Como lidar com queda de cabelos após cirurgia

Você já fez alguma cirurgia e depois dela notou queda capilar e não sabe como lidar com isso? Nesse artigo falaremos tudo sobre a estrutura dos nossos fios capilares e como lidar com queda de cabelos após cirurgia.

A estrutura dos fios capilares

Como lidar com queda de cabelos após cirurgia

Os nossos fios capilares são compostos por três partes que são chamadas de:

  • Cutícula: parte externa dos fios que conseguimos ver. A principal função da cutícula é proteger as camadas internas dos fios e ela é responsável pela textura e brilho do cabelo. Essa parte do fio sofre com as agressões externas do dia a dia,com as tinturas, escovas progressivas, secador, babyliss, chapinha, poluição, sol, umidade, água do mar, entre outras. Quando em excesso, os agressores externos são capazes de remover a camada protetora de gordura da cutícula afetando assim até as camadas internas dos fios deixando-os porosos e sem vida;
  • Córtex: parte interna do fio que aparece logo embaixo da cutícula capilar e é conhecida como “coração do cabelo”, além disso, ela representa cerca de 90% do fio e é responsável pela sua espessura e seu volume. Essa camada é constituída por queratina e grânulos de melina, pigmentos que definem o tom do cabelo. O córtex também é responsável pelas funções mecânicas dos fios capilares, assim como a permeabilidade, elasticidade e resistência. Assim, vale dizer é que o córtex é responsável por estabelecer o formato dos fios, isto é, que sejam lisos, anelados ou étnicos. Da mesma forma que a cutícula, o córtex também sofre com os agentes externos causadores de danos que rompem a barreira de proteção e a atingem, retirando toda a capacidade do córtex de manter a umidade dos fios, deixando-os mais frágeis e ressecados;
  • Medula: parte central do fio que fica sob a cutícula e o córtex. Não se sabe ainda qual é a sua principal função, porém pesquisadores acreditam que a medula surge apenas em cabelos brancos. Alguns estudos apontam uma possível função da medula que está relacionada ao primeiro momento da fase de germinação do fio.

Queda de cabelos após cirurgia

É normal a queda de cabelos após cirurgia,quando fios podem ser vistos em maior quantidade na escova ou no travesseiro. Os fios capilares podem até parecer mais finos e ralos, mas não há falhas grandes no couro cabeludo. Infelizmente todo tipo de cirurgia envolve algum estresse, sendo essencial tentar minimizá-lo o quanto antes.

Há diversos motivos que levam a queda de cabelos após cirurgia, entre eles está o eflúvio telógeno, uma condição que ocorre por conta do estresse físico de uma operação ou momentos de trauma durante a vida. Quando algum trauma muito significativo ocorre, é normal que o sistema altere funções de nosso organismo e dê prioridade para as partes mais importantes do corpo, e a saúde dos folículos capilares não está entre elas.

É normal que nesse momento as raízes que estavam vivas durante a cirurgia deixem de receber nutrientes. Logo, elas acabam entrando em um estágio no qual decaem e os fios caem tudo ao mesmo tempo. A maneira que os fios caem varia de pessoa para pessoa. Para alguns, há uma queda que acontece em todo o couro cabeludo, enquanto outras pessoas sofrem com a queda apenas em algumas áreas dele.

Como lidar com queda de cabelos após cirurgia?

Não se sabe qual o mecanismo que define se o eflúvio telogena causará problemas como a queda de cabelos após cirurgia. Por isso, não há práticas que podem garantir se você sofrerá dessa condição futuramente. A melhor dica é manter em mente que a queda de cabelos após cirurgia é algo comum e que não há motivos para se preocupar.

Embora possa parecer assustador sofrer queda de cabelos após cirurgia, é preciso levar em consideração que esse não é o começo de uma calvície, nem nada que você precise estar atento em relação à saúde capilar. Nesse caso, o que pode ser feito é favorecer para que os fios capilares voltem a crescer o mais rápido possível, e isso, geralmente, leva entre 6 a 9 meses.

O grande segredo é manter uma boa nutrição para estimular o fluxo sanguíneo no couro cabeludo. É muito importante fornecer boas quantidades de vitaminas e minerais para o seu organismo e uma boa quantidade de ferro em sua alimentação para manter a saúde das hemoglobinas. Também é importante consumir proteínas, pois elas auxiliam na construção da estrutura dos fios capilares.

Também há outros métodos como usar cremes, loções e até mesmo soluções caseiras que estimulam o fluxo sanguíneo do local que ajudam a acelerar todo processo. Outra dica para lidar com a queda capilar após a cirurgia é utilizar óleos essenciais de alecrim, conhecido por seu efeito poderoso para aumentar e estimular a circulação sanguínea local.

Gostou do artigo sobre como lidar com a queda de cabelos após cirurgia? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close