Qual a relação entre anticoncepcionais e calvície

Você sabe o que é um anticoncepcional? E o que é calvície? Qual a relação entre eles? Nesse artigo falaremos tudo sobre anticoncepcional, calvície e a relação entre anticoncepcionais e calvície.

Qual a relação entre anticoncepcionais e calvície

O que é anticoncepcional?

O anticoncepcional é um método contraceptivo hormonal que altera os níveis de hormônios da mulher, impedindo assim a liberação de óvulos pelos ovários e consequentemente evitando a gravidez. A maioria dos anticoncepcionais associa dois tipos de hormônios que são similares àqueles produzidos pela mulher: progesterona e estrogênio, que fazem parte do ciclo menstrual. As diversas marcas de anticoncepcionais possuem quantidades e concentrações diferentes de ambos. Portanto, toda atenção é relevante para não haver erros.

Os dois tipos de anticoncepcional

É importante destacar, a título de esclarecimento, que são dois os tipos de anticoncepcionais existentes. Entenda melhor a seguir.

Anticoncepcionais estroprogestativas

Os anticoncepcionais estroprogestativas possuem pequenas doses de estrogênio e progesterona.

Anticoncepcionais progestativas

Por outro lado, as progestativas possuem somente progesterona. O anticoncepcional precisa ser prescrito por um médico, exceto em situações como contracepções de emergência.

Substituindo o ciclo natural da mulher por um artificial, os anticoncepcionais fazem com que os ovários parem de liberar os óvulos, tornando impossível a ovulação e a gravidez. O muco cervical torna-se mais viscoso e dificulta a passagem de espermatozoides. E o revestimento uterino fica mais incompleto, estreito e dificulta a fixação do ovo fecundado na parede do útero.

O anticoncepcional evita a gravidez em quase 100% dos casos se for usado de forma correta, ou seja, todos os dias no mesmo horário. Também permite a regularização da menstruação que se torna menos abundante e menos dolorosa.

Alguns cuidados devem ser tomados quando se decide sobre a utilização de anticoncepcionais. Fatores como o aumento do risco de trombose devem ser considerados. Fumantes acima de 35 anos ou com histórico familiar de trombose devem ser bem orientadas pelo profissional quanto aos possíveis riscos.

É recomendado realizar uma consulta com um médico ginecologista para o mesmo indicar o tipo de anticoncepcional ideal para você. É importante lembrar também que a queda capilar possui diversas causas como genética, condições do couro cabeludo, nutricionais ou medicamentos. Por isso que é importante consultar um profissional para saber se a causa é mesmo a relação entre anticoncepcionais e calvície.

O que é calvície?

Também conhecida como alopecia, a calvície é caracterizada pela queda parcial ou total dos cabelos e pode até mesmo atingir outras áreas do corpo que possuem pelos. A queda capilar atinge tanto homens quanto mulheres e possui diversas causas. Também há relação entre anticoncepcionais e calvície que pode ser chamada de calvície feminina e também o segundo tipo de queda chamado de eflúvio telógeno.

A relação entre anticoncepcionais e calvície feminina é quando ocorre também o afinamento do cabelo além da queda capilar. Já no eflúvio telógeno ocorre a queda capilar intensa cerca de três meses após a parada de um anticoncepcional, pois durante a utilização o estrógeno, ele prolonga a fase de crescimento dos fios. A partir do momento em que o estrógeno é descontinuado, logo o estímulo cessa e o ciclo capilar volta ao normal e ocorre a queda.

Normalmente as pessoas perdem cerca de 50 a 100 fios capilares diariamente que são substituídos por outro no mesmo folículo dando inicio a um novo ciclo. Mas, com o avanço de idade, principalmente na velhice, o crescimento dos fios tende a ficar mais lento podendo até mesmo parar, o que acaba causando a calvície.

Qual a relação entre anticoncepcionais e calvície?

A calvície afeta cerca de 50% de mulheres ao longo da vida e é uma doença crônica progressiva, já que a perda capilar se acentua cada vez mais deixando até mesmo o couro cabeludo aparente. A relação entre anticoncepcionais e calvície que existe é que o anticoncepcional desregula os níveis hormonais do corpo. Sempre que ocorre a dificuldade do organismo em nivelar as taxas de hormônios, um dos sintomas apresentados é a queda dos cabelos.

Outro fator da relação entre anticoncepcionais e calvície é a possibilidade que o anticoncepcional apresenta de modificar condições corporais assim como a oleosidade no couro cabeludo, e nesses casos é preciso consultar um médico endocrinologista ou ginecologista para substituir a fórmula e a marca do anticoncepcional para ajudar a diminuir o problema.

As progesteronas de efeito leve são consideradas como antiandrógenos, ou seja, possuem maior potencial de reduzir os efeitos masculinos. São as mais indicadas para o tratamento do problema como a relação entre anticoncepcionais e calvície. Apesar de ter maior probabilidade a se privilegiar alguns componentes e dosagens, deve-se consultar um médico ginecologista para orientar sobre o seu uso. Segurança é fundamental, sempre!

Gostou do artigo sobre a relação entre a calvície e os anticoncepcionais? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o nosso blog. Sempre o que há de mais completo no universo de calvície e perda capilar você vê aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close