Falta de ferro e queda de cabelo: existe relação?

Já trouxemos, em outros artigos, a importância de uma alimentação balanceada e rica em nutrientes, não só para a saúde capilar, mas também para a garantia de um organismo funcionando plenamente.

Neste artigo, apresentaremos a importância do ferro ao organismo e a relação existente entre falta de ferro e queda de cabelo.

Falta de ferro e queda de cabelo: existe relação?

O que é o ferro?

A anemia é uma das doenças mais conhecidas decorrentes da carência da ingestão de ferro. Chamada de anemia ferropriva, é verificada quando há a presença insuficiente de glóbulos vermelhos saudáveis, responsáveis por transportar oxigênio dos pulmões aos tecidos, e C02, dos tecidos aos pulmões.

Sendo assim, a importância do ferro é justificada pelo seu desempenho no transporte de oxigênio para todo o corpo. É um nutriente considerado essencial para a vida.

Ferro, além de fundamental para o crescimento saudável, pode melhorar a capacidade de cognitiva da criança, aumenta a resistência a infecções, além de reduzir os riscos de morte e o nascimento de bebês prematuros, durante a gestação.

Algumas das consequências de uma dieta carente de ferro, em adultos, é o aumento da sensação de fadiga e diminuição da capacidade produtiva.

A falta de ferro e a queda de cabelo

Além das consequências listadas acima, outra parte do corpo que sente os efeitos da deficiência de ferro é o cabelo, de modo que a quantidade de ferro que chega aos folículos capilares é insuficiente para garantir o saudável crescimento dos fios e, também, a saúde desses.

Assim, há uma intrínseca relação entre a falta de ferro e a queda de cabelo. Sem a presença desse nutriente, o cabelo, aos poucos, vai tornando-se mais fraco e fino, podendo inclusive apresentar ressecamento e até alteração da cor, sobretudo nas pontas dos fios.

Desse modo, verifica-se que a falta de ferro não só propicia a queda dos fios, mas também impossibilita sua devida manutenção, uma vez que a diminuição da presença de ferro no bulbo capilar se traduz, também, em alterações estruturais observáveis ao longo do cumprimento dos fios.

Como identificar a deficiência de ferro?

O processo descrito acima, que ilustra a relação entre a falta de ferro e a queda de cabelo, é conhecido como Eflúvio Telógeno. Costuma ter duração temporária, cessando após reposição de ferro.

Por se tratar de um nutriente essencial ao corpo, o organismo mantém um estoque reserva desse mineral, armazenado na proteína ferritina. Sendo assim, o teste e a dosagem de ferritina pode mostrar como estão, no seu corpo, suas reservas de ferro.

A deficiência de ferro no corpo é constada por meio de exames de sangue, como o hemograma. Caso a deficiência nos níveis de ferro persista, a queda e os outros efeitos da carência do mineral podem se manifestar de modo mais prolongado e intenso, denominando-se Eflúvio Telógeno Crônico.

A ingestão insuficiente de ferro pode estar associada a diversos fatores, sendo a alimentação o principal. Além disso, devem ser investigadas possíveis causas de má-absorção do ferro e perda de sangue.

Como confirmar a relação entre falta de ferro e a queda de cabelo?

Como apresentamos anteriormente, alguns efeitos da falta de ferro incluem alta sensação de fadiga e pouca produtividade. Além disso, outros sinais que indiquem possível relação entre a falta de ferro e a queda de cabelo incluem:

  • Cansaço, desânimo, fraqueza;
  • Falta de ar;
  • Palidez da pele e mucosas, sobretudo a do olho;
  • Constantes dores de cabeça, vertigem e tontura;
  • Alterações na memória;
  • Unhas fracas, facilmente quebradiças.

Além disso, é fundamental a visita à um profissional da área da saúde, para diagnóstico e traçar de intervenções.

Dicas para a ingestão de ferro

Como já vimos, o ferro é indispensável ao organismo. Sua dose diária indicada é de 10 mg para os homens e 15 mg para as mulheres. A dose maior para as mulheres é justificada pelos períodos de menstruação e gravidez, quando ocorre perda de ferro pelo sangue.

O ferro pode ser encontrado nos seguintes alimentos:

  • Vegetais folhosos (agrião, couve, taioba);
  • Vegetais leguminosos (feijão, grão-de-bico, ervilha);
  • Carnes vermelhas (fígado e vísceras);
  • Carnes brancas (aves, peixes e mariscos);
  • Nozes, castanhas, rapadura, açúcar mascavo.

Conclusão sobre relação entre falta de ferro e queda de cabelo

Neste artigo, buscamos apresentar a relação sobre a falta de ferro e queda de cabelo. O ferro é um mineral indispensável ao corpo, e, constatada sua ausência, efeitos são registrados por todo o corpo.

Para quem busca esconder falhas capilares, a maquiagem capilar Jet Hair é uma excelente opção. À base de queratina, promove em instantes o preenchimento capilar.

Em casos de queda de cabelo decorrentes da deficiência de ferro, enquanto você reincorpora o nutriente em sua dieta, o uso de Jet Hair ajuda a disfarçar as imperfeições. Gostaram de nosso artigo? No caso de qualquer dúvida, elogio ou sugestão, escreva-nos um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close