Terapias alternativas para calvície funcionam?

Desde séculos atrás, os cabelos sempre foram considerados como um adorno ou moldura da face. E a calvície também sempre foi uma das maiores preocupações de boa parte das pessoas, por estar ligada diretamente à estética.

A calvície, desde os primórdios, sempre foi considerada um problema e até mesmo muitos acreditavam que ela se tratava de uma doença. Com isso, muitos métodos de tratamentos começaram a surgir, porém os tratamentos e as terapias alternativas para calvície não obtiveram sucesso. Mas estamos falando do passado, certo? Atualmente, as terapias alternativas para calvície funcionam? É o que vamos descobrir em nosso texto de hoje. Acompanhe.

Terapias alternativas para calvície funcionam?

Diferentes tipos de alopecia

Tanto homens quanto mulheres estão sujeitos a sofrerem com a queda de cabelo, tanto por motivos de doenças, falta de nutrientes, falta de descanso adequado, entre outros.

Porém, esses não são os únicos motivos que levam a alopecia a aparecer. Em homens a calvície começa antes ou depois dos 20 anos de idade. Nas mulheres, a partir da segunda década de vida.

Existem vários tipos de calvície e a mais comum é a alopecia androgenética, que é aquela que é transmitida de pais para filhos.

Nos homens, a queda de cabelo pode se concentrar na parte frontal da cabeça, onde chamam de “entradas” e na parte de cima. Já nas mulheres não há uma parte específica para ocorrer a queda de cabelo.

Terapias alternativas para calvície funcionam? Tratamentos ou terapias alternativas para calvície funcionam? Como já mencionado, vários tratamentos para tratar a queda de cabelo sempre existiram, porém a maioria dos procedimentos falha nos resultados.

Entre as alternativas mais comuns estão os medicamentos Finasterida e Minoxidil. São drogas que chegam a alterar até mesmo os ciclos de produção de testosterona natural. E, dessa forma, precisam ser usados com o acompanhamento de um profissional da área.

Atualmente, possuímos uma tecnologia de ponta que é capaz de tratar até os casos mais graves de alopecia. Um exemplo disso é o tratamento através de laser com baixa intensidade que emite luz para estimular o crescimento dos bulbos capilares que estavam produzindo cabelos de forma lenta.

Intradermoterapia, microinfusão de medicamentos na pele e a terapia celular são tipos de tratamentos que a medicina está fazendo uso e tem tido bastante êxito no que se diz respeito a resultados positivos.

Hoje em dia, até mesmo a aplicação de peptídeos e frações de proteínas têm sido bastante comentada e apresentada como um procedimento para a queda de cabelos.

Alguns desses tratamentos podem ser feitos simultaneamente para obter resultados mais rápidos e eficazes.

No entanto, os profissionais dão ênfase para o paciente procurar ajuda médica de um especialista para que seu diagnostico seja feito de forma mais eficaz e correta. Assim, o tratamento se dará da melhor forma.

Tratamentos que são novidades

Além das alternativas de tratamentos que citamos anteriormente, existe, atualmente, também outro método feito com a utilização do plasma rico em plaquetas, feito a partir do próprio sangue do paciente. Ao ser injetado no couro cabeludo promove o crescimento capilar de forma satisfatória.

Podemos citar também o tratamento utilizando as células tronco que são retiradas da gordura do próprio couro cabeludo, mais precisamente da parte de trás da cabeça. Pois, segundo especialistas, essa parte possui células capilares que não são afetadas pela alopecia androgenética, por exemplo. Por isso sua eficácia têm sido notável.

Terapias alternativas para calvície

Assim como existem vários tipos de tratamento para calvície que são feitos pela medicina moderna, na qual conhecemos, existem também terapias alternativas para calvície:

Acupuntura

Para responder corretamente à questão sobre terapias alternativas para calvície funcionam, podemos pensar na acupuntura. Agulhas têm um papel importante no tratamento da calvície, pois elas melhoram a circulação e contribuem para que os nutrientes cheguem até os vasos sanguíneos fazendo com que as vitaminas e os minerais que as células do couro cabeludo precisam para promover o crescimento capilar cheguem até a raiz dos cabelos e recupere sua longevidade.

Em outros estudos, pesquisas adicionais demonstram que a acupuntura regula o sistema neuroendócrino e beneficia o sistema imunológico.

Cientistas também afirmam que esse método ajuda no tratamento, principalmente, de calvície areata e também em reparos de tecidos.

Meditação como tratamento alternativo para a calvície

Terapias alternativas para calvície funcionam não como cura, mas sim como prevenção. É o que pregam os que utilizam o método da meditação para o tratamento da alopecia. Trabalhos feitos para melhorar até mesmo a postura na hora de pentear são apenas uma das coisas que a meditação apresenta como tratamento.

Claro que esse tipo de tratamento não tem comprovação científica que dê faça para seja considerado um procedimento eficaz para esse problema.

O que se sabe é que a meditação combate o estresse e, por isso, também pode ser considerada um tratamento alternativo no combate a calvície. Pois, o estresse é um dos fatores pelos quais a queda de cabelo pode ocorrer.

Mas, o melhor caminho é procurar a ajuda de um profissional da área, de preferência quando perceber qualquer alteração no crescimento ou na queda acentuada dos fios.

Obrigado por ler esse texto sobre se as “terapias alternativas para calvície funcionam?” Agora, se quiser e tiver, gostaríamos que deixassem seus comentários para nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close