5 cuidados com implante de cabelos sintéticos

Dentre os meios disponíveis no mercado para tratamento ou disfarce da calvície e da queda de fios são os implantes e transplantes de cabelos. Embora esses procedimentos refiram-se basicamente à mesma técnica, são realizados com diferentes matérias-primas.

Normalmente, o transplante é uma alternativa àqueles que ainda apresentam, em algum nível, a atividade de fios. Desse modo, as unidades foliculares são retiradas e implantadas, uma por uma, nas regiões onde não se registra mais o crescimento de cabelos.

Já no caso dos implantes, faz-se uso de uma prótese sintética, produz artificialmente, para a realização de enxerto. Trata-se de uma opção bastante interessante para aqueles que não apresentam mais atividade celular no couro cabeludo suficiente para o nascimento e manutenção dos cabelos.

Porém, da mesma forma que se revela como uma solução, o implante de cabelos sintéticos também requer uma série de cuidados.

Neste artigo, abordaremos alguns detalhes sobre como se dá o implante a partir do uso de cabelos sintéticos, bem como indicações, contraindicações e a importância dos cuidados com implante de cabelos sintéticos. Boa leitura!

5 cuidados com implante de cabelos sintéticos

Como é realizado o implante com cabelos sintéticos?

Como mencionado anteriormente, o implante é uma técnica indicada especialmente quando se verifica o cessar das atividades celulares correspondentes ao crescimento e manutenção dos fios.

Um detalhe especial, que merece a nossa atenção acerca do implante com cabelos sintéticos é a utilização de fibras de nylon (ou de outro material) no couro cabeludo.

Apesar de se tratar de um material estranho ao organismo estes são biocompatíveis, isto é, apresentam compatibilidade biológica com as propriedades do couro cabeludo.

Ainda assim, muitos casos podem resultar em rejeição por parte do organismo, causando reações a curto e a longo prazo, e evidencia a importância dos cuidados com implante de cabelos sintéticos.

Uma vez escolhido o implante de fios sintéticos, a primeira etapa deve compreender a realização de uma bateria de exames sanguíneos, que visem a avaliação da saúde geral.

Esses exames fornecerão importantes informações acerca da saúde do paciente, como a possibilidade de uma tendência à doenças autoimunes, que podem favorecer a rejeição dos fios implantados por parte do organismo.

Após constatado que não existem contraindicações para um paciente, deve ser realizado um minucioso estudo de imagens, para a adequada escolha do material a ser implantado.

As fibras artificiais, que serão implantadas no couro cabeludo, apresentam-se em diferentes cores, formatos e comprimentos, o que garantirá uma aparência bastante natural aos cabelos.

A partir disso, os fios são implantados com a utilização de um aparelho apropriado, específico para tal. Durante o procedimento, é aplicada anestesia de forma local.

Os novos fios, sintéticos, fixam-se às camadas mais profundas da pele do couro cabeludo por pequenos nós em suas extremidades.

Pouco após o implante, um simples e rápido teste de tração é realizado, para verificar se os fios estão devidamente colocados ou se é necessário algum detalhes especial.

Geralmente, o implante com cabelos sintéticos se estende por algumas sessões semanais, para que as reações do organismo em relação aos novos fios sejam observadas.

Caso não sejam observados efeitos colaterais ou reações adversas, o procedimento passa a ser realizado com o implante de um número maior de fios.

5 cuidados com implante de cabelos sintéticos

Como vimos, o fato de que o implante de cabelos sintéticos se dá por meio da inserção de corpos estranhos no organismo exige uma série de cuidados, Confira, abaixo, alguns importantes cuidados com implante de cabelos sintéticos:

  1. Não lavar os cabelos por 72 horas;
  2. Não fazer uso de tinturas por, no mínimo, 3 semanas;
  3. A higienização deve ser realizada de modo apropriado, conforme indicações médicas;
  4. Cuidado com a escolha de escova ou pente. Dê preferência aqueles mais macios;
  5. Certos hábitos podem ser prejudiciais aos novos fios, como o hábito de coçar a cabeça.

Mesmo com esses cuidados com implante de cabelos sintéticos, alertamos que essa modalidade de implante também apresenta algumas limitações.

Por exemplo, cerca de 30% dos fios implantados podem cair ou quebrar, demandando periódica manutenção do implante para obtenção de resultados realmente satisfatórios.

Além disso, existem casos nos quais o implante de fios sintéticos pode vir a prejudicar os fios naturais que estejam próximos.

Contraindicações

Pacientes que apresentem doenças sistêmicas (diabetes, HIV, hepatites), autoimunes (como alguns casos de calvície) e patologias do couro cabeludo (câncer de pele, psoríase, dermatite seborreica) devem evitar a submissão ao implante com cabelos sintéticos.

Conclusão sobre 5 cuidados com implante de cabelos sintéticos

Neste artigo, buscamos apresentar os principais detalhes e cuidados com implante de cabelos sintéticos.

Trata-se de um procedimento bastante interessante para aqueles que apresentam regiões no couro cabeludo com clareiras ou falhas. Apesar de minimamente invasivo, a inserção de fios sintéticos no organismo merece uma série de cuidados com implante de cabelos sintéticos especiais. Esperamos que tenham gostado e aprendido com o nosso artigo. Não se esqueça de nos deixar seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close