Como suas emoções podem afetar cabelos

Dentre os aspectos imprescindíveis e já conhecidos para garantir a saúde dos fios de cabelos, encontramos a importância de uma alimentação de qualidade; a devida higiene capilar; o cuidado com o uso de químicas nos cabelos; entre outros.

Mas você sabia que as suas emoções podem afetar cabelos de modo significativo, provocando o branqueamento dos fios mais rapidamente e até mesmo a queda deles, seja definitiva ou por um período de tempo?

Se você ficou curioso e deseja saber mais sobre como as emoções podem afetar cabelos, este artigo foi feito para você.

Nele, abordaremos alguns detalhes sobre como as emoções podem afetar cabelos, além de introduzir alguns quadros clínicos provocados pela sobrecarga emocional. Boa leitura!

Como suas emoções podem afetar cabelos

A influência de episódios estressantes ou de tensão para a saúde capilar

Para entender como as emoções podem afetar cabelos, é necessário compreender o ciclo de vida dos fios.

Os fios nascem nos folículos pilosos, uma estrutura complexa localizada na camada mais profunda da pele (hipoderme). Cada folículo piloso possui a capacidade para produção e manutenção de fios de cabelos.

Em casos contínuos e extremos de sobrecarga emocional, pode ocorrer a perda definitiva de todos os fios de cabelos.

Isso ocorre, pois essa sobrecarga emocional produz altas taxas de cortisol no organismo, que provoca a queda de fios, uma vez que os nutrientes antes destinados aos fios são direcionados a outras funções.

Já em casos menos graves, costuma observar-se a perda temporária dos fios. Em alguns casos, os cabelos voltam a crescer dentro de 3 a 6 meses e não é necessário tratamento clínico.

Outro modo pelo qual suas emoções podem afetar cabelos manifesta-se por meio do embranquecimento dos fios.

É claro que a tendência natural dos cabelos é perder sua cor, uma vez que os folículos pilosos sofrem a redução gradativa da função do melanócito, responsável pela produção de melanina.

Entretanto, observa-se que episódios estressantes são capazes de acelerar o embranquecimento dos fios, inclusive de modo bastante rápido.

Nesses episódios, o que ocorre é uma ação acelerada da noradrenalina, que esgota o depósito de células responsáveis por tingir os fios de cabelos.

Quais são os quadros clínicos, relacionados aos cabelos, causados por sobrecarga emocional?

Na literatura médica, verifica-se a ocorrência de três quadros clínicos decorrentes da sobrecarga emocional e que ilustram como, em casos mais extremos, as emoções podem afetar cabelos. São eles:

  • Alopecia areata;
  • Eflúvio telógeno; e
  • Tricotilomania.

A alopecia areata é um dos tipos de calvície e ocorre quando o próprio sistema imunológico passa a atacar os folículos pilosos. Geralmente, ocorre após episódios altamente estressantes.

Já o eflúvio telógeno é o nome dado a uma condição que provoca temporariamente a perda dos fios.

Pode ocorrer após momentos de sobrecarga emocional, entretanto também pode ser provocado após a submissão do indivíduo a tratamentos e procedimentos cirúrgicos complexos, o uso de certas medicações, entre outros.

Na maior parte dos casos de eflúvio telógeno, o cabelo volta a crescer sem a necessidade de tratamento por volta de 3 a 6 meses a partir de sua manifestação.

A , por sua vez, é um transtorno psiquiátrico que se difere das outras mencionadas anteriormente, ao passo que a queda do fio é provocada pelo próprio indivíduo, que, para lidar com o estresse, adquire e cultiva o hábito de arrancar o próprio cabelo.

Nesses casos, o ato de arrancar os cabelos pode vir acompanhado de certos comportamentos ou rituais relacionados aos fios.

Assim, pode ocorrer a escolha de um tipo de fio em especial para arrancar; decidir por arrancar os fios de um modo específico; morder os fios arrancados, engoli-los; entre outros.

E como não permitir que as emoções afetem a saúde capilar?

Como mencionamos, as emoções podem afetar cabelos principalmente em quadros mais intensos de estresse ou tensão.

A tricoscopia é o exame das propriedades e características dos fios e do couro cabeludo. Realizado por um profissional médico dermatologista, pode ser essencial para a obtenção de uma compreensão mais acurada sobre seu quadro.

Para além do acompanhamento junto a um médico dermatologista, a psicoterapia revela-se como uma importante aliada nos tratamentos de casos mais graves de sobrecarga emocional.

Vale a pena trazer que, mesmo sem efeitos nos cabelos, quadros de estresse e tensão podem causar prejuízos significativos em outras esferas da sua vida: trabalho, família, relações, entre outro.

Portanto, fique atento aos seus níveis de estresse e mantenha hábitos saudáveis, que sirvam para lidar melhor com seu contexto atual de vida, como atividades terapêuticas ou até mesmo psicoterapia.

Conclusão sobre como suas emoções podem afetar cabelos

Neste artigo, abordamos as principais informações sobre como as emoções podem afetar cabelos, muitas vezes provocando quadros que merecem atenção redobrada.

Esperamos que tenham gostado de nosso artigo e aprendido sobre como as emoções podem afetar cabelos. Caso tenha restado qualquer dúvida, deixe seu comentário para nosso time de especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close