Intolerância ao glúten e calvície: qual a relação

Quando os nossos fios começam a cair demais, logo ficamos desesperados procurando por possíveis causas, principalmente as relacionadas à alimentação. Nesse momento, há diversas dúvidas como se há alguma relação entre intolerância ao glúten e calvície.

Você sabe o que é intolerância ao glúten? Será que há alguma relação com a queda capilar? Neste texto falaremos tudo sobre a intolerância ao glúten e calvície.

Intolerância ao glúten e calvície: qual a relação

O que é intolerância ao glúten?

É a dificuldade de digerir glúten, uma proteína presente no centeio, trigo e na cevada. Pessoas que são intolerantes ao glúten, sofrem com danos nas paredes do intestino delgado. Isso provoca dores, diarreia, inchaço abdominal e até dificuldade na absorção de nutrientes.

Na doença celíaca também existe a intolerância ao glúten, porém ocorre uma reação do sistema imunológico provocando um quadro mais grave, com dores intensas, inflamação e diarreia com frequência. A intolerância ao glúten dura a vida toda e é preciso retirar completamente o glúten da sua alimentação para os sintomas sumirem.

Os sintomas da intolerância ao glúten podem surgir no bebê assim que é introduzido cereal na sua alimentação. Os sintomas mais comuns são:

  • Irritabilidade;
  • Vômito contínuo;
  • Perda do apetite;
  • Palidez;
  • Emagrecimento sem causa aparente;
  • Dor abdominal;
  • Anemia ferropriva;
  • Abdômen inchado;
  • Redução da massa muscular.

Em alguns casos, a pessoa pode não ter nenhum destes sintomas e mesmo assim a intolerância ao glúten pode ser descoberta após a manifestação de outros sintomas consequentes da doença, como a anemia refratária, esterilidade, baixa estatura, artralgia, prisão de ventre crônica e osteoporose.

As causas da intolerância ao glúten podem ser genéticas, por conta da permeabilidade intestinal alterada ou até mesmo por estes dois fatores juntos. É possível identificar a intolerância ao glúten com exames de fezes, urina, biópsia intestinal e teste sorológico. Estes exames auxiliam no diagnóstico, assim como uma dieta de exclusão do glúten por tempo determinado para verificar se os sintomas desaparecem ou não.

O glúten pode ser substituído por farinha de milho, batata, amido de milho, fubá, mandioca, milho, polvilho, fécula de batata e farinha de mandioca. E é muito importante que o indivíduo siga a dieta de forma correta para evitar as suas complicações.

A calvície

Conhecida também como alopécia, a calvície é caracterizada pela queda parcial ou total dos fios capilares. Normalmente, perdemos cerca de 100 a 120 fios por dia, que são substituídos por outro no mesmo folículo, dando início a um novo ciclo de crescimento. Com o passar dos anos os nossos cabelos ficam mais ralos e finos, o seu crescimento pode até cessar e gerar calvície.

A calvície afeta tanto os homens quanto as mulheres. Há diversos tipos e causas que geram esse problema. E a sua cura, na maioria dos casos, não existe, porém há tratamentos que podem ser feitos com medicamentos indicados por um tricologista ou um dermatologista.

Lembrando que, assim que notar uma queda maior de fios, procure marcar uma consulta com um profissional para que ele possa verificar, diagnosticar o seu caso e indicar o melhor tratamento.

Mas será que há alguma relação entre a intolerância ao glúten e calvície? Veremos a seguir tudo sobre essa questão.

Qual a relação entre a intolerância ao glúten e calvície?

Indivíduos que possuem a doença celíaca evitam o glúten, pois ela leva a uma inflamação do intestino. Além disso, a intolerância se manifesta também com sinais inflamatórios em outras áreas do corpo. E como o processo inflamatório está presente no desenvolvimento da queda capilar, existe a questão se pode ocorrer uma relação entre intolerância ao glúten e calvície.

O que pode ser dito é que não há relação direta entre intolerância ao glúten e calvície. Apesar de serem doenças secundárias as mudanças da resposta imune e inflamatória, não há nada comprovado cientificamente da sua associação. A relação entre a intolerância ao glúten e calvície areata também é questionável.

Também não tem nenhuma comprovação cientifica de que a restrição ao glúten intervém na evolução da calvície em pessoas sem doença celíaca. Portanto, portadores dessa doença também podem desenvolver deficiências nutricionais que acabam por atingir os folículos pilosos, causando a queda que é conhecida por eflúvio telógeno. Ele é caracterizado pela interrupção precoce da produção dos fios, em consequência, a queda capilar.

Há vários fatores associados à alimentação que podem causar danos aos fios capilares. Entre eles, alguns alimentos podem contribuir para a queda e o glúten não é um deles. A dieta é um fator muito importante para a boa saúde dos cabelos e, por isso, é preciso se alimentar de forma correta. E é por isso que é recomendado consultar um profissional para ele lhe indicar a melhor dieta para evitar a queda capilar e fortalecer os seus fios.

Gostou do texto falando sobre a relação entre a intolerância ao glúten e calvície? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Close