Depressão causa calvície?

Hoje, responderemos a uma questão que muitos querem saber: se a depressão causa calvície. Em partes, sim, pois uma pessoa com seu estado emocional abalado irá gerar sentimentos que a deixarão introspectiva e, dessa forma, em um processo de reclusão cada vez mais forte não tarda para que entre em estado de melancolia e fique depressiva.

Depressão causa calvície?

O que é depressão?

O tempo todo o ser humano está produzindo ideias as quais reverberam a forma como ele interpreta o mundo. Levando em consideração que um indivíduo é completamente diferente do outro, cada um terá o seu modo único de vivenciar uma mesma situação.

A depressão pode ser explicada de várias maneiras, pois cada um experimenta sua vivência com o outro e com o meio de forma única. Uma eventualidade pode ser encarada com sofrimento por alguns, mas não por outros.

Ou seja, dois homens que experimentem a calvície reagirão de formas distintas. Enquanto um encara a condição como uma ordem natural das coisas, o outro não a aceita, caindo em uma violenta movimentação rumo a um estado melancólico de longa duração. Nesse caso, observa-se a calvície como estopim da depressão.

Mas será que toda melancolia surgiu desse ponto? E antes, não houve episódios que ativaram o sentimento de frustração?

A forma como o segundo homem encara o mundo e a calvície é bem diferente da forma do primeiro. Aliás, isso pode ocorrer com membros de uma mesma família, por exemplo, dois irmãos gêmeos.

Quem tem depressão passa por uma espécie de caminho do desaceleramento, prejudicando sua cognição em vários aspectos, esteja no trabalho, no lar, na faculdade ou em roda de amigos.

Algumas pessoas que nunca tiveram a experiência empírica da depressão não costumam tratar a síndrome como uma doença. De forma jocosa, chega-se a dizer que uma pessoa depressiva está com frescura.

A depressão requer tratamento, pois pode matar em diferentes circunstâncias, não se limitando apenas a uma questão de saber ou não se depressão causa calvície, pois vai muito mais além. O suicídio é uma de suas consequências, a mais grave de todas. Indo mais além, uma depressão não tratada dá início a um processo de somatização que se manifesta no corpo do indivíduo de forma física.

Depressão causa calvície ou calvície causa depressão?

Em busca por uma resposta para saber se depressão causa calvície, vejamos a queda dos fios de cabelo como gritos de socorro do inconsciente para que a pessoa consiga ver ao seu redor o que realmente lhe faz mal.

A queda de cabelos pode ser um sintoma leve de que algo está errado, sejam pessoas ou lugares que façam parte da vida do indivíduo, ou mesmo um comportamento seu que, sem perceber, está lhe causando uma autoagressão.

O fato de ver os fios caindo antes de uma depressão evidente engana a muitos, dado que, na realidade, uma queda acentuada de cabelo pode ser um aviso de que algo mais tenso está adiante, uma vez que os primeiros sinais estão sendo dados.

É muito comum ler em diversos artigos impressos ou via internet, ou mesmo ouvir diretamente de médicos, que o estresse emocional provoca queda de cabelo. Mas ao que se deve dar atenção mesmo é ao que pode estar adiante: um estado melancólico agudo que lá atrás tinha sido sinalizado por estresse e queda de fios. Consequentemente, ao invés de pensar que depressão causa calvície, o que ocorre é que com o estado melancólico também virá a calvície. 

O estresse é mais fácil de ser tratado do que a depressão. Irritar-se por coisas corriqueiras não é o mesmo que se deprimir profundamente por essas coisas.

Sinapses: a construção da memória

As sinapses são neurotransmissores em atividade constante que ligam os nossos neurônios. Dessa forma, nossas memórias têm uma formação fisiológica, biológica. 

Embora haja, no estresse, sinapses cerebrais construídas conforme o indivíduo interprete acontecimentos simples do dia a dia como verdadeiras montanhas-russas, essas sinapses ainda não são tão enraizadas na mente como as memórias ruins que vão sendo selecionadas pelo indivíduo depressivo. Dentre as experiências diárias, na mente depressiva cristalizam-se somente sensações ruins vinculadas a experiências negativas, deixando o indivíduo preso à melancolia.

Todos temos experiências negativas e positivas. A depressão faz com que o indivíduo vivencie, em maior parte, ou somente, as experiências negativas.

Em uma depressão, é muito mais difícil desvencilhar-se de sinapses neurais. Elas são criadas pelo próprio indivíduo e não podem ser desfeitas, pois se transformam em memória.

