Excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície?

Você sabe o que são vitaminas e minerais? Sabe se o excesso deles pode causar a queda capilar? Nesse artigo falaremos tudo sobre se o excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície.

Excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície

Vitaminas e minerais

As vitaminas são essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo. Funcionando em conjunto com os sais minerais, elas protegem as células, deixam os dentes e os ossos mais fortes e a pele mais saudável.

Possui ainda um papel fundamental na pressão sanguínea, sistema imunológico, funcionamento do coração, na recuperação de ferimentos, no equilíbrio dos fluídos, entre outros. As principais vitaminas e minerais são, respectivamente: vitamina A, vitamina C, vitamina D, vitamina E, vitamina K, vitaminas do complexo B, fósforo, iodo, cálcio, ferro, sódio, fibras, potássio e magnésio.

As vitaminas do complexo B são importantes para o bom funcionamento do nosso corpo e trazem benefícios para a saúde dos cabelos fortalecendo os folículos capilares. A vitamina C atua na circulação do couro cabeludo e auxilia no crescimento dos fios. A vitamina A atua diretamente no couro cabeludo controlando a produção sebácea e melhora a elasticidade dos fios. A vitamina E ajuda a aumentar a microcirculação, potencializando a atuação dos nutrientes. A vitamina D estimula o folículo piloso e as células que formam o eixo capilar.

Você já deve ter ouvido falar sobre os minerais, certo? Entre os quais se incluem:  cálcio, ferro, fósforo, potássio, cloro, cobre, zinco, enxofre, selênio, manganês, flúor e magnésio.

Enfim, eles são substancias que compõem 4% do corpo humano e interferem diretamente em diversos pontos do funcionamento de nosso organismo, ou seja, por consequência, da nossa vida.

Mesmo que os minerais sejam produzidos em pequenas quantidades em nosso organismo, exercem várias atividades do nosso corpo. Tanto que os fatores que dificultam ou facilitam a sua absorção e uso são chamados de interferentes da biodisponibilidade.

Os minerais são fundamentais para a manutenção dos tecidos do corpo humano, assim como o sistema músculo-esquelético, compõe vários sistemas enzimáticos garantindo funções vitais e ainda auxilia na manutenção do sistema nervoso central.

Com a falta de minerais, ocorrem: anemia, alterações musculares e ósseas, dificuldade de destoxificação, entre outras doenças.

O excesso de ingestão de minerais também pode causar problemas.

Além de que o excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície,  também pode causar:

  • Vitamina A: vômitos, alterações cutâneas (descamação, ressecamento, coceira e tom amarelado), visão borrada e sonolência;
  • Selênio: fraqueza, cansaço, unhas frágeis e problemas gastrointestinais;
  • Ferro: dor articular, cansaço crônico, diabetes, arritmias, irregularidade menstrual, cólica abdominal, alterações da cor da pele e perda de libido;
  • Zinco: cefaleia e problemas gastrointestinais.

É extremamente importante lembrar que nem todas as vitaminas geram a hipervitaminose (o excesso de vitaminas). Assim como a vitamina K que, quando em altas doses, não apresenta toxicidade, vitamina C que também não possui efeitos tóxicos, quando administrada em tratamento de doenças graves.
Contudo, em pessoas saudáveis, a superdosagem pode causar um efeito laxativo forte.

Calvície

A calvície é conhecida como alopecia que é caracterizada pela queda de cabelo parcial ou definitiva e até mesmo de pelos em qualquer área pilosa do corpo. É normal perder cabelos, e por dia perdemos cerca de 50 a 100 fios.

Com o avanço da idade, os nossos fios de cabelo acabam ficando mais finos, podendo até mesmo parar de crescer. A calvície pode afetar tanto os homens quanto as mulheres de qualquer idade.

Há diversos tipos de calvície que são causados por determinados tipos de problemas e alguns podem ser até mesmo irreversíveis, caso não seja feito tratamento adequado.

Se essa queda capilar for densa é preciso consultar um dermatologista para realizar um diagnóstico e assim orientar sobre um tratamento adequado. Lembrando que a calvície não tem cura, mas tem diversos tratamentos eficientes. Será que o excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície? É o que veremos a seguir!

Excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície?

Mesmo sendo nutrientes vitais para o cabelo, o excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície. Baseados nos fatos de que as vitaminas são boas para a saúde do nosso organismo e na ansiedade de adquirir os melhores resultados, diversas pessoas optam pela automedicação com suplementos alimentares ou polivitamínicos.

Esses aportes junto a dietas inadequadas podem predispor a uma situação de risco para o desenvolvimento de quadros de excesso de vitaminas e minerais. Por se tratar de procedimentos que levam períodos longos para se tornarem evidentes, diversas vezes o excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície, sendo esse o seu primeiro sintoma.

Por isso, é muito importante consultar um profissional da área de nutrição e um médico assim que notar os primeiros sinais de problemas capilares em vez de se automedicar, até porque até mesmo a automedicação causa a queda, assim como o excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície.

Gostou do artigo sobre se o excesso de vitaminas e minerais pode causar calvície? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close