Laser para tratamento de calvície: realmente funciona?

Muitas pessoas sofrem com a calvície. Isso ocorre em ambos os gêneros – embora a larga maioria seja de homens acometidos pelo problema. O fato é que, por conta da alta ocorrência, a calvície é foco de várias estratégias, que visam minimizar o quadro, ou até superá-lo. No post de hoje, vamos falar de laserterapia? Laser para tratamento de calvície: realmente funciona?

Laser para tratamento de calvície realmente funciona

Entendendo laserterapia.

Da abreviação da língua inglesa, Ligth Amplification by Stimulated Emission of Radiation, ou simplesmente laser, refere-se a uma luz que emite radiação diferente da luz comum.

Cada vez mais usado na medicina, por proporcionar resultados mais eficazes e sem lesões nas áreas aplicadas ou por ser menos invasivo que os procedimentos convencionais, o laser também é usado tanto em cirurgias simples como pterígio (cirurgia de carne crescida nos olhos), como em procedimentos simples, como remoção de tatuagens. Da mesma maneira, foram desenvolvidas técnicas para usar laser no tratamento de calvície.

Histórico do laser

A descoberta do laser se deu em 1960, com enorme interesse em usar suas propriedades e seus benefícios para diferentes tratamentos. A partir daí, testes foram feitos com o intuito de se descobrir o que isso traria de bom para a medicina.

Até o final da década citada, o físico Endre Mester comprovou que seria possível estimular o crescimento capilar utilizando laser. Então, o processo ficou conhecido como fotoestimulação ou fotobioestimulação e, assim, abriu novos horizontes para a medicina.

Laser com baixa potência

Os aparelhos com capacidade de emitir laser com baixa potência emitem, em sua maioria, luz vermelha ou próxima ao infravermelho. As propriedades biológicas dependem das características físicas de cada luz emitida.

  • Vermelha: é a mais fraca delas e pode penetrar na pele de maneira mais superficial, entre 2 e 3 mm. Sua potência de onda é de 600 a 700 nm;
  • Infravermelho: trata-se do mais potente feixe de luz, com a potência de onda entre 800 e 1200 nm. A ação na pele é mais profunda, entre 5 a 10 mm.

No tratamento de calvície é necessário que penetre na pele em profundidade de até 4,16 mm.

Fotobiomodulação

Já sabemos que laser com baixa intensidade produz ótimos resultados, uma vez que estimula a atividade celular. É exatamente disso que trata o conceito da fotobiomodulação. Laser  também ajuda na reparação e na regeneração tecidual. Consequentemente, o estímulo local faz com que possa ser um estimulante contra calvície.

Como funciona o laser no tratamento da calvície?

Como um estimulante no crescimento e engrossamento da espessura dos fios existentes (o laser não tem efeito onde não nasce mais pelo).

Cientificamente não se sabe exatamente como se dá o crescimento dos fios pelo uso do laser, ou seja, não se tem informações específicas do que acontece no organismo para que o crescimento seja estimulado. A seguir, vejamos algumas teorias de como isso ocorre.

Produção de energia

No que diz respeito ao laser para tratamento de calvície, o laser aumenta a irrigação ou a respiração das células, fazendo com que ganhem mais energia para produzirem fios mais fortes e ainda cresçam mais saudáveis.

Essa teoria teve como tese os estudos científicos com culturas de células. Mostraram que, ao penetrar na pele, o laser com sua energia estimula a produção da adenosina trifosfato (ATP), molécula responsável pela transferência de energia de uma célula para outra. Então, com o aumento dessa energia transportada, é possível desencadear o aumento da densidade capilar.

Irrigação sanguínea

Outra teoria do laser para tratamento da calvície é o aumentar ou melhora na irrigação sanguínea do couro cabeludo. O laser induz a liberação do óxido nítrico, substância capaz de dilatar os vasos sanguíneos. Portanto, seu aumento melhora o fluxo dos folículos capilares.

Laser no uso doméstico

Diversos aparelhos de laser para tratamento de calvície foram desenvolvidos para que qualquer pessoa pudesse fazer uso em casa. O primeiro aparelho masculino surgiu em 2007 e o feminino, em 2011.

São diversos modelos, formatos e marcas de escova, e é possível usar até três vezes por semana, de 8 a 15 minutos por dia.

E então, o uso do laser no tratamento de calvície funciona?

Sim. Já foi comprovado cientificamente que o uso de laser para tratamento capilar se dá de forma satisfatória. Além de estimular o crescimento capilar, o laser também pode ser usado no tratamento pós-transplante capilar, uma vez que ajuda na cicatrização e estimula os novos folículos a crescerem mais rápido, fortes e saudáveis.

Obrigado por ler este post sobre “Laser para tratamento de calvície: realmente funciona?”. Deixem seu comentários/sua pergunta que responderemos na sequência. Até a próxima postagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close