Desse modo, uma pessoa em estado depressivo fica presa a pensamentos que passam a interpretar o mundo sob uma ótica extremamente negativa. Desfazer essas sinapses, ou seja, essas interpretações, fica muito mais difícil à medida que elas se estigmatizam, conforme os pensamentos negativos vão se enraizando na memória acessada pelo indivíduo.

Não tratar uma depressão leva a pessoa a um tamanho estado de melancolia que pode durar anos, ou mesmo para o resto da vida, privando essa pessoa de ser feliz.   

Manifestações físicas

Doenças autoimunes sem causa específica diagnosticada, como é o caso da fibromialgia e da alopecia areata, são manifestações físicas decorrente de um estado emocional que não está recebendo devida atenção. 

Contudo, temos de levar em consideração as diferentes formas que diferentes indivíduos têm de interpretar o mundo e, por isso, se tornam sujeitos únicos. Assim, depressão causa calvície em uns, mas em outros não.

Esse sujeito único já passa há um bom tempo com uma questão que não se resolveu, talvez desde quando era criança, gerando em seu inconsciente manifestações que se revelam em moléstias pelo corpo, como dores nas costas ou fortes enxaquecas.

Nesse sentido, não é de se admirar que um estado depressivo, que deixa em constante estresse não só a mente, mas todo o corpo, atinja o couro cabeludo e, assim, faz com que caiam tantos fios de cabelo a ponto de, em alguns casos, não voltarem mais a nascer.

Portanto, a depressão causa calvície quando não é tratada, por isso negligenciada. Quem vê a depressão com olhos preconceituosos e, diante da suspeita de um quadro agudo de melancolia ou irritabilidade não procura ajuda, está perdendo a chance de viver uma vida melhor.

É claro que devemos pensar com calma: há pessoas com depressão que não conseguem, às vezes, procurar ajuda. Mesmo porque, há diferentes níveis de depressão, mais leves, acentuadas, profundas, mas, de maneira geral, quem está com depressão tende a se isolar, não sabe exatamente o momento de pedir ajuda – se é que consegue pensar com tal clareza.

Sintomas da depressão

A queda de cabelo aumentada pode ser um dos sintomas da depressão. O que responde à questão levantada, se depressão causa calvície.

Entretanto, outros sintomas devem ser observados antes que se chegue à conclusão de que o excesso de fios caindo é decorrente de um estado emocional. Veja a seguir outros sintomas da depressão.

Distúrbios cognitivos

Dificuldade para realizar tarefas simples, como arrumar a cama ou pegar o metrô, ônibus etc. Trabalho e estudo são fortemente prejudicados.

Alteração psicomotora

Os membros não respondem a atividades simples, como subir uma escada ou dirigir um carro.

Paralisia do pensamento

Esquece-se de algo da área em que atua, por exemplo, um enfermeiro esquece por completo o que é uma célula. 

Tristeza deprimida

Humor varia facilmente para tristeza profunda sem causa aparente.

Ansiedade

Estado de angústia e, fisicamente, falta de ar e aperto no peito sem causa aparente.

Tricotilomania

De forma impulsiva, a pessoa começa a arrancar os cabelos inconscientemente com as mãos por angústia e ansiedade.

Ideação suicida

Angústia grave, o indivíduo não quer morrer, mas sim se livrar da angústia.

Psique Humana

A psique humana é complexa, chegando ao ponto de ser levantada a hipótese se depressão causa calvície. Comportamentos ruins para a saúde mental passaram a ser melhor compreendidos apenas no século 20, com as considerações freudianas a respeito do inconsciente.

Temos de levar em consideração que muitas das dores e sofrimentos humanos estão escondidos nesse inconsciente, dentro de nós mesmos.

O inconsciente é a parte do indivíduo que mais sabe sobre seus verdadeiros sentimentos e desejos, mas o indivíduo não consegue acessá-lo.

Os pensamentos se constroem baseando-se em um constructo social moldado para uma busca pelo sucesso atrelado ao lucro e, nessa jornada, são pouquíssimos os que chegam ao “lucro”, muitas vezes megalomaníaco, por isso inalcançável.

Nessa busca, surge a castração, situação em que o indivíduo deixa de viver coisas simples, acessíveis e prazerosas da vida, para correr em busca do que seu ideário construiu, neste caso exemplificado, o lucro e o sucesso.

Dessa forma, deixamos de olhar para nós mesmos para correr atrás de coisas de que não temos necessidade, como trocar celulares que ainda funcionam muito bem por um novo.

Nesse sentido, será mesmo que depressão causa calvície? Será que não há outras interferências fazendo mal à mente e, consequentemente, ao corpo?

Comente o que é que você achou do artigo, sobre depressão causa calvície. E em caso de dúvida, é só perguntar.    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close