Pode ocorrer calvície só de um lado da cabeça?

Nos registros científicos da medicina existem vários tipos de calvície. Assim como também há vários fatores que levam a esse acontecimento. E hoje, falaremos sobre calvície só de um lado da cabeça. Não deixe de nos acompanhar.

Pode ocorrer calvície só de um lado da cabeça?

Causas da calvície

O fator principal da calvície, segundo estudos, ainda é a questão genética, chamada de calvície androgênica ou calvície hereditária, ou seja, aquela que é passada de pai para filho e assim por diante. É algo que afeta bastante a autoestima, especialmente dos homens.

A calvície ainda pode surgir pela falta de nutrientes, condições do clima, exagero do uso de esteroides anabolizantes, produtos químicos, entre outros fatores.

Possíveis causas de calvície só de um lado da cabeça

Todos nós observamos que existem vários tipo de alopecia, as mais comuns são formas ovais/ arredondadas e também as famosas entradas. Mas, afinal, é possível haver calvície só de um lado da cabeça?

Vamos ver, então, a resposta mais aceitável para este questionamento.

Alopecia areata

Como já falamos, existem vários tipos de calvície, e uma das mais comuns é a calvície areata.

De 1% a 2% da população é afetada por alopecia areata. Atinge, sem distinção: tanto homens quanto mulheres, todos os grupos raciais e pode surgir em qualquer idade. Contudo, sempre importante salientar que em 60% dos casos, as pessoas têm idades inferiores a 20 anos.

Seu sintoma principal, relatada pelos pacientes, é ardência, coceira e aparecimento de falhas, que podem ser tanto ovais como também podem aparecer em qualquer lugar da cabeça.

De forma geral, os pontos em que os cabelos caem são bastante definidos e e espalhados pelo couro cabeludo. Mesmo assim,  é possível que haja confluência de pontos de perda capilar e, assim, vastos espaços da cabeça perderem fios.  

Para ter mais clareza nos resultados, o diagnóstico é feito, em casos mais graves, por meio de biópsia da pele do couro cabeludo ou dá área afetada pela queda de cabelo concentrada. Porém, existem outros exames que podem ser feitos em casos mais simples.

Em um exame mais simples é retirado de 40 a 60 fios de cabelo próximo da área afetada, para ter certeza ou não de que se trata de calvície areata. O teste é considerado positivo se, ao puxar esses cabelos, seis fios saírem com a raiz.

Em 10% a 42% dos casos em análise, há a ligação entre a ocorrência e a de outras pessoas na família. Nesse caso, a herança genética juntamente com as questões ambientais, como clima, bactérias e fungos, podem causar danos à pele do couro cabeludo, fazendo com que causem lesões ao bulbo capilar e este seja incapaz de produzir outros fios de cabelo.

Entre dois a três em cada 10 casos, temos que a ocorrência de alopecia está conectada a outras doenças que atingem o sistema imunológico. Tais como:  tireoidites, diabetes, lúpus, vitiligo etc.; já rinites e afins fazem parte do perfil de mais de 40% dos pacientes.

A alopecia areata é uma doença que pode afetar uma pessoa pela vida toda. Em alguns casos, a área afetada volta a crescer, com os fios finos e de cor diferente. Depois de um tempo, os cabelos voltam a sua forma original, isso no caso de alopecia em placas. Já em outros casos isso não é possível, e a perda torna-se irreversível.

O tratamento desta doença chamada alopecia areata não é obrigatório, porém é indicado, já que seus sintomas podem causar distúrbios psicológicos importantes.

Tratamentos

Em adultos, o tratamento para a condição de calvície só de um lado da cabeça pode ser realizado por médicos especialistas em dermatologia.  Em geral, fazem aplicações de cortisona da área afetada. Se tudo correr bem, o crescimento pode ser notado entre quatro a oito semanas. 

Em casos em que a queda se deu de forma rápida e duradoura, os resultados do tratamento tornam-se pobres. E se depois de seis meses os resultados não obtiverem respostas, o tratamento é interrompido.

Outro tratamento que está sendo muito requisitado, em casos principalmente de crianças, é o uso de cremes que contêm corticoides, apesar de os resultados não serem tão bons como os das injeções com cortisona.

Minoxidil — substância cuja solução estimula a síntese de DNA exatamente no folículo piloso. Deve ser aplicada duas vezes por dia — demonstrando eficácia em 20% a 45% dos casos.

Outro tratamento com cremes é o que contém antralina, uma substância com propriedades antiproliferativas, tem sido empregada com resultados variáveis.

Após seis meses de tratamento sem resposta, como última opção, o uso de sensibilizadores de contato como o DNCB e o SADBE. Com a administração da substância, o sistema imunológico ajuda a área afetada a se defender contra os causadores da alopecia areata. Neste caso, esse tratamento é indicado quando o paciente apresenta 50% de perda capilar.

Um estudo mostrou taxa de seis a cada 10 casos com resposta positiva. Apresentando resultados cosmeticamente aceitáveis a partir do sexto mês de tratamento.

Obrigado por ler nosso texto de hoje: “pode ocorrer calvície só de um lado da cabeça?”. Deixe sua pergunta nos comentários e continue acompanhando nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close