inicial deve incluir a mensuração, pois a relação entre a deficiência de vitamina D e calvície é uma das possibilidades com as quais temos de trabalhar, ao pensar na saúde geral do organismo.

Por meio de um diagnóstico completo é possível saber corretamente qual o problema que está ocorrendo com cada indivíduo. Com isso, é preciso seguir a orientação do médico dermatologista que indicará o melhor tratamento incluindo maquiagem capilar, medicamentos, entre outras diversas possibilidades bastante em voga no mercado atualmente.

Gostou do artigo sobre a relação entre a falta de vitamina D e calvície? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o nosso blog. Sempre o melhor conteúdo a respeito de saúde capilar e proteção contra queda de cabelos. Até a próxima postagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close