Coronavírus e higiene capilar: qual a relação

A importância da devida higiene dos fios é justificada por todos os benefícios provenientes dessa prática: além de conferir um melhor aspecto estético ao cabelo, trata também aspectos relacionados ao couro cabeludo, região onde nascem os fios de cabelos.

Quando falamos de higiene capilar, nos referimos a diversas práticas de cuidado, como o uso de pentes e de produtos adequados, a realização esporádica de lavagens e o correto enxágue e secagem dos fios, e até mesmo a alimentação, rica em ferro, indispensável para a manutenção de fios belos e saudáveis.

Nos últimos meses, assistimos aos primeiros diagnósticos e à proliferação de casos de coronavírus, também conhecido como COVID-19. Já foi comprovado que a transmissão desse vírus se dá facilmente, a partir do contato com superfícies contaminadas ou gotículas decorrentes da fala, espirros ou tosse de pessoas infectadas.

Sendo assim, apresentaremos neste artigo a relação existente entre coronavírus e higiene capilar.

Coronavírus e higiene capilar: qual a relação

O que é o coronavírus?

O coronavírus é uma família de vírus responsável por infecções respiratórias. Como é uma doença relativamente recente, novos estudos são necessários para uma melhor caracterização dos sinais e sintomas. Entretanto, os principais de sua ação incluem:

  • febre;
  • tosse seca; e
  • dificuldades para respirar.

A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, geralmente por meio de  contato da mão em superfícies contaminadas com o vírus, ou através de gotículas de espirro, tosse ou até da fala. O meio de transmissão mais frequente é pelo contato da mão contaminada com o nariz, boca ou olhos .

Alguns estudos apontam que se trata de um vírus que facilmente se espalha pelo ar e que permanece ativo mesmo após horas em superfícies de materiais, como papelão, plástico e cobre.

Além disso, gotículas contaminadas eliminadas por pessoas contaminadas podem atingir distâncias longas, de até dez metros, o que evidencia o potencial de contágio do coronavírus.

Os principais cuidados apresentados nas campanhas atuais de prevenção ao coronavírus endossam a importância da constante higienização das mãos, com o uso de álcool gel 70% e/ou água com sabão, e a desinfecção de superfícies e roupas.

Dessa forma, a relação entre coronavírus e higiene capilar merece sua atenção. O contato das mãos contaminadas com o cabelo não é tão prejudicial como o contato do vírus com mucosas, como os olhos e a boca, entretanto, os cabelos podem ser apresentar como fonte de contaminação e reservatório do vírus.

Higiene capilar e coronavírus

Como apontamos acima, a correta higiene capilar está presente num conjunto de práticas, todas igualmente relevantes para a saúde dos fios. Enquanto a alimentação e a hidratação são capazes de prover importantes nutrientes ao organismo, os processos de penteio, lavagem e a correta secagem dos fios garantem a limpeza dos cabelos.

Na relação entre coronavírus e higiene capilar, temos, como já mencionado, o cabelo como um dos possíveis reservatórios do coronavírus. Dessa forma, certifique-se da limpeza de seus fios, principalmente após o contato com pessoas e aglomerações e o uso de transportes coletivos.

A lavagem dos cabelos não precisa ser diária, mas realizada com certeza frequência. Trata-se da prática básica de higiene dos fios e do couro cabeludo. Após lavar os cabelos, sendo necessário o uso de xampu e condicionador, o procedimento de secá-los é essencial, pois evita a proliferação de fungos.

É recomendável que o excesso de água do cabelo seja retirado com o auxílio de uma toalha, sendo opcional o uso de um secador de cabelos (preferencialmente com o ar gelado e numa distância de 15 cm do couro cabeludo).

O penteio dos fios é outra prática essencial na rotina de higiene capilar, ao remover resíduos e impurezas acumuladas durante o dia. Traz ainda outros benefícios, como a distribuição da oleosidade natural do cabelo por todo o comprimento dos fios e a ativação da circulação sanguínea do couro cabeludo, o que auxilia no fortalecimento dos fios.

A devida higiene dos fios, aliada à constante higienização das mãos e o não compartilhamento de objetos de cuidados pessoais, se configura como uma prática útil para evitar a propagação do coronavírus.

Coronavírus e higiene capilar: conclusão

Neste artigo, buscamos explorar a possível associação entre dois elementos, aparentemente distintos, entretanto interligados: coronavírus e higiene capilar.

A relação entre higiene capilar e coronavírus não deve ser descartada, sobretudo após decretada a pandemia. É uma responsabilidade comum a todos estar atento e cumprir as medidas capazes de evitar mais contaminações.

Sendo assim, além da constante lavagem das mãos e superfícies, fiquemos atentos também à importância da higiene capilar e coronavírus. Acima, apresentamos como os simples atos de lavar, secar e pentear os fios, quando realizados de modo correto, podem ser altamente eficazes na luta contra o vírus.

Esperamos que você tenha gostado de nosso artigo com a relação entre higiene capilar e coronavírus e que as informações acima lhe sejam úteis. Agora, esperamos ouvir de você! Deixe-nos o seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close