Ovários policísticos e calvície: qual a relação?

Existe relação entre ovários policísticos e calvície? À primeira vista, podemos até pensar que não, entretanto, há, sim, relação entre ambos.

Fica fácil de entender essa relação por que um dos principais fatores que age na perda de cabelo é a alteração hormonal e a síndrome dos ovários policísticos, ou SOP, que causa grandes alterações hormonais que podem, consequentemente, causar ou aumentar a calvície.

E essa alteração hormonal acontece devido à SOP causar o aumento na produção dos hormônios masculinos desregulando, assim, todo o sistema hormonal do corpo, ou seja, existe sim uma relação íntima entre ovários policísticos e calvície.

A síndrome dos ovários policísticos pode atingir mulheres desde a pré-adolescência, por volta dos onze anos, até a menopausa, por volta dos 40 anos. Mas é mais comum de surgir durante a idade fértil feminina e atinge entre 5% e 10% dessa população. Por isso, o tema do texto de hoje é ovários policísticos e calvície: qual a relação? Então, vamos conversar?

Ovários policísticos e calvície: qual a relação?

Ovários policísticos

Não existem estudos conclusivos sobre o que causa a síndrome dos ovários policísticos, mas os sintomas são bem claros:

  • a menstruação se torna irregular;
  • aumento de peso;
  • diabetes;
  • acne;
  • aumento significativo da oleosidade na pele;
  • e, claro, a perda de cabelos.

O que pode parecer estranho, já que, outro sintoma que pode aparecer é o aumento de pelos no corpo, principalmente em áreas como seios, abdome, queixo e boca. Talvez seja por isso que muitas pessoas não associem ovários policísticos e calvície.

Os sintomas específicos da relação entre ovários policísticos e calvície são:

  • os fios se tornando mais finos;
  • sem brilho;
  • muito quebradiços;
  • muitas vezes mudando até a sua textura e o aumento no frizz;
  • e, por fim, o aumento significativo, da queda dos cabelos.

É possível resolver?

Normalmente, se a queda dos cabelos se deve apenas à síndrome dos ovários policísticos, ao equilibrar a desregulamentação hormonal a queda de cabelo deve parar também, entretanto, se fatores genéticos, como pré-disposição à calvície estiverem envolvidos, a SOP pode ser apenas o catalizador que provocou a perda de fios de cabelos mais cedo ou mais rapidamente do que aconteceria caso a síndrome não tivesse surgido.

É preciso esclarecer que a síndrome dos ovários policísticos não tem cura, apenas tem controle que envolve, muitas vezes, uma mudança de estilo de vida, além da intervenção medicamentosa.

E por que uma mudança de estilo de vida? Bem, isso acontece por que, além dos remédios, é necessário adotar uma dieta rigorosa e exercícios físicos como rotina diária para as pessoas acometidas pela SOP. Contudo, apenas um especialista pode indicar o que deverá ser feito para controlar a síndrome e, assim, minimizar os efeitos da relação ovários policísticos e calvície.

A mulher nunca deve deixar de procurar um médico para iniciar o tratamento da síndrome, ainda mais se ela deseja engravidar, pois pode se fazer necessária a indução da ovulação, pois com a menstruação desregulada há também alteração no ciclo ovulatório. Além do que, só um médico, através de exames específicos, poderá dar o diagnóstico correto a respeito da presença e o tratamento da SOP.

Calvície em mulheres

Normalmente, a calvície é associada apenas aos homens, porém mulheres podem, sim, desenvolver a chamada alopecia feminina, embora seja menos frequente de acontecer do que nos homens.

Geralmente, ela ataca apenas mulheres em idades mais avançadas e também não há estudos que apontem o motivo para isso acontecer, mas é um consenso entre os especialistas que a testosterona, hormônio masculino, tem papel fundamental nesse processo, pois é a principal responsável pela queda de cabelos e, pela consequente, dificuldade de crescimento dos fios.

Como minimizar os efeitos da relação ovários policísticos e calvície?

Essa condição não é apenas estética, mas também de saúde, por isso é necessária à intervenção médica. Entretanto, também há soluções cosméticas para minimizar os efeitos psicológicos causados na mulher devido à SOP.

A perda de cabelos para uma mulher pode ter um efeito muito mais devastador do que para um homem, pois os cabelos da mulher estão associados à beleza, juventude e feminilidade, portanto, a queda dos fios pode acarretar numa mudança negativa na forma como a mulher se vê, podendo acarretar em graves consequências, como a depressão, por exemplo.

Pensando nesses efeitos negativos, tanto para as mulheres quanto para os homens, a Jet Hair, uma empresa 100% brasileira, lançou a maquiagem para cabelos que aumenta o volume dos fios através da cobertura dos fios e preenchendo os espaços onde não há cabelos de maneira uniforme. Esse é um produto de qualidade garantida, pois possui aprovação do Ministério da Saúde e da ANVISA.

A maquiagem para cabelos Jet Hair foi desenvolvida para todos os tipos de cabelos e está disponível em diversas cores e tons para que você possa escolher aquela que mais se adequá à cor dos seus cabelos.

Esses foram as principais relações entre ovários policísticos e calvície que abordamos nesse texto. E então, o que achou delas? Tem alguma outra que você conhece? Deixe seu comentário a seguir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close