Por que suporte psicológico ajuda a combater calvície?

É importante ter em mente que um suporte psicológico ajuda a combater calvície porque, muitas vezes, um processo acelerado de perda de cabelos se deve a uma negligência com a saúde emocional.

Existe um impacto emocional forte da alopecia na vida das pessoas que a desenvolvem, seja ela decorrente de fatores genéticos, ou por circunstâncias da vida social, como traumas e estresse, tanto para o homem quanto para a mulher. Mesmo com acompanhamento de um especialista em saúde capilar, a expectativa por querer os fios de cabelo como eram antes acaba gerando ansiedade em vez de calma.

Por isso, o acompanhamento de um psicólogo é de fundamental importância.

 A seguir, veja alguns pontos a serem considerados.

Por que suporte psicológico ajuda a combater calvície?

Suporte psicológico ajuda a combater calvície: em busca do inconsciente

Nos casos de alopecia por causa de estresse, a cura é ainda mais difícil. As causas do que realmente estão fazendo o cabelo cair estão escondidas no inconsciente, o qual são poucas as pessoas que conseguem acessar, e a grande maioria passa pela vida sem saber realmente de si e do que realmente lhe aflige.

Sendo assim, é muito comum ouvir de médicos a frase “é o sistema nervoso” quando temos algum problema de saúde, mas sua causa não é diagnosticada. Só um longo tratamento regular com psicólogo ajudará a pessoas a olhar para ela mesma em busca de como seus comportamentos e suas reações podem mudar para melhorar sua qualidade de vida.

Terapia com psicólogo

Quando se diz que um suporte psicológico ajuda a combater calvície é porque em sessões de terapia cujas análises seguem um viés psicanalítico. Aos poucos, o indivíduo passa a se conhecer melhor, enquanto relata episódios de sua vida ao profissional.

Com esta análise, pontos em que nunca tinha pensado antes, de repente podem vir a ter um outro lugar na mente de quem faz terapia, que se reflete na mudança de comportamentos e na forma como interpreta as pessoas e o meio em que vive.

Por essa razão é que o suporte psicológico ajuda a combater calvície, pois ajuda a pessoa a se conhecer, a olhar para si mesma, para encontrar a causa real dos problemas relatados e, assim, resolvê-lo por meio de um tratamento de base durável e eficaz.

Indivíduo e sociedade

Como indivíduo inserido em sociedade, o ser humano acaba se anulando para construir uma imagem de si que agrade a todos com quem convive. Em uma coletividade, sempre são impostas regras sociais e morais a serem seguidas, variando de comunidade em comunidade e, também, de família em família.

Vivendo em sociedade, esse indivíduo passa a agredir a sua própria natureza, mas sem perceber. Então, o seu corpo físico reage a essa agressão, sendo a alopecia um sintoma desse estado emocional. É o inconsciente humano que tem arquivada a nossa natureza verdadeira, com os nossos desejos que são reais e lembranças de tudo que vivenciamos desde que passamos a existir.

Influência externa

No dia a dia, com anúncios em redes sociais e TV, divulga-se a ideia de como deve ser nosso corpo e o que devemos ter de objetos a patrimônios. Assim, desde criança, as pessoas vão deixando seus desejos reais de lado para seguir em busca de desejos que são construídos pelas mídias.

Dessa maneira, no inconsciente, o indivíduo está vivendo uma vida cheia de contrariedades, gerando estresse, ansiedade e depressão. No entanto, no consciente, o indivíduo acredita que está fazendo coisas boas para si, então o inconsciente se manifesta no corpo, na forma de alergias, dores e, em alguns casos, como queda ou perda de cabelo.

Ainda que seja de origem hereditária, quando fatores emocionais não são tratados, a pessoa pode se tornar calva mais cedo. Nesses casos, o melhor a ser feito é procurar ajuda profissional, pois suporte psicológico ajuda a combater calvície e proporciona melhor qualidade de vida.

Calvície e depressão

Não é incomum que uma depressão provoque queda de cabelo.

Nesse sentido, o suporte psicológico ajuda a combater calvície, que é experienciada por homens e mulheres como violação à integridade física. Devido ao padrão de beleza que a sociedade impõe, ser calvo torna-se uma experiência infeliz e até traumática.

Assim como um estado emocional depressivo pode dar início a perda de cabelo, o contrário também é possível, pois afeta a aceitação, então por não se aceitar o indivíduo projeta nos outros com quem convive a sua interpretação sobre si mesmo. 

Logo, os seus sentimentos e relacionamentos pessoais passam a ser alinhados à perda de confiança e autoestima, então a pessoa acredita que as pessoas com quem convive não a aceitam, assim como ela não se aceita, resultando em comportamentos irritados no tratamento com os outros.

Desta forma, o suporte psicológico ajuda a combater calvície porque a análise de um profissional ajuda a se proteger de armadilhas construídas pela própria mente, armadilhas criadas por pensamentos considerados como verdades – e que, na maioria das vezes, não são..

Ainda que os melhores especialistas em saúde capilar ofereçam tratamentos adequados, a solução mais útil e eficaz para a autoestima é fazer terapia. Lembrando-se sempre de que o suporte psicológico ajuda a combater calvície porque, com melhor qualidade de vida, se reduz a ansiedade e o estresse, promovendo um desaceleramento na queda dos fios de cabelo e, em vários casos, o indivíduo vai eliminando os sintomas da ansiedade durante o processo terapêutico e, consequentemente, os cabelos deixam de cair. Deixe seu comentário sobre estado emocional e calvície. Em caso de dúvidas, é só perguntar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close