Dor no couro cabeludo: 5 formas de prevenção

O couro cabeludo é composto de vasos, que fazem a circulação do sangue e leva nutrição e ar a toda a região, promovendo crescimento saudável dos cabelos. Essa parte de nossa cabeça precisa ser bem cuidada para não afetar a saúde de cabelos e a proteção de nosso cérebro.

Altamente vascularizada, é sensível como qualquer outra parte do corpo e também sente dores. Existem determinados cuidados para que isso não aconteça com frequência, pois prejudica a saúde dos cabelos. Além disso, dor no couro cabeludo pode indicar outros problemas que não estão ligados somente à cabeça.

Segundo dermatologistas, esse incômodo na região da cabeça é causado por inúmeros problemas. Eles podem ser exteriores ou interiores, por isso é indicado a procura de um médico especializado caso isso persista por muito tempo. Porém, há algumas dicas para identificar as causas da dor no couro cabeludo.

Dor no couro cabeludo: 5 formas de prevenção

Relação do couro cabeludo e o cabelo

Antes de encontrar a causa para a dor no couro cabeludo, precisamos entender que ele é a “casa” do cabelo. É a partir dele, que os fios nascem, crescem e, consequentemente, caem. Tudo que afeta as madeixas, de alguma forma afetará essa parte da cabeça.

Ou seja, alguns fatores que prejudicam os fios podem ser os causadores das dores na cabeça. É necessária a busca pelos sintomas e pelo cuidado para não gerar esse incômodo. Veja, a seguir, cinco formas de prevenção de dor no couro cabeludo e como evitar.

1.     Queda capilar

A queda capilar é uma das causadoras das dores na região do couro cabeludo. Pessoas que sofrem de perda de fios constante ou alopecia tem mais tendência a ter esse transtorno e a sentir incômodos na região.

Para evitar esse problema, utilize produtos indicados para queda capilar. Existem xampus, condicionadores, entre outros cosméticos, que auxiliam nesse tratamento. Se for o caso, busque pela ajuda de um médico especialista para tratar desse distúrbio que, assim, a dor no couro cabeludo provavelmente irá diminuir.

2.     Excesso de oleosidade

O excesso de oleosidade está ligado indiretamente com a dor no couro cabeludo. Quem tem o cabelo muito oleoso, tem a raiz com problemas de caspa, e ela apresenta duas formas: a menos agressiva, que é a caspa normal, e a dermatite seborreica, que necessita de um constante tratamento com apenas algumas pausas. Infelizmente, não tem cura.

Ela causa dores para a região da cabeça porque gera coceiras e inflamações, ou seja, a pessoa que está com esse transtorno sente muita inquietação e pode até se machucar ao coçar a área. A busca por um dermatologista para tratar da caspa e a utilização de produtos específicos para o problema são indicados.

3.     Ressecamento dos fios

Em contrapartida ao item anterior, quanto à oleosidade já sabemos que ela causa dor no couro cabeludo. Porém, o ressecamento também pode gerar esse problema devido a falta de nutrientes e a possível descamação de toda a região. Isso leva a ardência, coceira e uma possível inflamação de difícil tratamento.

Para evitar que isso ocorra, invista em produtos hidratantes, mesmo que seu cabelo seja oleoso. Isso faz que os nutrientes do couro cabeludo sejam recompostos e a água e o pH da região esteja sempre de acordo com o que é recomendado, ou seja, o incômodo será menor ou inexistente.

4.     Procedimentos químicos

Com a tendência de transformar os cabelos e mantê-los lisos por bastante tempo, as pessoas estão recorrendo ao uso de produtos químicos fortíssimos, que modificam a consistência do fio. Pela tração feita no cabelo e a composição das químicas, é possível que haja dor durante e após os procedimentos.

Ao utilizar esses produtos, busque saber se eles são permitidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Tome os devidos cuidados, como hidratação do fio e recomposição de todos os nutrientes perdidos, a fim de deixá-los com essa nova forma. A dor no couro cabeludo advém da falta disso, pois afeta a saúde capilar.

5.     Uso de secador e chapinha

O último, mas não menos importante, é o uso excessivo do secador e da chapinha. Como já dito no item anterior, a tração feita no fio muda a consistência do cabelo e o deixa com outra forma. Isso é um desejo de muitas pessoas atualmente, mas pela força exercida no cabelo, pode causar dor no couro cabeludo.

Evite utilizar sempre essas ferramentas para alisar o cabelo. O costume com o fio natural é a melhor forma, porque, além de aliviar essa parte do corpo de toda a tensão feita pela chapinha e pelo secador, diminui a tendência de sentir incômodos e dores nessa região da cabeça. Excelente, não é verdade?

Gostou do nosso texto com um dos principais temas para quem se preocupa com a saúde dos seus cabelos? Já passou por alguma dessas situações de dor no couro cabeludo? Deixe seu comentário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close