Ciclo menstrual e calvície: qual a conexão

Existem diversos fatores que levam à queda capilar. Será que há alguma conexão entre ciclo menstrual e a queda capilar? Neste artigo, falaremos tudo sobre o ciclo menstrual, o que é calvície e qual será a conexão entre os dois.

Ciclo menstrual e calvície: qual a conexão

O ciclo menstrual

O ciclo menstrual é uma fase que ocorre 28 dias para a mulher. O ciclo é dividido em três fases conforme as alterações hormonais que ocorrem durante o mês. A menstruação caracteriza os anos férteis da vida da mulher, que ocorre no inicio da adolescência e dura até a menopausa.

Normalmente, o ciclo menstrual da mulher varia entre 25 e 35 dias; porém, ciclos com intervalos mais curtos ou longos que esse, significam que há algum problema de saúde como os ovários policísticos (nesse caso é necessário consultar um ginecologista).

As três fases do ciclo menstrual são:

  • Folicular: inicia-se no primeiro dia do ciclo da menstruação, durando cerca de cinco a 12 dias. Na fase folicular, o cérebro intensifica a produção do hormônio folículo-estimulante que faz com que os ovários amadureçam os seus óvulos. Com isso, o ovário libera grandes quantidades de estrogênio que é responsável por deixar o revestimento do útero pronto para uma possível gravidez;
  • Ovulatória: os níveis de estrogênio continuam aumentando nessa fase e fazem com que o corpo produza o hormônio luteinizante, responsável por escolher o óvulo mais maduro e fazê-lo sair do ovário – o que ocorre por volta do 14º dia do ciclo. Depois de o liberar, o óvulo é transportado pelas trompas até chegar ao útero. O óvulo normalmente mantém-se “vivo” por 24 horas fora do ovário e, por esse motivo, se tiver algum contato com espermatozoides, pode ser fecundado;
  • Lútea: fase que ocorre nos últimos 12 dias do ciclo menstrual onde o folículo, que foi deixado pelo óvulo dentro do ovário, inicia a produção da progesterona em grande quantidade, o que ajuda a continuar a preparação do revestimento do útero caso ocorra a gravidez. Além disso, ocorre o aumento da produção do estrogênio, o que pode causar em algumas mulheres a mudança de humor, inchaço e até mesmo sensibilidade nos seios. Quando não ocorre a fecundação, o folículo encolhe no ovário e os níveis de progesterona e estrogênio diminuem, até que o revestimento é eliminado, iniciando a menstruação. Mas, caso ocorra a fecundação, o óvulo fica preso nas paredes do útero e o corpo produz o hCG, hormônio que faz com que o folículo continue produzindo estrogênio e progesterona em grande quantidade, mantendo o revestimento do útero até formar a placenta.

O ciclo menstrual irregular é aquele que a mulher não sabe quando a menstruação virá. As causas mais comuns de um ciclo irregular são: hipertireoidismo, início da vida fértil na adolescência, excesso de exercícios físicos intensos, distúrbios da alimentação, pré-menopausa, pós-gravidez, distúrbios emocionais, ovários policísticos, mudança do anticoncepcional ou tumores, inflamação ou pólipos no aparelho reprodutor feminino. As variações hormonais podem até mesmo causar a queda capilar.

A calvície

Conhecida também como alopecia, a calvície é uma condição onde ocorre a queda parcial ou total dos fios capilares, podendo também afetar outras áreas do corpo que possuam pelos. Normalmente, um indivíduo perde cerca de 50 a 100 fios por dia, sendo substituído por outro no mesmo folículo, iniciando então um novo ciclo de crescimento.

Com o avanço de idade, na velhice os fios ficam mais finos e o crescimento fica mais lento, podendo até mesmo parar por completo e resultar em calvície. Há diversos fatores que causam a queda capilar, assim como: medicamentos, estresse, hereditariedade, dieta e até mesmo a mudança dos hormônios.

A calvície pode afetar tanto os homens quanto as mulheres. Não há cura para a calvície; porém, há tratamentos para cada tipo que é prescrito por um profissional. Assim que notar queda excessiva dos fios, é importante consultar um médico o quanto antes para verificar a causa e realizar o seu tratamento corretamente.

Qual é a conexão entre o ciclo menstrual e calvície?

De maneira geral, as mulheres relacionam o ciclo menstrual e calvície por identificarem mudanças capilares na fase. Na prática, as alterações hormonais do ciclo menstrual influenciam significativamente o corpo da mulher, tanto fisicamente quanto emocionalmente. A TPM (tensão pré-menstrual) é um dos sinais.

A menstruação é dominada por mudanças orquestradas nos níveis dos hormônios progesterona e estrógeno. Os ciclos hormonais produzem respostas que variam nos tecidos e órgãos humanos. O maior órgão do nosso corpo, a pele possui receptores de estrogênio e pouca quantidade de progesterona e, com isso, podem influenciar várias características cutâneas.

A relação entre o ciclo menstrual e calvície pode se mostrar mais significativa quando ocorrem as mudanças hormonais. Existem várias evidencias de que há uma conexão entre ciclo menstrual e calvície e a gravidez é uma delas. Durante a gestação, ocorre um aumento no volume do cabelo e esse processo acontece por conta de dois fatores: redução da queda capilar e o ganho de calibre do fio.

O aumento dos níveis de estrógeno e progesterona mantém os folículos por mais tempo que o normal na fase anágena do cabelo. Isso faz com que menos fios entrem em fase de queda durante a gravidez. Porém, após o parto, a redução repentina dos hormônios femininos causa a queda acentuada dos fios capilares.

O couro cabeludo muda conforme as variações hormonais que ocorrem durante o ciclo menstrual e por conta disso, em algumas mulheres os cabelos ficam piores durante a menstruação ou quando ocorre a tensão pré-menstrual.

As mudanças capilares podem estar associadas a vários fatores do ciclo menstrual e calvície, assim como a produção de óleo pelas glândulas sebáceas ou mudanças no próprio folículo. Contudo, a relação entre ciclo menstrual e calvície em si ainda não foi totalmente esclarecida, sendo que a queda não deve aumentar.

Caso ocorram alguns sintomas assim como a queda, afinamento ou mudança das características do cabelo é recomendado consultar um médico especialista o quanto antes para o mesmo avaliar e recomendar o melhor tratamento em caso de conexão entre ciclo menstrual e calvície.

Gostou do artigo sobre qual é a conexão entre ciclo menstrual e calvície? Deixe o seu comentário e continue acompanhando o nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close