Principais tratamentos avançados contra calvície: eletrotricoterapia

Como já mencionamos anteriormente em diversos artigos, é possível encontrar algumas alternativas para o tratamento da calvície no mercado brasileiro.

Dentre os produtos, procedimentos e tratamentos avançados contra calvície mais indicados, uma solução bastante interessante é a eletrotricoterapia.

Mas você já sabe como a eletrotricoterapia funciona e para quais casos ela é mais indicada?

Se você busca saber mais sobre a eletrotricoterapia, este artigo foi feito para você. Aqui, você terá acesso às principais informações sobre esse tratamento, como seus objetivos, método de aplicação, indicações e efeitos colaterais. Boa leitura!

Principais tratamentos avançados contra calvície: eletrotricoterapia

O que é a eletrotricoterapia?

A eletrotricoterapia é um dos principais tratamentos avançados contra calvície devido à sua eficácia, já comprovada por diversos estudos científicos.

Trata-se de um método que busca estimular uma resposta biológica por meio de um campo elétrico, gerado pelos dispositivos utilizados no procedimento.

Segundo estudiosos, essa estimulação elétrica é capaz de produzir um efeito conhecido como eletrotricogênese, capaz de aumentar as taxas de cálcio nas células do couro cabeludo.

Desse modo, os processos de produção de energia, síntese proteica e divisão celular são facilitados.

Nesse sentido, muitos afirmam que a eletrotricoterapia é capaz de promover a liberação de fatores de crescimentos e da proliferação de folículos pilosos em funcionamento, influenciando diretamente nas fases de nascimento e crescimento dos fios de cabelos.

Em geral, os dispositivos utilizados para o tratamento da calvície com eletrotricoterapia consistem em pequenos aparelhos que, em contato com a pele, emitem ondas elétricas.

A intensidade da corrente elétrica e duração do estímulo são propriedades que são variáveis e facilmente ajustáveis, levando em consideração as necessidades e particularidades de cada paciente.

Até o momento, tratamentos realizados com a eletrotricoterapia não apresentaram efeitos colaterais.

Indicações para o tratamento com eletrotricoterapia

Infelizmente, a eletrotricoterapia, assim como outros dos principais tratamentos avançados contra calvície, são eficazes somente nos primeiros estágios da calvície ou em graus intermediários.

Isso ocorre pois, nos estágios mais avançados, as raízes não apresentam mais atividade celular. Dessa forma, a eletrotricoterapia não é capaz de impulsionar os folículos capilares a funcionar novamente.

Entretanto, para além dos níveis iniciais e intermediários de calvície, a eletrotricoterapia é também eficaz para o tratamento de quadros como o eflúvio telógeno agudo e a dermatite seborreica, conhecida também como caspa.

Para casos mais avançados de calvície, recomenda-se o transplante capilar, outra técnica com uso de tecnologia avançada.

Antigamente, era comum que os transplantes fossem realizados por meio de cortes no couro cabeludo, transferindo áreas do couro cabeludo nos quais os folículos ainda estavam ativos para outras regiões.

O resultado, por muitas vezes, acabava por deixar evidente as cicatrizes causadas pelo procedimento, gerando bastante descontentamento entre aqueles que se submetiam ao tratamento.

Hoje, os procedimentos de transplante foram modernizados e ocorrem de modo no qual cada folículo escolhido é transplantado, um por um.

Existem diversas técnicas disponíveis para transplante no mercado e a maioria não se utiliza de grandes cortes ou pontos no couro cabeludo.

Pela alta eficácia desses tratamentos tecnológicos, eles se configuram como alguns dos principais tratamentos avançados contra calvície.

Outras informações sobre tratamentos tecnológicos para a calvície

Como vimos acima, a tecnologia vem sendo cada vez mais empregada na área da tricologia. Ela oferece uma série de vantagens sobre as demais opções de tratamento:

  • auxilia na recuperação dos cabelos, em casos de queda;
  • previne efeitos mais fortes da calvície em homens com predisposição genética;
  • é, geralmente, mais rápida e indolor;
  • os resultados podem ser observados já nas primeiras aplicações;
  • é livre de substâncias tóxicas; e
  • é um procedimento que, apesar de avançado, não é invasivo.

Apesar disso, nem sempre esses tratamentos são, necessariamente, os mais indicados para todos os casos.

Para cada caso, é imprescindível a realização de uma avaliação especializada por um médico dermatologista.

Por meio do exame dos cabelos, é possível compreender as propriedades dos seus cabelos e do couro cabeludo, para a escolha das intervenções mais adequadas.

Além disso, vale lembrar de outros fatores capazes de contribuir para o bem estar capilar, que devem ser aliados a qualquer tratamento escolhido:

  • alimentação balanceada, rica em proteínas;
  • correta higienização dos fios e do couro cabeludo;
  • prática moderada de exercícios físicos; e
  • controle dos níveis de estresse e tensão cotidianos.

Conclusão sobre os principais tratamentos avançados contra calvície: Eletrotricoterapia

Neste artigo, apresentamos as principais informações acerca da eletrotricoterapia e o porquê de esse procedimento se revelar como uma ótima alternativa para o tratamento da calvície.

Embora a eletrotricoterapia não seja indicada para o tratamento de todos os graus de calvície, ela se configura como uma excelente aliada para o cuidado de graus iniciais e leves de calvície, sendo capaz de minimizar e até reverter os efeitos do quadro clínico.

Esperamos que tenha gostado de nosso artigo e aprendido mais sobre um dos principais tratamentos avançados contra calvície, a eletrotricoterapia. Caso tenha restado quaisquer dúvidas, deixe seu comentário para nosso time de especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close