Calvície e avanço da idade: qual a relação?

Com o avanço da idade é comum que o nosso corpo sofra algumas alterações internas e externas.

Como um triângulo de acontecimentos, onde uma extremidade de uma das bases é onde iniciamos a vida, ainda bebê, somos frágeis e estamos nos fortalecendo à medida que crescemos. Já o auge da idade é quando nossos ossos, cabelos, unhas, o formato do rosto etc., estão formados e maduros. Logo em seguida vem o que chamamos de terceira idade, juntamente com suas mudanças que vão desde a maneira de pensar à perda de musculatura.

Tudo isso acontece de forma gradativa, o que não é diferente com os nossos cabelos, as mudanças de cor, de textura e até mesmo a calvície que eles sofrem também fazem parte dos acontecimentos a que estamos sujeitos.

Nosso texto de hoje traz à tona os acontecimentos que podem ocorrer com o avanço da idade. Mas, afinal, calvície e avanço da idade estão interligados? É o que vamos descobrir, por isso não deixe de acompanhar.

Calvície e avanço da idade: qual a relação?

Os primeiros sinais da calvície e avanço da idade

A calvície é um problema que não acomete somente os homens. Pois, estudos mostram que 30% da população feminina possui calvície.

Fazendo uma análise geral do quadro de calvície e avanço da idade é possível observar que essa doença pode ser provocada por problemas de saúde. Mesmo que a calvície, de maneira geral, não seja completamente compreendida, pois, mesmo com os estudos realizados sobre esse assunto, ainda há muito a descobrir para tentar explicar o seu surgimento.

Calvície atinge mais o público feminino

Como já mencionado, existem vários motivos pelos quais a calvície pode surgir. Porém, como principais motivos destacam-se as questões genéticas e hormonais.

Na questão genética, também chamada hereditária (aquela que é passada de geração em geração) e de alopecia androgenética, que acomete homens com idades entre 20 a 30 anos, os fios vão perdendo o volume ficando mais finos e suscetíveis de sofrerem queda. E esse processo é influenciado diretamente pelos hormônios.

A testosterona, hormônio masculino que existe no sangue, é convertida pela enzima 5-alfarredutase em outro hormônio mais potente, a di-hidrotestosterona (DHT). Que é o causador real da calvície entre a idade que vai dos 20 aos 30 anos.

O DHT ao atingir a raiz dos cabelos, em pessoas que possuem predisposição à calvície, diminuem a velocidade do crescimento dos fios e os tornam mais finos a cada ano até desaparecerem, principalmente na área frontal e acima da cabeça.

Calvície tardia

A calvície androgenética ocorre na fase jovem, devido ao excesso de testosterona, pois quanto maior for esse nível  em um indivíduo, maior será sua queda de cabelo.

Então, o que causa a queda de cabelo na velhice, já que nessa etapa a idade está avançada e os níveis de testosterona já estão baixos? É exatamente isso o precisamos entender antes de responder essa pergunta.

Andropausa

Andropausa, que afeta homens, é o mesmo que a menopausa que ocorre em mulheres, e acontece entre os 40 a 55 anos. Seus sintomas são conhecidos como: mudança de humor, insônia ou excesso de sono, estresse, perda de agilidade. Isso tudo tem a ver com a queda brusca de hormônios masculinos.

O tratamento pode ser feito através de reposição hormonal com um médico especialista da área.

Mas o que realmente causa a calvície na fase da velhice?

Calvície e avanço da idade estão interligados por muitos fatores, não somente os ligados a calvície androgenética, mas vários fatores que podem contribuir para o avanço da queda de cabelo nessa fase da vida.

Então, abaixo fizemos uma pequena lista do que pode ajudar na ocorrência da queda de cabelo na idade avançada, embora não seja comum. Vejamos.

  • Falta de alimentação adequada;
  • Alteração nos hormônios da tireoide;
  • Estresse;
  • Falta de descanso adequado;
  • Falta de vitaminas e minerais;
  • Excesso do uso de produtos químicos nos cabelos;
  • Uso de determinados tipos de remédios.

Além desses pontos, também há outras causas como a poluição, clima, mudança brusca de temperaturas que influenciam.

Remédios usados em quimioterapia, por exemplo, causam queda de cabelo não permanente, pois, ao final do tratamento, em algumas semanas, os cabelos voltam a crescer normalmente.

Existem também estudos científicos que sustentam a ideia de que o Sol e sua radiação podem causar a queda de cabelo.

Um estudo publicado em 2016 no Journal of Medicine and Life reforça essa tese. Segundo ela, fatores que levam ao envelhecimento celular levam a progressão da calvície.

Nessa idade é comum que os níveis de testosterona diminuam a cada ano causando queda de cabelos permanentes, pois os cabelos que caem não conseguem se reproduzir novamente como antes, causando assim, a calvície tardia.

Existe prevenção para a calvície tardia?

Calvície e avanço da idade são fatores que se ligam. Porém, é importante lembrar que os fatores como a hereditariedade e questões hormonais ainda são os mais marcantes no que diz respeito à calvície.

Portanto, é importante ao perceber que há queda de cabelo, em qualquer idade, procurar imediatamente um médico especialista para que ele comece o quanto antes os tratamentos, pois cada caso exige um procedimento específico.

Muito obrigado por ler o nosso texto de hoje que tratou do assunto “calvície e avanço da idade: qual a relação?”. Deixe a sua pergunta para nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close