Tricopigmentação: vale a pena?

Uma parte considerável de homens vem expondo sofrimento em relação à queda capilar, porque tende a evoluir para quadros de calvície. Sabemos também que esse problema mexe diretamente com a autoestima das pessoas, especialmente entre os homens.

O que sabemos é que inúmeros fatores levam ao aparecimento da calvície. Para solucionar a queda aguda de fios, muitas vezes, um tratamento não parece ser tão eficaz e se faz necessária uma alternativa para quem deseja disfarçar as falhas de cabelo. Hoje, falaremos sobre a tricopigmentação, uma dessas alternativas.

Assim, existem várias formas de você resolver esse problema ou pelo menos amenizar e deixar a estética dos fios ou couro cabeludo, da área afetada, melhor ou com a aparência mais natural e harmônica. Um dessas técnicas mais usadas hoje em dia é a micropigmentação ou a tricopigmentação. Bom, é sobre essa técnica que vamos falar no nosso texto de hoje.

Tricopigmentação: vale a pena?

A queda de cabelo e a autoestima

Observamos que certo problema de queda de cabelo pode sim afetar pessoas de qualquer classe social.

 O grande obstáculo se chama calvície, seja permanente ou não; afinal,ambas as causam efeitos maléficos até mesmo no equilíbrio psicológico de algumas pessoas.

A baixa autoestima relacionada à calvície é um problema que está sendo cada vez mais observado. Podendo evoluir, dependendo da particularidade de cada um, para uma depressão.

Os cabelos estão sempre evidência, principalmente quando se trata de estética. Hoje em dia, quem não quer ter o corte da moda, não é mesmo? Mas nem sempre todos podem tê-lo, justamente por não apresentar densidade capilar para isso.

O que se pode pensar disso tudo é que cada vez mais a sociedade investe pesado para que as pessoas cuidem de suas aparências, de maneira que venham a se sentir mais confiantes. Caso alguém não tenha as características que estão sendo apresentadas na mídia em geral como “moda do momento”, as pessoas tendem a se sentirem um peixe foda d’água.

Procedimentos alternativos

Hoje, existem vários tipos de procedimentos que prometem reverter ou até mesmo dar aquela maquiada em algum defeito deixado por conta da queda de cabelo ou nos casos mais graves, como a calvície permanente.

Contudo, mesmo com o avanço da medicina e dos tratamentos para a calvície, ainda não é possível que estes tragam de volta a vida os bulbos que já não produzem mais fios.

Todos os tratamentos podem ser eficazes até certo ponto, por exemplo: os tratamentos podem até deixar os cabelos que ainda existem mais volumosos, ajudam até mesmo no crescimento dos fios, ajudam também a nutrir melhor os cabelos, Porém, como já dito acima, torna-se ineficaz quando determinada área do couro cabeludo não produz mais fios, sendo necessária outra intervenção.

E as intervenções, diferentes da tricopigmentação, podem ser a alternativa mais procurada entre as pessoas que desejam adquirir uma estética melhor para os fios. Pensando nisso, separamos seis formas eficientes de reduzir a aparência rarefeita do cabelo:

  1. Peruca: usada desde a época dos egípcios e até os dias de hoje torna-se a alternativa mais fácil de ser usada para pessoas que desejam mudar seu visual com praticidade, embora envolvam altocusto;
  2. Alongamento capilar: esse procedimento é muito procurado por mulheres que têm cabelos muito finos ou que foram se afinando com o tempo, porém, antes de resolver usar esse tipo de mechas nos cabelos, é necessário procurar um profissional da área, pois como as mechas são presas nos fios já existentes, elas podem piorar a queda de cabelo;
  3. Maquiagem capilar: usada mais pelos homens, trata-se de um pó que, ajustado à cor do cabelo, é aplicado sobre a área calva, dando uma aparência de cabelos com fios mais grossos;
  4. Penteados: variados, que ajudam a disfarçar aquela falha de cabelo indesejada;
  5. Mudança de cores dos fios: também pode ser um alternativa inteligente, porém deve-
    -se observar que cores escuras tendem a deixar mais evidentes entradas ou falhas na cabeça. A ideia é que se utilize cores claras ou até mesmo de luzes para deixar mais disfarçado;
  6. Acessórios: como lenços, bonés, gorros etc. Contudo é importante se ter cuidado e não abafar o couro capilar por longos períodos. Caso contrário, o quadro poderá ser agravado, com surgimento de caspa seborreia etc.

Tricopigmentação ou micropigmentação

A técnica da trigopigmentação é feita por meio de microagulhas da qual o profissional faz uso na área que se deseja aplicar.

Esse procedimento chamado tricopigmentação serve para disfarçar as áreas calvas, como as famosas entradas. A ideia da utilização da tricopigmentação é deixar a área com a aparência de cabelo raspado. Os pequenos pontos desenhados com a agulha se mantêm na pele como uma tatuagem e dão uma aparência melhor para o couro cabeludo.

Também disfarça cicatrizes causadas por cirurgias e traumas. Esse tratamento traz de volta a sensação de ter cabelo e eleva a autoestima do paciente.

Mas o relevante é que você procure um profissional com experiência na área capilar para realizar este procedimento. Isso é o melhor a se fazer, pois quando mal feito, o procedimento pode proporcionar aparência explicita de “tatuagem” nos lugares da aplicação, pois com o tempo, os pontos desenhados tendem a “abrir” dando uma aparência menos natural.

Muito obrigado por ler este texto, no qual apresentamos um procedimento alternativo para quem deseja disfarçar calvície: “tricopigmentação: vale a pena?”. Deixe sua pergunta para nossos profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close