Principais tratamentos avançados contra calvície: LED ou laser de baixa potência

Quando falamos de produtos e tratamentos disponíveis no mercado para o tratamento de quadros de calvície, encontramos desde técnicas mais simples, como a maquiagem capilar, até tratamentos mais avançados, como transplantes e a eletroestimulação.

Dentre os tratamentos avançados contra calvície, a aplicação do laser de baixa potência (também conhecido como LED) se apresenta como uma alternativa inovadora e bastante potente para o tratamento de alguns casos de calvície e de outros quadros clínicos capilares.

Se você se interessou e quer saber mais sobre a ação do laser de baixa potência, este artigo foi feito para você.

Nele, você aprenderá como funciona o tratamento de LED contra a calvície, em quais casos sua aplicação é mais indicada e em quanto tempo é possível perceber os primeiros resultados, além de demais informações importantes sobre esse tratamento. Boa leitura!

Principais tratamentos avançados contra calvície: LED ou laser de baixa potência

Tratamentos avançados contra calvície: o que é o laser de baixa potência?

O laser de baixa potência, ou LED, popularmente utilizado nas áreas da odontologia, enfermagem e fisioterapia, tem sido amplamente utilizado também para o tratamento capilar de certas condições.

Trata-se de um laser gerador de energia capaz de estimular a circulação sanguínea, provocando o aumento da vasodilatação e favorecendo a irrigação de nutrientes aos folículos capilares.

Além do significativo aumento na taxa de nutrientes, há também aumento nas taxas de oxigênio e a eliminação de agentes catabólicos, o que promove uma ação anti-inflamatória.

Como funciona o laser de baixa potência?

A partir de sua aplicação, é estimulada a produção de ATP e AMP cíclico pela mitocôndria. Mas o que são ATP e AMP?

  • ATP: adenosina trifosfato. Trata-se da principal forma de energia química e fornece energia livre para que as células devidamente realizem suas atividades;
  • AMP cíclico: adenosina monofosfato. É um agente regulador da atividade celular.

O estímulo à produção dessas moléculas é especialmente importante, pois exercem diversas ações benéficas à saúde capilar, como:

  • Redução do estresse oxidativo;
  • Facilitação da oxigenação nas células presentes nos folículos capilares;
  • Eliminação de radicais livres.

Nesse sentido, os folículos passam a funcionar melhor, consequentemente interrompendo a queda dos fios e promovendo a recuperação dos cabelos afetados pela calvície.

Indicações para o tratamento com LED

Os estudos acerca da aplicação do laser de baixa potência no campo estético e capilar seguem buscando identificar as populações mais suscetíveis aos efeitos do tratamento.

Estudos brasileiros realizados com homens, entre 25 e 35 anos, que apresentam quadro de calvície hereditária (alopecia androgenética) mostram que a ação do laser de baixa potência produz os seguintes resultados:

  • Devolve aos folículos pilosos a capacidade de produzir fios;
  • Retarda a progressão da queda, dependendo do período de tratamento;
  • Melhora a estrutura dos fios em termos de força, resistência e espessura.

Os voluntários submetidos a esse estudo não apresentaram efeitos colaterais, evidenciando o tratamento como um procedimento que, apesar de complexo, não apresenta riscos.

Desse modo, o tratamento com LED é indicado para os seguintes casos:

  • Calvície hereditária (alopecia androgenética) masculina e feminina em graus iniciais ou intermediário;
  • Eflúvio telógeno agudo;
  • Dermatite seborreica (caspa).

Infelizmente, o LED não é indicado para casos mais avançados de calvície, uma vez que o laser atua somente nas raízes que ainda estão vivas.

Quanto tempo dura o tratamento com LED e quando os resultados podem ser observados?

A principal sugestão de aplicação do laser de baixa penetração para o tratamento de condições capilares propõe a aplicação do LED por 3 vezes na semana, durante 15 minutos, entre 3 a 6 meses.

Apesar de se configurar como um dos tratamentos avançados contra calvície, o tratamento com LED é indolor, não é tóxico nem invasivo.

Os primeiros resultados podem ser observados após as primeiras aplicações, com resultados finais em até seis meses.

Outras informações sobre o laser de baixa penetração

Embora tão somente a aplicação do LED garanta bons resultados, o tratamento torna-se ainda mais potente se aliado a bons produtos cosméticos.

É importante que os produtos sejam utilizados de acordo com as reais necessidades e particularidades de seus fios, de modo que complementem o tratamento iniciado pela aplicação do laser de baixa penetração.

O enxágue dos fios, junto do uso de xampu e condicionador, é essencial para garantir a devida higienização dos fios, assim como a correta secagem dos cabelos.

Principais tratamentos avançados contra calvície: LED ou laser de baixa potência

Neste artigo, abordamos um dos principais tratamentos avançados contra calvície: a aplicação do laser de baixa potência, também conhecido como LED.

Trata-se de um procedimento complexo, indolor, sem efeitos colaterais, capaz de reativar os folículos capilares que ainda permanecem ativos, porém com baixo funcionamento.

Embora seja considerado um dos tratamentos avançados contra calvície, não é considerado invasivo e resultados finais podem ser observados em até seis meses.

Esperamos que tenham gostado e aprendido com nosso artigo. Caso tenha restado qualquer dúvida ou sugestão, não esqueça de nos deixar seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close